Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 13/07/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

 

“O País não precisa da criação de uma Futebrás”

Aécio Neves (PSDB) sobre a ameaça oportunista do governo de “intervir” no futebol

 

Nordeste pressiona Dilma pela vaga de Joaquim

Um carioca, um paulista e um gaúcho são os mais comentados para ocupar a vaga do atual presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, que irá “pendurar a toga” no início de agosto após 11 anos de magistratura. No entanto, as bancadas federais de deputados  e senadores dos nove estados do Nordeste estão lutando para que o escolhido de Dilma para o cargo seja um conterrâneo.

 

Sem nordestino

Após a aposentadoria do sergipano Carlos Ayres Britto, o Nordeste deixou de ser representado no STF, a mais alta corte do País.

 

Maioria do sul

A dupla Lula/Dilma, que comanda o País desde 2003, já nomeou para o STF 12 ministros, a maioria de Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul.

 

Primeira fila

Os mais citados para o STF são o carioca Benedito Gonçalves, ministro do STJ, e o paulista José Eduardo Cardozo, atual ministro da Justiça.

 

Cotados

O gaúcho Luis Adams, chefe da AGU, o carioca Luis Felipe Salomão e a gaúcha Nancy Andrigui, ministros do STJ, são cotados para o STF.

 

Cartas marcadas na briga pela presidência da CNC

As regras para a eleição na Confederação Nacional do Comércio (CNC) contêm detalhes pitorescos. Segundo o artigo 6º do seu Regulamento Eleitoral, eventuais impugnações às chapas ou candidatos serão decididas por ninguém menos do que o próprio Antônio de Oliveira Santos, que há 34 anos se agarra à presidência da entidade como carrapato, e concorre ao seu 10º mandato consecutivo.

 

Chapa 2

Único rival de Antônio Santos nos últimos 30 anos, Orlando Diniz será impugnado pela chapa de Antonio Santos, que também será o julgador.

 

Porteira escancarada

Após abrir a porteira para haitianos, o governo se vê diante de novo surto migratório: são esperados até 1.000 “refugiados” de Gana.

 

Nem aí

Alheio à coleção de pedidos de impugnação à sua candidatura, José Roberto Arruda (PR) segue fazendo comícios diários em Brasília.

 

Que Dilma?

Nas bandeiras de propaganda de Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, somente usando lente de aumento para conseguir enxergar o nome da presidenta Dilma. E olha lá.

 

Toma lá, dá cá

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), planeja colocar em pauta a indicação de Bruno Dantas ao TCU quando o Senado marcar a sabatina do desembargador potiguar Luiz Alberto Gurgel Faria para o STJ. Dantas é apadrinhado de Renan Calheiros, presidente do Senado.

 

Riquinho

É o senador Delcídio Amaral, no Mato Grosso do Sul, o candidato petista a governador mais rico a enfrentar as urnas em outubro. Ele declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 3,381 milhões.

 

Pobrinho

Quando estender a mão ao eleitor, o candidato do PT ao governo do Rio, Lindbergh Farias, corre o risco de ganhar um trocado. Ele jurou à Justiça Eleitoral possuir patrimônio avaliado em apenas R$ 189 mil.

 

Pole position

A campanha de Renan Filho (PMDB) ao governo de Alagoas, tocada pelo marqueteiro gaúcho Adriano Gheres, tem sido elogiada pela qualidade no visual e conteúdo. E Renan começou a disputa na pole position.

 

Senador Tilden

Com a decisão Aécio Neves de se licenciar do Senado para se dedicar à campanha, assumirá o segundo suplente, Tilden Santiago (PSB), ex-petista que marcou época como embaixador do Brasil em Havana. O 1º suplente, Elmiro Alves do Nascimento, é candidato a deputado.

 

Em dívida

Além de apoiar Wilma de Faria (PSB), candidata ao Senado, Henrique Alves espera apoio de Eduardo Campos porque acha que ajudou a aprovar, na Câmara, a indicação da mãe dele, Ana Arraes, ao TCU.

 

Sustentabilidade

A construtora MRV plantou mais de 13 mil árvores. Só no Rio foram mais de 4.300. Atingiu 43% da meta para o Ano da Sustentabilidade: plantar 120 mil árvores em 2014, diz seu presidente, Rubens Menin.

 

Vai de ônibus?

Na declaração de bens à Justiça Eleitoral do candidato Helder Barbalho (PMDB), filho do milionário Jader Barbalho, não consta nem um carro.

PODER SEM PUDOR

Senador interrompido

O cabeludo Wellington Salgado era senador pelo PMDB-MG e naquele dia saiu às pressas do banheiro para ajudar o governo a assegurar o quorum da Comissão de Orçamento. Chegando ao plenário, reclamou de Heráclito Fortes (PFL-PI), que tentava obstruir a sessão. Língua afiada, o então senador Heráclito não perdoou:

- O senador Wellington Salgado reclamou que saiu correndo do banheiro. Agora, pode retornar ao interrompido...