Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 09/01/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Se a pólvora da bomba deles é dessa qualidade, será tiro de festim na água”

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rebatendo notícia de que será alvo da PGR na Lava Jato

 

Mercadante passa bola das Olimpíadas a ministro

Alvo de críticas após assumir o comando do Ministério dos Esportes, George Hilton (PRB-MG) obteve garantia do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, de que ficará à frente da organização dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Em conversa na segunda (5), Mercadante disse que algumas ações serão integradas com a Casa Civil, Defesa, Justiça e Minas e Energia, aos moldes da Copa do Mundo de 2014.

 

Tomando as rédeas

O ministro diz que construiu “relação de confiança com a presidenta Dilma”: “Vou conduzir com muita responsabilidade todas as ações”. 

 

Acúmulo de funções

Após Hilton receber críticas de esportistas e vaias na posse de Dilma, passou a circular nos bastidores que Mercadante tocaria as Olimpíadas

 

Queda de braço

Além do PCdoB, o ministro enfrenta resistências do PMDB do Rio, que não se conforma por ter perdido o cargo ao PRB de Marcelo Crivella.

 

Tensão pré-Mundial

Outra desafio será apaziguar climão entre militares e policiais que farão segurança nas Olimpíadas. As reuniões já culminaram em xingamentos

 

Lava Jato faz Câmara evitar cassação automática

Pronta para votação desde março, quando a Polícia Federal deflagrou a operação Lava Jato, a Câmara dos Deputados cozinha a PEC 18 de 2013, que prevê a cassação automática de mandato para crimes contra a administração pública. Como já passou pelo Senado, a aprovação na Câmara seria o terror de todos os políticos relacionados nas delações conduzidas pela Justiça Federal do Paraná e homologadas pelo STF.

 

Vai que esquecem

O relatório do então líder do governo no Senado, Eduardo Braga, incluiu que a cassação automática deve estar por escrito na sentença.

 

Bi-negado

O medo na Câmara é tão grande que dois requerimentos já foram apresentados para inclusão da PEC na Ordem do Dia. Ambos negados

 

Evitando vexame

A mudança na Constituição vai evitar novo vexame internacional como o caso de Natan Donadon, que mesmo preso ainda era deputado.

 

Visão obtusa

Ao falar sobre a chacina de doze pessoas em Paris, Arlene Clemesha, professora da USP, mostrou na GloboNews a que seus alunos estão expostos: preferiu acusar a revista de “alvejar alvos islâmicos”. E ainda chamou o terrorista Estado Islâmico, candidamente, de “grupo”.

 

Outra dimensão

Admitir o bárbaro atentado de ontem em Paris é tão absurdo como ser complacente com agentes da ditadura militar que entrassem atirando no Pasquim para matar Millôr, Jaguar, Ziraldo, Paulo Francis etc.

 

Esquerdopatia crônica

“Analistas” brasileiros repetem a obviedade de que o ataque terrorista à revista Chalie Hebdo “fortalece a direita”. Nem se compadecem das vítimas. Tampouco se dão conta de que a “direita europeia”, afinal, tem fortes razões para querer fechar as portas à imigração muçulmana.

 

Câmara de tortura

Passageiros do voo 3827 da TAM, Brasília-Rio, ontem, descobriram que a empresa, além de tratá-los com a habitual indiferença, agora os tortura no calor intenso: só liga o ar condicionado após a decolagem.

 

Voar AA é fria

É preciso pensar antes de voar na American Airlines. Brasileiros que viajaram terça (6) no voo 7812 (São Paulo-Miami), em conexão com o voo 0167 (San Francisco) foram vítimas de overbooking. Esperaram até 36 horas, sem direito a hotel, muitos com crianças de colo.

 

Vamos fugir

Com o próprio salário em dia, o ex-governador do DF Agnelo Queiroz cascou fora de Brasília, onde deixou rombo nos cofres públicos. O petista foi flagrado cochilando na poltrona de avião destinado a Miami.

 

Quanta pressa...

O carro oficial do ministro da AGU, Luís Adams, “voava” a mais de 100 km/h ontem em via de Brasília, onde é permitido 80 km/h, com direito a ultrapassagem pela direita e desrespeito à distância do carro da frente.

 

... Pinóquio

Colocado contra a parede pela chefia, o piloto jurou de pés juntos que estava dirigindo abaixo da velocidade permitida. A assessoria da AGU garantiu que o ministro Luís Adams não estava dentro do carro.

 

#eusouCharlie

... como lamentou o cartunista argentino Bernardo Erlich, o mundo ficou tão sério que o humor virou uma profissão de risco.

PODER SEM PUDOR

Defunto não reclama

Moura Cavalcanti era governador de Pernambuco quando um jovem parente de quem não gostava concluiu Medicina. Ele comentou com o secretário de Planejamento, Luiz Otávio:

-- Já sei o que vai acontecer. Este garoto não tem consultório e vou ter que acabar nomeando-o para algum lugar no governo do Estado.

-- Há um jeito de amenizar o problema...

-- Qual? – animou-se Cavalcanti.

-- O senhor pode nomeá-lo médico legista. Pelo menos os pacientes não vão reclamar.