Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 05/09/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Vamos multiplicar a nossa presença em Minas”

Aécio Neves (PSDB), sinalizando que pretende se dedicar mais à campanha em Minas

 

PT pode ser ‘varrido’ dos estados que governa

O PT vive maus bocados. Como se não bastasse Marina (PSB) dando um calor na nuca de Dilma (PT), na corrida presidencial, as pesquisas mostram chances modestas para candidatos petistas nos estados. Há o risco de o PT ser “varrido” de quase todos os governos estaduais que o partido conquistou. Dos cinco governadores eleitos pelo PT em 2010, apenas Tião Viana, do Acre, tem chances reais de vitória no 1º turno.

 

Batalhas árduas

Estão atrás nas pesquisas os candidatos à reeleição Tarso Genro, no Rio Grande do Sul, e Agnelo Queiroz (DF), no Distrito Federal.

 

A volta do carlismo

Na Bahia, governada pelo PT, o petista Rui Costa tem 15%, segundo o ultimo Ibope, contra eloquentes 44% do adversário Paulo Souto (DEM).

 

Sem candidato

Em Sergipe, com o falecimento de Marcelo Deda, o PT nem disputa o governo. Jackson Barreto (PMDB), atual governador, tenta a reeleição.

 

Apostas erradas

Grandes apostas do PT, os ex-ministros Alexandre Padilha, em São Paulo, e Gleisi Hoffman, no Paraná, patinam em 3º lugar.

 

Arruda adota estratégia de ‘cutucar’ magistrados

Candidato ao governo do DF à frente nas pesquisas, mas “pendurado” na Justiça, José Roberto Arruda (PR) gosta de cutucar magistrados que julgam seus processos. Primeiro, tentou desqualificar o juiz Álvaro Ciarlini, que o condenou por improbidade, mas perdeu no Tribunal de Justiça. Ontem, tentou afastar o ministro Napoleão Nunes da relatoria de processo contra ele no Superior Tribunal de Justiça. Perdeu de novo.

 

Como peixe

Tem gente que “morre” como peixe: pela boca. Dias atrás, um vídeo mostrou Arruda contabilizando votos de ministros no TSE. Pegou mal.

 

Julgamentos

Arruda enfrentará julgamentos no STJ e no Tribunal Superior Eleitoral, na próxima semana, que definirão seu futuro.

 

Chance

Se conseguir anular a sentença de primeira instância por improbidade, Arruda terá chance de reverter seu enquadramento na Lei Ficha Suja.

 

Cheiro de derrota

Lula já não sabe o que fazer para melhorar o desempenho do PT, Brasil afora. Está feia a coisa. Ele vem socorrendo campanhas petistas nos Estados, inclusive com sacrifício pessoal, mas isso não tem sido suficiente para afastar o que ele chama de “cheiro de derrota”.

 

Candidato Lula

Marina deixou mesmo o PT desnorteado. Ontem, o partido trombeteava em Pernambuco: “Hoje é dia de vermelho: tem Lula em Petrolina!” Com direito ao jingle “Lulalá”, de 1989. Sobre Dilma, nada.

 

Intensivão

Dilma e o ministro Guido Mantega (Fazenda) receberam ontem o brasileiro Artur Ávila, ganhador da Fields Medal, Nobel da Matemática. Boa chance para aprender a fazer contas de somar e multiplicar.

 

Tem de tudo

O ministro Luís Roberto Barroso (STF) dava aula sobre “Judicialização da Política” para alunos da Faculdade de Direito da USP, e arrancou gargalhadas ao afirmar que “a Constituição brasileira só não traz a pessoa amada em três dias, mas, fora isso, quase tudo está lá”.

 

Multiplicador de votos

Orgulho de Alagoas, onde já fez quase 30 mil cirurgias do coração, incluindo dezenas de transplantes, o ex-governador José Wanderley Neto, é o “cabo eleitoral” mais ambicionado pelos políticos, no Estado.

 

Não se emendam

As vendas de automóveis “nacionais” continuam despencando, mas as montadoras insistem em não reduzir seus preços, tampouco melhorar a qualidade dos produtos. Preferem apostar em nova renúncia fiscal.

 

Outro escândalo

A ação de despejo do Sesc-RJ contra Senac-RJ tem sido interpretada como manobra para justificar o projeto de nova sede que, orçada em R$ 120 milhões, vai virar um escândalo até pelo seu perfil faraônico.

 

Outra morte

Na último domingo o Sindicato dos Policiais Federais confirmou a morte do agente da Polícia Federal Marcelo Clay Chen. Segundo relatório, Chen se enforcou em casa. É o 16º suicídio na PF nos últimos anos.

 

Tucano e anta abatidos

Piada na internet: “Marina Silva poderá ficar inelegível! É que, segundo o Ibama, ela abateu um tucano e liquidou uma anta em uma semana”.

PODER SEM PUDOR

Longe é melhor

Jânio Quadros só perdeu no Maranhão, na disputa presidencial de 1960, contra Henrique Teixeira Lott, graças ao apoio que o pesadíssimo marechal recebeu do cacique Vitorino Freire. Um pouco antes da eleição, um repórter perguntou a Vitorino:

- Há perigo de o Jânio ganhar no Maranhão?

Ele não precisou pensar muito para responder, convicto:

- Perigo existe. Basta que o Lott volte duas vezes ao Maranhão.

Não voltou, e venceu.