Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 02/10/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Nós queremos a criminalização de todos os responsáveis”

Aécio Neves (PSDB) sobre o engajamento dos Correios na campanha do PT

 

Acordo de delação inclui familiares de ex-diretor

A delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa com o Ministério Público Federal, prevê a adesão de suas filhas e genros ao mesmo acordo. Eles também são processados no âmbito da Operação Lava Jato e assumiram o compromisso de contar tudo o que sabem. A conta na Suíça, de 23 milhões de dólares, está no nome de Paulo Roberto Costa, de sua mulher, Marici, e da filha Arianna.

 

Dinheiro em Cayman

Costa tem 2,8 milhões de dólares no Royal Bank of Canada em Cayman em nome dos genros Marcio Lewcovicz e Humberto Mesquita.

 

Rabo preso

O acordo de delação com o MPF livra Paulo Roberto Costa da cadeia, mas o manterá com “rabo preso” à Justiça pelos próximos vinte anos.

 

Offshores

Além dos valores depositados em contas pessoais na Suíça e em Cayman, Paulo Roberto Costa criou lá fora 12 empresas offshores.

 

Entregando os anéis

Costa vai indenizar a União R$ 5 milhões em 2 meses e entregará à Justiça lancha, imóveis e carrão presentado pelo megadoleiro Youssef.

 

Duda Mendonça quer ajudar adversário de Dilma

Rival do petista e ex-assistente João Santana, o festejado marqueteiro Duda Mendonça, responsável pela eleição de Lula em 2002, está louco para participar do 2º turno da campanha presidencial. Competente e experiente, Duda – um dos raros absolvidos no caso do mensalão – operou um milagre em São Paulo: fez do empresário Paulo Skaf (PMDB), presidente da Fiesp, um candidato competitivo a governador.

 

Proeza

Com Duda Mendonça, durante toda a campanha Paulo Skaf se manteve sempre à frente do candidato de Lula, Alexandre Padilha (PT).

 

Tamos aí

Em eventual segundo turno, Duda Mendonça está disposto a atuar, dizem os amigos, tanto na campanha de Marina quanto na de Aécio.

 

Magoou

Gilberto Kassab agora se queixa de que o ex-líder José Serra não o procurou para pedir a retirada da sua candidatura ao Senado. 

 

Ela continua pop

Seguidores de Marina no Facebook cresceram quase dois terços, no último mês, em relação a Barack Obama, por exemplo. Entre políticos de todo o mundo, ela só fica atrás do premier da Índia, Narendra Modi.

 

Padrão Lula

Com a economia de Dilma degringolando, Lula soltou nova lorota, dizendo que se elegeu “sem pedir votos ao mercado”. Não fosse sua “Carta aos brasileiros”, com objetivo de acalmar o tal “mercado”, hoje ele continuaria sendo mais um mentiroso de porta de sindicato.

 

Na contramão

Enquanto as “curtidas” de Dilma Rousseff (-5%) e Marina Silva (-18,7%) diminuíram em relação à semana passada, no Facebook, Aécio viu sua popularidade crescer 14,4% no início da tarde de ontem.

 

Vai ser divertido

Indagada sobre maioridade penal, a favorita ao Senado por Rondônia, Ivone Cassol, tascou: “Isso é para os jurista (sic) e os ambientalista (sic)”. Dr. Ulysses sempre respondia, ao ouvir queixa sobre a qualidade do Congresso: “Tá achando ruim? Então espere o próximo que vem aí.” 

 

Apostas do PTB

O PTB quer aumentar de 18 para 28 o número de deputados federais e manter a bancada no Senado com Fernando Collor (AL), Wilson Santiago (PB), Elmano Férrer (PI) e Mozarildo Cavalcanti (RR).

 

Corpo mole à vista

Michel Temer teme troco do PMDB em Dilma no 2º turno, cruzando os braços onde a eleição local estiver definida. Rui Falcão, presidente do PT, põe lenha na fogueira. Dilma o detesta, e é correspondida.

 

Eleições no MP

Os promotores Leonardo Bessa, Diaulas Ribeiro e Carlos Cantarutti estão na lista tríplice ao cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público do DF. Os nomes serão levados a Dilma.

 

Bollywood é aqui

Brasília experimenta dias de cidade cinematográfica. Em dois dias teve terrorista de araque e, agora, um tornado. O vendaval “F-0” serviu para a Inframérica justificar a inundação no check-in da TAM.

 

Pergunta no palanque

Com o engajamento dos Correios na campanha do PT, o slogan da estatal vai muar para “Mandou, votou”?

PODER SEM PUDOR

Entrevista forçada

Lula sabe lidar com pingunços. Em agosto de 1989, quando ainda usava voos comerciais, aguardava o embarque no bar do aeroporto de Brasília quando um homem alcoolizado o reconheceu e puxou papo. Para se livrar dele, Lula fez a festa de um repórter cuja presença até então ele tentava ignorar. Ligou o gravador, que estava sobre o balcão, e se desculpou:

- Agora não dá, preciso dar uma entrevista exclusiva ao amigo aqui...