Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Chic&Choc

ACESSIBILIDADE: A A A A
Fabiana Silbor 15/03/2015
Fabiana Silbor
fabianasilbor@gmail.com
Bem vindo! Bem vinda!

LINDA VIVIANE FERNANDES COMEMORA O ANIVERSÁRIO COM MUITAS BENÇÃOS E ALEGRIAS. DIAS DE SUCESSO PARA A BRILHANTE EDUCADORA QUE MERECE FELICIDADES E MAIS PROSPERIDADES

PIONEIRA NOS PROJETOS DE MODA, AGENCIAMENTO E FORMAÇÃO DE MODELOS, ALÉM DE ORGANIZAÇÕES DE EVENTOS, A BELA MARIZA SERRANO BRILHOU NA NOITE DE ONTEM COMO ANFITRIÃ DO ELEGANTE E PRESTIGIADO EVENTO: “MULHERES 10, HOMENS 10” QUE LEVOU PÚBLICO SELETO AS CELEBRAÇÕES DE PESSOAS QUE SE DESTACAM NA SOCIEDADE UBERABENSE

BONITA DEMAIS, A NOIVA LARISSA E SEU ELEITO, WENDER RECEBEM AS BENÇÃOS NUPCIAIS NO PRÓXIMO MÊS, SOB O CARINHO DOS PAIS ADILSON E ELANIA E IDERVAL E CÉLIA.PARABÉNS E FELICIDADES AO BELO CASAL

DIAS DE SUCESSO. ASSIM APRESENTAM-SE AS POSSIBILIDADES PARA A REALIZAÇÃO DE GRANDES ACONTECIMENTOS. O BALUARTE DA CULTURA GILBERTO REZENDE, COM A MESTRA DE ENCANTOS VOCAIS, ARAHILDA GOMES E A EMPRESÁRIA ALÊ ROSO QUE VEM REVOLUCIANDO AS IDEIAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DURANTE A ABERTURA DA BELÍSSIMA EXPOSIÇÃO DA FOTÓGRAFA FRANCIS PRADO

MAIS UM MOMENTO DE SUCESSO DA FOTÓGRAFA FRANCIS PRADO, DURANTE A ABERTURA DA EXPOSIÇÃO QUE RETRATOU MULHERES VITORIOSAS. A ARTISTA BEM ACOMPANHADA DAS TALENTOSAS E BONITAS JORNALISTAS JULIANA FIDELES E RENATA GOMIDE

A LINDA ADMINISTRADORA E JORNALISTA EVACIRA CORASPE CELEBRA DOIS ANOS DE SUCESSO NA TELEVISÃO. COM O PROGRAMA MOVIMENTO PELA TV CÂMARA, A REFERENCIADA COMUNICADORA TEM DESTACADO PERSONALIDADES IMPORTANTES E HONRADAS. PARABÉNS E MAIS PROJETOS QUE NOS FAZEM TÃO BEM. ASSINA ESSA FOTO O TALENTOSO FABIANO SCHRODEN

UMA FOTO REFERÊNCIA EM PIONEIRISMO E CRIAÇÕES ESPECIAIS. FANTÁSTICOS FOTÓGRAFOS DE UBERABA MOSTRARAM SUAS ARTES EM UMA EDIÇÃO ESPECIAL PARA COMEMORAR O ANIVERSÁRIO DA CIDADE IDEALIZADA PELA EQUIPE DO SHOPPING UBERABA. PESSOAS DE GRANDE ATUAÇÃO EM FAVOR DA CULTURA E DA MODERNIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL QUE ENFEITAM NOSSA COLUNA NESSE DOMINGO. PARABÉNS! 

Bem vindo!
Bem vinda!

No dia do consumidor podemos pensar sobre tudo ou sobre nada.
Mas se o tema é tão apropriado ao questionar, por que desperdiçar?
Quais são seus maiores consumos? E os melhores?
Será que diante de tantas ofertas, você tem escolhido com competência?
Na Era do “ter”, o “ser” está ameaçado.
Todavia, nos momentos de enfrentamentos honestos somos obrigados a reconhecer que as ilusões divertidas, e, até válidas, do “ter”, não preenchem.
Lotados de vazios estamos fazendo de conta que viemos, apenas, com o propósito de nos validar e esquecemos que só damos sentido ao existir quando estamos em harmonia com outro e encontramos o sentir nos valores. Bens que não estão à venda, apesar de parecem ser produtos de liquidação.
Seus consumos são suas escolhas.
Suas escolhas são você.
Mas seu prazo de validade ninguém sabe.
Diante dessa incerteza, talvez, esteja mesmo na hora de repensar...

Valorize quem lhe quer bem
A sua companhia é um dos maiores presentes que você pode se dar e, também, ofertar as outras pessoas. Quem se interessa por você quer ficar ao seu lado. Participar da sua vida. Ouvir suas histórias. Mesmo que elas sejam inúteis. Existe uma fortaleza em deixar ir quem te ignora. A vida não é feita de espera, mas de atitudes. Por isso valorize quem prefere ficar com você, apesar dos seus defeitos e que sente orgulho das qualidades que você possui. É impossível ter tudo. Somos feitos de escolhas.

Salvem os motoristas!
É urgente a necessidade de implantar um programa de motivação, educação continuada e valorização dos motoristas. Independente de que tipo de veículo eles conduzem. Desde a contratação é necessário fazer uma seleção competente para garantir que no exercício da atividade esses profissionais tenham condições de atender tantas expectativas e suportar as mais variadas pressões.

