Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 19/02/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Toda a gestão da construção será monitorada por nós”
Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, sobre a obra do estádio da Copa em Curitiba

STF deve tirar ‘quadrilha’ dos crimes do mensalão
A tendência do Supremo Tribunal Federal é acatar os embargos no processo do mensalão e excluir a formação de quadrilha dos crimes pelos quais foram condenados. O assunto será definido nesta quinta-feira (20) no STF, mas dois ministros – um veterano, outro novato – admitiram a esta coluna que a tendência é reverter a condenação. Só penas superiores a 8 anos são cumpridas em regime fechado.

Condenações
Em 2012, no julgamento, o STF condenou José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares por corrupção ativa e formação de quadrilha. 

Semiaberto
Excluída a formação de quadrilha, Genoino terá pena reduzida para 4 anos e 8 meses. Ele foi condenado a 6 anos e 11 meses de cadeia.

Chefe de quê?
“Chefe da quadrilha”, segundo o Ministério Público, Dirceu deve ir para o semiaberto, saindo de 10 anos e 10 meses para 7 anos e 11 meses. 

Redução
A pena de Delúbio Soares pode ser diminuída em 2 anos e 2 meses, e cumpriria apenas 6 anos e 8 meses no regime semiaberto.

Escândalo do VLT de Cuiabá segue sem punição
Quase dois anos após o escândalo de fraude na concorrência para o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá (MT), não se tem notícia das investigações nem das prometidas providências, sem contar que o consórcio vencedor (empreiteiras CR Almeida, Santa Bárbara, CAF Brasil, Magna e Astep) realiza a obra sem maiores problemas, apesar da gravidade da denúncia de pagamento de propina de R$ 80 milhões.

Pedra cantada
O resultado da licitação do VLT de Cuiabá foi antecipado em anúncio classificado nos jornais. O Ministério das Cidades prometeu apurar.

Língua nos dentes
Um assessor confessou haver negociado propina de R$ 80 milhões com o consórcio VLT Cuiabá, vencedor da licitação de R$1,4 bilhão.

Suspensão
No dia 3, o Ministério Público Federal e Estadual entraram na Justiça com um pedido para suspender as obras do VLT de Cuiabá.

PAC de problemas
Foi ideia do ex-ministro da Integração Fernando Bezerra a distribuição de 5.725 kits (motoniveladora, caminhão-caçamba, etc), ao custo de R$ 2,1 bilhões, para 1.145 municípios, em especial Pernambuco, onde é candidato. Agora, até a CGU resolveu colocar o esquema sob suspeita.

Marcha ré
Apesar de mostrar que Dilma venceria no primeiro turno, a pesquisa CNT/MDA revela que a aprovação do seu governo pisou no freio, ou melhor, engatou marcha ré. A avaliação positiva caiu quase 3 pontos.

Trabalho?
Tô fora!

A pesquisa CNT/MDA, divulgada ontem, também mostrou um dado significativo: quase 20% dos beneficiados pelo Bolsa Família não aceitariam emprego se fossem perder a boquinha. Trabalhar pra quê?

Se a moda pega...
Pelo menos uma pessoa morreu ontem em Conacri, capital da Guiné, num protesto contra os apagões constantes e a falta de investimentos. A multidão atacou a empreiteira OAS, que o “amigo Lula” colocou lá. 

Atraso de vida
O abilolado senador Eduardo Suplicy (PT-SP) apareceu no site da agência estatal de notícias Fars, no Irã, com seu tablet, repetindo um velho bordão dos anos 1960: “lutar contra o imperialismo ianque”. 

No vazio, tudo bem
O líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ), cujo partido é acusado de ligações aos black blocs, criticou a criação de uma CPMI para investigar esses delinquentes: “Será um tiro no vazio”. Melhor do que acertar inocentes com rojões, cacetadas, pedradas, etc – faltou dizer.

Craques na motivação
O maestro João Carlos Martins, o treinador Bernardinho e o ex-jogador Oscar Schmidt são os palestrantes do I Encontro de Franquias de Brasília, do Sebrae-DF. Começa nesta quarta e segue até sexta, 21.

Provocação
Uma dupla sertaneja promete ir hoje ao protesto contra projeto para manifestações violentas, apelidado de “AI5 versão 2”. Vai cantar “Eu te amo, meu Brasil”, de Dom & Ravel, clássico da ditadura militar. 

Pensando bem...
...parece desgovernado o ônibus de Nicolás Maduro, o ex-motorista que dirige a Venezuela. 

PODER SEM PUDOR
Safado, vírgula
Paulo Heslander era deputado pelo PTB e certa vez, no aeroporto de Confins, aguardava na fila quando um passageiro bem vestido, atrás dele, foi chamado a fazer o “check-in” antes de todos.
- Veja só que safado. Vai ver, é deputado – protestou uma passageira.
– Desculpe, minha senhora – reagiu Heslander – Safado ele pode ser, mas deputado não é. Deputado sou eu e estou na fila, como todo mundo...