Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 02/04/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Se tratando de mim, sempre haverá gente a favor e contra”
Deputado Romário, sobre declarações de manipulação nas eleições da CBF

De saída do PSDB, Serra até já fala pelo PPS
Os entendimentos para o ingresso do ex-governador paulista José Serra no PPS andam tão avançados que ele até tem falado em nome do partido, para formular convites de adesão. Segundo um deputado ligado a ele, Serra participa de negociações, ainda iniciais, para a fusão do PPS a outro pequeno partido, a fim de abrir uma “janela” que permita a filiação de tucanos descontentes com os rumos do PSDB.

Serra + 15
Serra admite deixar o PSDB, mas que quer fazê-lo de forma ruidosa, levando consigo pelo menos quinze deputados tucanos.

Ave em extinção
Bem ao seu estilo, não basta a José Serra deixar o PSDB, mas fazer disso um instrumento capaz de precipitar a extinção do partido.

Ligação fraterna
O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, deve a José Serra o mandato de deputado federal que conquistou em São Paulo.

Caminho de volta
Com Serra no PPS apoiando Eduardo Campos (PSB) para presidente, Roberto Freire tentará ser deputado por Pernambuco, onde nasceu.

PGR levou até dez anos para denunciar políticos
A Procuradoria Geral da República (PGR) levou 10 anos para acusar o deputado Eduardo Cunha (RJ) no Supremo Tribunal Federal, examinou por nove anos o caso do senador Eduardo Braga (AM), gastou sete anos para acusar o senador Renan Calheiros e cinco para levar ao STF o deputado João Magalhães (MG), denunciado na Operação João de Barro, da Polícia Federal, por lavagem e fraude em licitação. 

Coincidência?
São do PMDB e assumiram recentemente cargos no Congresso os quatro políticos denunciados pela PGR ao Supremo Tribunal Federal.

Monotemático
O procurador-geral Roberto Gurgel afirmou que não denunciou antes esses políticos por “falta de tempo”, tomado pelo caso do mensalão.

Pergunta nos tribunais
Se a PGR, com toda estrutura, tem dificuldade para cumprir o que é de sua competência, o que seria do MP com a prerrogativa de investigar?

Xadrez ministerial
De olho em aumentar espaço na Esplanada, o PMDB articula para transferir o ministro do Turismo, Gastão Vieira (MA), para a Ciência e Tecnologia, hoje comandada por técnico. Já o Turismo iria para o PTB. 

Erro político 
O governador do Rio, Sergio Cabral (PMDB), virou motivo de deboche no Planalto: ao vetar tão cedo o senador Lindbergh Farias (PT) para o governo, reafirmando apoio a Luis Fernando Pezão (PMDB), acabou aproximando o petista do ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ).

Ela vai
A presidenta Dilma confirmou que irá a Itapira, São Paulo, estes dias, para inaugurar o primeiro centro privado de biotecnologia do País, aplicado à produção de medicamentos de última geração.

Mãe e filha no TJ
Pela primeira vez, mãe e filha usam a toga no mesmo tribunal, o TJ do Rio de Janeiro. A mãe, desembargadora Letícia de Faria Sardas, que preside o TRE-RJ, atuará com a filha, Mônica de Faria Sardas. 

De volta
Vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT-PR) tem planos de tentar retornar ao Senado nas eleições de 2014. Ele busca apoio no PT da ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil). 

Tudo parado
O governo do Amapá depende da Advocacia-Geral da União para considerar prejudicados e destravar 523 convênios cuja documentação foi retida na Operação Mãos Limpas da Polícia Federal.  

Chama a Merkel
Fora do programa de descontos do governo, remédio contra glaucoma Neovite com 60 comprimidos, da alemã Bausch+Lomb, custa R$120 nas farmácias. Em supermercado dos EUA, o dobro custa US$15.

Atravessado na garganta
O senador Cristovam Buarque anunciou ao PDT que, se o deputado Antônio Reguffe amarelar, ele mesmo entrará na briga contra reeleição do governador do DF, Agnelo Queiroz (PT). Cristovam acusa o petista de tê-lo ignorado após ter sido eleito, com sua ajuda, em 2010. 

Pensando bem...
...compre seu ingresso para a Copa antes que o estádio desabe.

PODER SEM PUDOR
Sabatina inoportuna

O atual prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) era só um jovem candidato a vereador, em 1996, quando seu pai, o saudoso e sempre bem humorado deputado Maurício Fruet, achou de visitar escolas, em campanha. Numa delas, um aluno resolveu testar o candidato Gustavo:
- Qual a importância de Juscelino Kubitschek para o Brasil?
Gustavo até que se saiu bem, inclusive diante de perguntas sobre Getúlio, Jânio etc. Até o pirralho desafiar: 
- E Mem de Sá, o que ele fez pelo Brasil?
Maurício Fruet interveio, encerrando a sabatina e salvando o filho:
- Ele fez o que pôde, meu filho. O possível. Adeus e muito obrigado! 
__
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br