Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 27/02/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O governo age como agiota dos Estados”
Senador Pedro Simon (PMDB-RS) sobre juros excessivos das dívidas dos Estados

Extradição: AGU vai contratar advogado
na Itália

O Ministério Público Federal pediu à Advocacia Geral da União (AGU) a contratação de escritório de advocacia na Itália, para atuar no processo de extradição de Henrique Pizzolato, meliante do mensalão preso em Bolonha. É que somente a AGU tem essa prerrogativa. A contratação é necessária porque os advogados da AGU não podem atuar no exterior. Ainda não há estimativa de quanto isso vai custar.

O pedido
O pedido de contratação de advogado na Itália, para atuar no processo de extradição, foi solicitado pelo procurador-geral Rodrigo Janot. 

Critérios
A AGU já pediu ajuda ao Ministério das Relações Exteriores para listar escritórios de advocacia, na Itália, com experiência em extradição.

Supervisão
O Departamento Internacional da AGU escolherá o escritório após o envio de carta-convite. Mas a AGU é que definirá a linha de atuação.

Não é a
primeira vez

A Advocacia-Geral da União já contratou bancas para atuar nos casos do Propinoduto e do jato Legacy nos Estados Unidos e Italplan (Itália).

Blocão quer atrapalhar governo e até
a reeleição

Criado para chantagear o governo e obter vantagens, cargos e a liberação de emendas parlamentares, o “blocão” de partidos da base de apoio, liderados pelo PMDB, planeja não apenas criar dificuldades em votações na Câmara dos Deputados, mas construir imagem de crise e enfraquecer a reeleição de Dilma. Os rebeldes atribuem ao seu “salto alto”, em razão das pesquisas, os maus tratos de que se queixam

Olho no balcão
Os deputados acham que a eventual reeleição de Dilma diminuirá a margem de negociação para conseguir cargos no próximo mandato. 

Mal a pior
A armação para enfraquecer Dilma se intensifica devido à resistência do PT em apoiar candidaturas de aliados aos governos estaduais. 

Jogo duplo
Com apoio do presidente da Câmara, Henrique Alves, que faz jogo duplo, o blocão ameaça aprovar comissão para investigar a Petrobras. 

Fux deu show
Após o voto brilhante do ministro Luiz Fux, na sessão de ontem do Supremo Tribunal Federal, difícil imaginar como se pode ter coragem de livrar os meliantes do mensalão do crime de formação de quadrilha.

Eles não sabem
o que fazem
Ney Suassuna deixou o Senado em 2006, mas a ausência de oito anos não impediu que ele fosse listado entre os oradores inscritos da sessão de segunda-feira (24). Assessoria da Casa não comenta. Dizer o quê?

Manobra salvadora
O PT manobrou rápido para evitar a vitória de Jair Bolsonaro (PP-RJ), convocando titulares da Comissão de Direitos Humanos. Foi por pouco: Domingos Dutra (SDD-MA) chegou no fim e deu a vitória aos petistas.

Desafio a Henrique
Marcelo Almeida (PMDB-PR) decidiu enfrentar a cúpula da Câmara com a proposta de reunificação das comissões de Educação e Cultura, desmembradas pelo presidente Henrique Alves para criar mais cargos.

Espírito de porco
Logo Delúbio Soares vai mandar o “chef” da cadeia preparar a nova regalia, para comemorar o Carnaval: “feijoada à Delúbio”, com rabo de porco, pé de porco, focinho de porco, cabeça de porco, e é porco. 

Indisciplina mortal
O comando da Polícia Militar no DF até tenta negar, mas é grande o temor de que não conseguirá restabelecer a disciplina e a hierarquia até a Copa do Mundo. Se está difícil agora, imagine na Copa. 

Óleo de peroba
O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, reconheceu que o governo financiou o badernaço do MST que tentou invadir o Supremo Tribunal Federal e agrediu policiais militares. Ainda disse, com o rosto polido a óleo de peroba, que foi tudo “para o bem da sociedade”.

Portal Opaco
Depois de amanhã já será março, mas o ano ainda não começou para o Portal da Transparência. Nem a Lei de Acesso à Informação fez o governo federal tornar públicos os repasses de 2014 aos municípios. 

Pensando bem...
... a Adidas poderia criar uma camiseta da Copa com Graça Foster, da Petrobras, para reparar a exibição da “libertinagem brasileira”. 

PODER SEM PUDOR
Aparte descartado

Orador brilhante, que detestava ser interrompido, o senador gaúcho Paulo Brossard (PMDB) discursava tentando ignorar os insistentes pedidos de aparte de Porcínio Pinto (PTB), que perdeu a paciência e gritou:
- Como é, Vossa Excelência vai me conceder aparte ou não?
O gaúcho respondeu exibindo a sua melhor cara de tédio:
- Depois. Agora faça o favor de retirar-se do meu discurso!
E continuou falando. Sem conceder apartes.