Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 16/09/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Não vou fazer com Dilma o que ela fez comigo”

Marina Silva (PSB) prometendo não reagir ao bullying da campanha do PT

 

Lei anticorrupção ainda aguarda regulamentação

A Presidência da República faz corpo mole e não regulamenta a nova Lei Anticorrupção, em vigor desde janeiro, que pune severamente os donos de empresas que se envolvam em escândalos como o protagonizado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. A falta da regulamentação pode dar pretexto para que advogados criminalistas tentem livrar seus clientes de penalidades.

 

Na gaveta

O decreto presidencial destinado a regulamentar a Lei Anticorrupção está encalacrado na Casa Civil da Presidência “aguardando análise”.

 

Quem manda

A lei anticorrupção se baseia no princípio do domínio do fato: empresas só se metem em corrupção sob autorização dos proprietários.

 

Está valendo

A Controladoria Geral da União considera que a Lei Anticorrupção está valendo porque sua vigência não foi condicionada à edição de decreto.

 

Algumas grandes

Paulo Roberto Costa delatou várias empresas envolvidas no Petrolão do PT, como Camargo Corrêa, Mendes Junior, UTC e OAS.

 

Itamaraty censura e depois recomenda Facebook

Após reunir diplomatas em início de carreira para reclamar que eles “falam mal” do governo Dilma nas redes sociais, o ministro Luiz Alberto Figueiredo (Relações Exteriores) proibiu o acesso dos funcionários ao Facebook, como esta coluna já informou, mas logo em seguida a Secretaria de Estado enviou a todos os postos circular recomendando a página do Itamaraty no Facebook. Vai entender a esquizofrenia...

 

Sai da linha, mané

As explicações para censura do Facebook são hilariantes. O Itamaraty confirma a proibição, cujo objetivo seria “poupar banda larga”. Ah, bom.

 

Amor com amor se paga

Os diplomatas ignoraram a queixa do chanceler Luiz Alberto Figueiredo e continuam reagindo nas redes sociais aos maus-tratos de Dilma.

 

Assunto proibido

Aécio Neves disse ao capixaba Paulo Hartung (PMDB-ES) que não fará críticas pessoais a Marina, mas não fala de apoio no 2º turno.

 

Atentado contra Eduardo

A família de Eduardo Campos decidiu cobrar do deputado e delegado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) os indícios que sustentam sua convicção de que foi um atentado que matou o ex-governador.

 

Quadrilheiros

Na Polícia Federal, o entendimento é que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa integrava facção criminosa que se comporta como uma quadrilha, onde cada qual tem papel bem definido no esquema.

 

Sem coincidência

Sobre o levantamento indicando os sites das Assembleias do Amapá e do Maranhão estão entre os menos transparentes do País, o senador João Capiberibe (PSB-AP) sapecou: “nada acontece por acaso. As duas casas são comandadas pela turma dos Sarney”.

 

Pindaíba

Além de sentir-se preterido por Dilma, o senador Lindbergh Farias (PT) tem reclamado que sua campanha ao governo do Rio de Janeiro só não está mais forte por um motivo simples: falta de dinheiro.

 

Distantes

Candidato ao governo paulista, Paulo Skaf (PMDB) nem sequer foi convidado a acompanhar o vice Michel Temer em ato pró-Dilma em Guarujá, Cubatão, São Vicente e Praia Grande. Até porque não iria.

 

Vera Brant, 78

A escritora Vera Brant, Falecida em Brasília aos 78 anos, adorava se divertir, assim como seus amigos JK e Darcy Ribeiro. Perseguida pela ditadura, virou empresária e criou a “Lei Vera Brant”, oficializando a tarde de sexta-feira como o início do final de semana: “Quem não ganha dinheiro até o meio dia de sexta, não ganha mais...”.

 

A volta de quem não foi

Barrado no TSE, José Roberto Arruda (PR) abandonou a candidatura ao governo do DF, mas não a campanha: dois dias depois da renúncia, ele ainda apareceu no guia eleitoral para candidatos a deputado.

 

Cara palestra

Terá de pagar R$ 100 quem quiser ouvir a palestra do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, em Tubarão (SC), dia 19. O cachê – secreto – será pago pela universidade, com apoio de patrocinadores privados.

 

Pensando bem
....deve ter faltado desodorante: o “abraço” de Lula a Petrobras nesta segunda, no Rio, reuniu só 300 gatos escaldados no gogó do chefe.

PODER SEM PUDOR

O mal está no céu

Doutorado e pós-graduado em política, o saudoso deputado Thales Ramalho estava em campanha pela reeleição quando visitou Serra Talhada, em Pernambuco. Apesar da festa, ele viu que a seca tornava a paisagem desoladora à volta da cidade, com as plantações destruídas e o gado magro de fazer dó. Ramalho puxou conversa com um agricultor:

- A terra está ruim, não é, meu amigo?

A resposta foi na bucha:

- A terra até que tá boa, dotô. O céu é que não está prestando.