Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 22/01/2017
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Eu nem enterrei o meu amigo ainda. Depois a gente conversa”

Ministro Dias Toffoli (STF), abalado com a morte de Teori Zavascki, a jornalistas

 

Também no Senado, PT troca apoio por boquinhas

O PT tenta minimizar a perda de milhares de boquinhas no governo federal e nas prefeituras, após a derrota humilhante nas urnas em 2016. A ideia é fechar acordos que lhes garantam cargos, para acomodar seus principais assessores e conter a debandada. Na Câmara, o PT apoiará Rodrigo Maia em troca de boquinhas, e não vai atrapalhar a eleição de Eunício Oliveira (PMDB-CE) para presidente do Senado, na expectativa de ganhar cargos na Mesa e nas comissões.

 

Cem tetas, a meta

A meta do PT, definida com Lula, é de 100 cargos no Congresso para acomodar petistas, perdidos como cachorros em dia de mudança.

 

Quem com ferro fere

Assim como pediu a Rodrigo Maia a 1ª secretaria da Câmara, em troca de apoio, o PT exige o mesmo cargo no Senado Federal.

 

Caras boquinhas

Na 1ª secretaria, o PT controlaria no Senado um orçamento de R$ 4,2 bilhões e vinte cargos que pagam até R$ 22 mil por mês, cada.

 

Chave do cofre

O PT quer a chave do cofre: o orçamento da 1ª secretaria da Câmara soma R$ 5,9 bilhões e os cargos são de R$ 17 mil por mês.

 

PT gastou R$ 786 milhões para piorar a pesca

O ministro Blairo Maggi (Agricultura) encontrou cenário de terra arrasada na área de pesca, após a passagem de Kátia Abreu pelo Ministério da Agricultura, no governo Dilma. Com sua extinção, o Ministério da Pesca, que ocupou um prédio de 17 andares em Brasília, foi reduzido a três salas entupidas de papéis, documentos importantes de milhares de pescadores, que precisavam ser despachados.

 

Cara inutilidade

Criado pelo ex-presidente Lula, o Ministério da Pesca custou R$ 786,74 milhões em seis anos. Nunca deixou de ser monumento à inutilidade.

 

Nem fez falta

Em visita a Itajaí (SC), Blairo Maggi ouviu de um pescador: “O ministério foi a pior coisa para a pesca, só aumentou a burocracia”.

 

Sanguessugas

O Ministério da Pesca foi criado para gerar 900 cargos comissionados para petistas. Antes do impeachment de Dilma, os cargos caíram a 44.

 

Insônia

Réu em cinco processos que podem somar condenações de quase 150 anos de prisão, o ex-presidente Lula continua com dificuldades para dormir, comer e cuidar da saúde. Os amigos andam reocupados.

 

Primeiro ministro

Nome forte para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes (Justiça) foi o primeiro ministro definido por Michel Temer. Ele tem prestígio junto ao presidente.

 

Presos com regalias

No presídio potiguar de Alcaçuz, onde 26 foram decapitados durante conflito entre quadrilhas, os presos não ficam trancados nas celas. Circulam livremente. Mandam no pedaço. Deu no que deu.

 

Sem detalhes

O governo ainda não divulgou seus gastos com Bolsa Família, em 2017, tampouco com diárias pagas a funcionários públicos, e nem cartões corporativos, que já pagaram até tapioca para ministro.

 

Touché

“Vai ser uma luta de esgrima, não de luta livre, MMA”, afirma o senador José Medeiros (PSD-MT), sobre sua candidatura a presidente do Senado. Ele disputará com o favoritaço Eunício Oliveira (PMDB-CE).

 

Assim com o homem

Buscando a indicação do partido para disputar a vice-presidência da Câmara, o deputado José Priante (PMDB-PA) manda fotos suas com Michel Temer para a bancada, via WhatsApp.

 

Pendurado na brocha

“Tenho dúvida se o PT irá com o André”, afirma o primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB), sobre o candidato do PDT à presidência da Câmara, André Figueiredo. O PT já vazou.

 

Chance zero

Agripino Maia (DEM-RN) descarta a candidatura de Ronaldo Caiado (DEM-GO) para presidente do Senado. “O DEM não cogita candidatura própria”, diz ele, que já foi derrotado em situação semelhante.

 

Pensando bem...

...ao contrário de todas as expectativas, a posse de Donald Trump foi o acontecimento menos chocante da semana.

PODER SEM PUDOR

Cabeça chata

Baixinho, atarracado e quase sem pescoço, o marechal cearense Humberto de Alencar Castello Branco certa vez reagiu assim à pilha de processos levada a ele pelos ministros Octávio Bulhões e Roberto Campos:

- Os senhores sabem por que eu tenho cabeça chata? É de tanto os senhores baterem nela e me pedirem: ‘Assina logo isso aí, presidente’...