Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 04/06/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Esse não é o partido no qual milito e do qual faço parte”

Deputado Luiz Moura (SP), reclamando do PT após a denúncia de sua ligação ao PCC

 

Para blindar Padilha, PT ameaça atingir Campos

O PT ameaça convocar na CPI da Petrobras dirigentes do Porto de Suape (PE) para atingir Eduardo Campos (PSB), aos quais eles são ligados, caso Júlio Delgado (MG), do PSB do ex-governador, indique o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha como testemunha, no Conselho de Ética, sobre o esquema do doleiro Alberto Youssef. O deputado mineiro é o relator da cassação de André Vargas (ex-PT-PR).

 

Depoentes

Julio Delgado convocou o presidente e o líder, Rui Falcão e Vicentinho, e o deputado Cândido Vaccarezza (SP), todos do PT de São Paulo.

 

Representante

Pré-candidato pelo PT ao governo paulista, Padilha é acusado de indicar um ex-assessor para atuar em laboratório do doleiro.

 

Contratos milionários

Também vão depor no conselho de Ética um secretário do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, que se reuniu com André Vargas e o doleiro.

 

Gesto

José Serra, quem diria, sabe ser gentil: enviou torpedo ao desafeto Aécio Neves (MG), ontem, parabenizando-o por uma entrevista na TV.

 

Arruda lidera e Agnelo cresce para governador

Pesquisa do Instituto Dados mostra o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (PR) à frente com 23,1% das intenções de voto. O atual governador Agnelo Queiroz (PT) cresceu mais de 5% em relação a abril e está em segundo, com 16,4% do total. O senador Rodrigo Rollemberg (PSB) aparece em terceiro com 10,5%, seguido por Toninho do Psol (5,2%) e o candidato tucano Luiz Pitiman (3,3%).

 

Registro

O Instituto Dados entrevistou 3 mil eleitores no DF entre os dias 24 e 30 de maio. A pesquisa está registrada no TSE sob o nº BR 138/2014.

 

Vai de jegue

A queda da produção levou a alemã Daimler-Mercedes-Benz a dar férias coletivas para reduzir a fabricação de caminhões no Brasil.

 

Fogo do inferno

Dilma e Lula prometeram “fazer o diabo” para ganhar, mas exageraram pedindo apoio a Paulo Maluf para o ex-ministro Alexandre Padilha.

 

Pra frente, Brasil

A presidenta Dilma Rousseff contou ontem, em entrevista a jornalistas da Band, que torceu pela seleção brasileira até na Copa do Mundo de 1970, quando era presa política torturada nos porões da ditadura.

 

Dito e feito

O “blocão”, liderado pelo PMDB, decidiu priorizar na CPI Mista da Petrobras a obtenção de cópias dos contratos envolvendo as refinarias de Pasadena (EUA), Abreu e Lima (PE) e a empresa SBM Offshore.

 

O alegre fim

Livre da cadeia por indulto de Dilma e sem devolver grande parte dos R$175 milhões afanados, o ex-juiz Lalau, 85, será acometido do mal de notórios e longevos larápios brasileiros: morrerá de rir do contribuinte.

 

Raquetada

O que carta tem a ver com tênis, desconhece-se, mas três altos aspones dos Correios, compõem a comitiva da estatal no torneio de Roland Garros, em Paris. Por nossa conta, claro. Embarcam amanhã.

 

Festa muito doida

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, diz o jornal El Deber, vai ganhar torta de folha de coca nos 70 anos que festeja dia 12 na Bolívia, ao lado do cocaleiro Evo Morales. Sabe-se lá o que Lula já comeu...

 

A coisa está preta

O site Caixa Preta da Saúde – da Associação Médica Brasileira – já cravou quase 3 mil cruzes pretas na versão oficial de que a saúde pública está melhorando. São as denúncias acumuladas em menos de três meses, de todos os estados, vítimas da ineficiência do SUS. 

 

 

Bola da vez

Puxador de votos, o deputado Romário (PSB-RJ) joga em três frentes para sair candidato ao Senado. Mantém conversas tanto com Anthony Garotinho (PR) quanto com Lindbergh (PT) e Marcelo Crivella (PRB).

 

Traições

Com o PMDB rachado em estados como Rio, Ceará, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, dirigentes do partido já contabilizam pelo menos 20% de traições na convenção nacional.

 

Pensando bem...

...com black-block, “PCC” e Exército nas ruas, a Copa não terá contagem regressiva, mas repressiva.

PODER SEM PUDOR

Pé-de-chinelo

Candidato a presidente, Adhemar de Barros fazia sua campanha, em 1955, quando um dia formulou uma frase bonita, num comício:

- Vamos nivelar os homens pela cabeça; não somos daqueles que os procuram nivelar pelos chinelos!

Um assessor sugeriu:

- Seria melhor substituir chinelos por tornozelos. Ficaria menos vulgar...

Adhemar deu uma lição de política no assessor:

- Tornozelo é para grã-fino. Chinelo qualquer pé rapado tem.