Alguém se interessa?
Depois de um passageiro entrar em um ônibus em movimento deixando o motorista em uma situação grave de risco, o profissional teve um surto. Pegou os pertences e desistiu do emprego. Essa situação exemplifica a falta de interesse e cuidado com uma das profissões mais importantes. Veja a situação dos caminhoneiros... Taxistas... É fundamental que algum político, com interesses verdadeiros, compreenda a necessidade de melhorar as leis para essa categoria.

O perigo da falta de opinião própria
Por falar em caminhos para seguir, muita gente permanece manipulada. Sem o menor entendimento da força que os levantes populares massificados podem causar, esses indivíduos somam para garantir a supremacia de interesses particulares. Apesar de toda a odisséia tecnológica, poucos são os seres que conseguem se distanciar dos prenúncios e compreender a exatidão do que está emaranhado e o impacto de determinados acontecimentos. E no ritmo de “deixa a vida me levar”, a maior parte segue sem opinião própria ou com posicionamento inflacionados pelos formadores de opinião disfarçados de heróis.

Pau que nasce torto morre torto. Gente, também
Aprenda a respeitar o direito do outro de ser torto. Durante anos eu venho defendendo que um dos maiores poderes do ser humano é o de se transformar. Apesar dessa ser uma oportunidade evolutiva concedida a todos, igualmente, nem sempre se quer a chance. E às vezes tudo não passa de um ponto de vista. Afinal, o que pode ser honrado para você, nada significa para a pessoa que lhe é importante. Diante dessa explícita realidade ou assumimos a escolha errada ou aceitamos o modo de viver da pessoa. Cada um sabe o defeito que é capaz de conviver e a vitória que tem condição de aplaudir sem invejar.
Dívida longa!
Um levantamento do setor imobiliário comprova o rompimento da bolha inflacionária na cidade. O número de imóveis para alugar e para vender voltou a ser expressivo, um problema diante de um mercado que entrou em estagnação. Depois de safras lucrativas de especulações, profissionais sérios amargam prejuízos pela invasão de aventureiros, que viram no cenário de grandes oportunidades, o ‘tal do jeitinho’ de ganhar dinheiro fácil.

Hipocrisia inútil!
Já ouviu essa expressão: “engole o choro”? Pois você sabia que chorar é uma das formas mais autênticas de demonstrar o sentir? Desde sempre podemos ser formados ou deformados pelas pessoas que interagem conosco. Chorar é normal. Anormal é não demonstrar, esconder e fingir que está tudo bem. Como disse Oscar Wilde: “Por detrás da alegria e do riso, pode haver uma natureza vulgar, dura e insensível. Mas, por detrás do sofrimento, há sempre sofrimento. Ao contrário do prazer, a dor não tem máscara.” 

 Histórias da Carochinha...
A pessoa que divulga demais vive de menos. Em tempos de excessivas redes sociais que muito expõem a vida está mais interessado em promover do que experimentar. Quem se deleita na felicidade de um existir quer mais é estender esse momento sem ficar preocupado em compartilhar tantos detalhes. Tem um excesso de solidão em provar para o outro que está em constante atuação, como se os telespectadores da vida real não fossem suficientes para vivenciar os acontecimentos. Elogios de estranhos é fácil de conseguir, sucesso mesmo tem quem se faz admirado pelos íntimos.

O silêncio nunca diz tudo!
O silêncio tem tantas falas embutidas. Apesar do valor que existe em calar, ainda sou uma inconformada com isso. Parece que há tanto desperdício ou tanta dor em evitar a prosa. Imagino que reside um merecimento em conhecer as razões alheias. Essa compreensão pode ser benta. Todavia, estamos mais impulsionados a desistir, deixar quieto, desapegar. Ainda questiono essa submissão ao passional consentir sem questionar. Claro que vejo validade na frase: às vezes é mais importante ter paz, do que ter razão. Mas nem sempre se trata de estar certo, apenas de uma dose elevada de solidariedade em deixar que o outro se expresse e se interessar pelas percepções de quem lhe quer bem. Ainda sou do partido das palavras.

Intensidades estão em extinção.
Uma pessoa que te ama não impõem as próprias verdades. Existe um dom em preservar as individualidades que nos diferenciam, mas estar em par requer uma intenção honesta de acordar modos compartilhados. Apesar de muitos viverem felizes na solidão, sem a necessidade de um envolvimento romântico para validar a existência, preenchendo suas lacunas com amigos e colegas, eu não reconheço um mundo feito, apenas, sob a ótica instantânea. Sou mesmo daquelas que necessitam de encontrar laços amorosos nas intenções. Dessa tal leveza pouco sei, ando em falta com o compromisso de pesar menos. Em uma oportunidade de ser raro e profundo desconheço o valor da rasitude.

Feche os olhos.
Agora abra.
Coloque as mãos nos ouvidos e abafe os sons.
Agora ouça.
Prenda a respiração e então sinta o ar...
Aperte as mãos e depois vire as palmas para cima e abra como a receber mais dons.
Olhe para o lado, para cima, para baixo, para traz, mas sobretudo, para frente.
Tenha medos, mas que eles sejam menores que as suas coragens.
Sonhe. Sonhe mais. E, realize.
Ame a si mesmo e ao próximo como a si mesmo e que esse amor multiplique.