Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 12/09/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Os partidos perderam o vínculo com a sociedade”

Marina Silva, candidata do PSB, prometendo inaugurar no Brasil ‘uma nova política’

 

Joaquim decide ganhar a vida como palestrante

Ministro aposentado no Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa resolveu fixar residência em Brasília. Alugou apartamento na Asa Sul e fechou acordo com empresa agenciadora para faturar com palestras. Não pretende advogar, mas a amigos admite elaborar pareceres em sua área, Direito Público. Tampouco planeja ingresso na política, apesar de boas chances de eleger-se senador pelo DF, em 2018.

 

Estreia dia 19

A estreia de Joaquim Barbosa como palestrante profissional será na Unisul, universidade em Tubarão (SC), no próximo dia 19.

 

Cachê secreto

Joaquim vai falar em Tubarão sobre “O Poder e a Ética no Brasil atual”. Mas a Unisul não revela o cachê que o ministro aposentado receberá.

 

Liderança

Alvo de baixarias na TV, Renan Filho (PMDB) segue liderando com folga (43% x 23% de Biu, do PP) a disputa pelo governo de Alagoas.

 

Espetacular

Armando (PTB), que já posava de governador, anda insone com a virada: Paulo Câmara (PSB) pulou de 13% para 39% em um mês.

 

Empreiteiras bancam campanha ao governo do DF

As empreiteiras financiam fortemente os candidatos a governador, no Distrito Federal. José Roberto Arruda (PR) teve R$ 1 milhão da UTC, enrolada na Operação Lava Jato, e R$1,8 milhão da Toyo. Agnelo Queiroz, candidato à reeleição pelo PT, recebeu R$ 2,4 milhões da Andrade Gutierrez, que construiu o Estádio Mané Garrincha, R$ 1,65 milhão da OAS e R$1,69 milhão da Via, Odebrecht e Serveng.

 

Só capitalistas

No DF, o candidato ao governo Rollemberg (PSB) recebeu R$369,5 mil do grupo JBS Friboi e R$ 350 mil de Guilherme Leal, dono da Natura.

 

Banqueira amiga

Antonio Reguffe (PDT-DF), que mais parece candidato a canonização e não a senador, recebeu doação generosa da banqueira Neca Setúbal.

 

Imobiliárias

Suspeito de beneficiar imobiliárias, quando secretário no DF, Geraldo Magela (PT) teve doações de duas delas: City Engenharia e Premier.

 

Estranha ‘doação’

Na prestação de contas do partido à Justiça Eleitoral, Eduardo Campos aparece como doador de R$2,5 milhões, em espécie, ao Comitê Financeiro Nacional do PSB, quando já estava morto, em 14 de agosto. O dinheiro foi retirado da sua conta pessoal de campanha.

 

Vanguarda do atraso

O Itamaraty resolveu impedir o acesso dos funcionários ao Facebook. Os diplomatas costumam visitar páginas oficiais de outros países para ter acesso a notícias que nem sempre aparecem na mídia tradicional.

 

Trânsito livre

O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, responsável pela compra da refinaria de Pasadena, era figura frequente em gabinetes de senadores ilustres do PT e PMDB, inclusive na presidência da Casa.

 

Lugar ao sol

Há políticos que de fato não temem a delação premiada de Paulo Roberto Costa e vão madrugar na CPMI da Petrobras, quarta-feira (17). Estão loucos por cinco minutos de fama.

 

Não dá ideia...

Com senadores de sorrisos amarelos ou à beira de ataque de nervos, após a delação premiada do ex-diretor da Petrobras, o Senado aderiu à campanha de prevenção ao suicídio, iluminando a cúpula de amarelo.

 

Memória curta

Ao rever Helena Chagas num comício em Jales (SP), há dias, Dilma a abraçou fervorosamente. Parece esquecida da grosseria de demitir a ex-ministra pela imprensa. Os amigos de Helena não esquecem.

 

Olho em 2018

Ex-goleiro do São Paulo e do Sport do Recife e prefeito de Hidrolândia atualmente, Paulo Sérgio de Rezende (“Paulinho”) lançou o governador goiano Marconi Perillo (PSDB) para presidente da República, em 2018.

 

Cálice

A onda gerada pela candidatura de Marina Silva silenciou no PT o antigo movimento “volta, Lula”. A três dias do prazo limite para substituir candidatos, lulistas se recusam até a tocar no assunto.

 

Queda livre

As pesquisas mostram o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi (PDT-RJ) em queda livre para o Senado. Mais um pouco e terá votação negativa.

PODER SEM PUDOR

Viva eu!

Paulo Maluf fazia campanha para presidente, em 1989, quando chegou a Imperatriz (MA). No comício, o prefeito foi só bajulação. No meio do discurso, resolveu pedir “uma salva de palmas” para o candidato. Foi atendido. Mas ficou tão animado com o resultado que não resistiu:

- Agora, quero pedir uma salva de palmas toda especial, carregada de carinho e emoção, para David Alves da Silvaaaa!!!

David Alves da Silva era o próprio.