Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 21/04/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“É um casuísmo lamentável”
Eduardo Campos (PSB-PE), sobre a pressão do governo para asfixiar novos partidos

‘Pizza’ do Itamaraty paralisa consulado em Sidney 
A lenta preparação da “pizza” no Itamaraty, para livrar o embaixador Américo Fontenelle das acusações de assédio moral e até sexual, já afeta o atendimento no consulado-geral em Sidney, Austrália. Com a paralisia e a acefalia, vistos de turismo e de negócios atrasam até trinta dias, após os pedidos de demissão, transferência ou licença médica das vítimas do cônsul-geral e do seu adjunto, Cézar Cidade. 

Ritmo Patriota
Uma nova investigação das acusações de assédio moral em Sidney parou dias atrás, dois meses depois de esta coluna revelar o caso. 

No grito
Fontenelle retomou calado o posto após férias em Brasília, mas Cézar Cidade mantém os gritos intimidatórios, dizem assessores. 

O poder da amizade
Fora alardear amizade com José Dirceu, Fontenelle lembra que o  secretário-geral do Itamaraty, Eduardo Santos, é padrinho do seu filho. 

Sinais de fumaça
Cinco índios pediram socorro no celular após se perderem no mato, diz o site Campo Grande News. Seriam da turma do protesto em Brasília?

Seca: políticos brigam tentando mostrar serviço
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e seu indicado ao governo Dilma, ministro Fernando Bezerra (Integração), travam uma guerra, cidade a cidade, para ver quem “faz mais” no combate à seca. Criam-se situações ridículas, como um deles expedir ordem de serviço para furar um poço e o outro mandar fazer, ao lado, um conjunto de cisternas. Combater a seca seriamente, que é bom, raramente se vê.

Assim é
Quando se vêem num mesmo palanque, Eduardo Campos e Fernando Bezerra fazem juras eternas de “parceria” dos governos local e federal.

A vida como ela é
A seca avança, Bezerra posa de candidato de Dilma a governador e Eduardo Campos tenta dar credibilidade ao seu projeto presidencial.

Dengoso
Com dores no corpo típicas de dengue, o ministro Aloísio Mercadante (Educação) passa bem da “inflamação no intestino”. Longe de Dilma.

Calote consolidado
O Tribunal de Contas da União lavou as mãos na briga pela devolução de R$7 bilhões de cobrança indevida das tarifas de energia, entre 2002 e 2009. Alegou “falta de competência” para dobrar a Agência Nacional de Energia Elétrica, que desqualificou o relatório e bateu pé no calote.

À distância
O senador Fernando Collor (PTB-AL) ficou contente quando soube de um ninho de tucanos se formando nos jardins da Casa da Dinda. Mas ficou na dele: continua com dificuldade de se aproximar de tucanos.

O cara é ele
Empolgado com o projeto de governar Goiás, José Batista Jr, o Júnior do Friboi (PMDB), enumerou ao vice-presidente Michel Temer a longa lista de atributos necessários ao futuro governador do seu Estado. Ao final, meio encabulado, concluiu orgulhoso: “Esse cara sou eu...”

Nova briga
A título de desonerar o aço, o governo editou MP que prevê instalação de Centros Logísticos e Industrial Aduaneiro, como serão chamados os portos no interior, para competir com terminais portuários e aeroportos. 

Conexões 
Preso em operação antidrogas, o colombiano Rafael Antonio Garavito promete revelar à policia, nos EUA, conexões dos narcotraficantes das Farc no Brasil. Em São Paulo, negociava drogas em troca de mísseis e armamento, intermediados por autoridades da Guiné-Bissau, na África.

Sentença ignorada
O governo do DF ignora decisão do Supremo que proíbe a inclusão dos Detrans entre órgãos de segurança. No DF, é vinculado à Secretaria de Segurança, os agentes têm armas e até revistam pessoas e veículos.

Roda da tortura
Funcionários do consulado-geral em Atlanta (EUA) protocolaram no Itamaraty novo assédio moral, após a “pizza” em Toronto (Canadá) e o deixa-disso-disso em Sidney (Austrália): um motorista pediu demissão ao ser proibido de pedir assistência médica após sofrer um acidente. 

Sistema injusto
O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) critica a postura do governo de “passar a mão na cabeça de índios como se fossem coitadinhos”, ignorando “produtores rurais que sofrem para garantir sobrevivência”. 

Pergunta aloprada
Tiradentes morreu “enforcado” com a conta do supermercado?

PODER SEM PUDOR
Modelito coronel

Governador da Bahia nos anos de chumbo, Antonio Carlos Magalhães chamou um político, João Ribeiro, para fazer dele prefeito nomeado prefeito de Pilão Arcado (BA), município de “segurança nacional”. Mas soube depois que dois dos vereadores da Arena no município recusavam apoio a Ribeiro. ACM mandou chamar os dois.
- Os vereadores de Pelão Arcado estão aí – avisou um assessor.
Ao entrar, a dupla encontrou ACM e Ribeiro esparramados nos sofás, papeando, rindo muito. Um dos vereadores se apressou, balbuciando:
- Governador, estamos aqui para declarar apoio ao João Ribeiro.
__
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br