Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 24/01/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Estou surpreso (…), mas não quero ficar elogiando a Dilma”

Senador eleito José Serra (PSDB-SP), sobre as medidas econômicas do governo

 

José Dirceu prepara sua mudança para o exterior

Ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, que cumpre pena de prisão domiciliar, José Dirceu segredou a dirigentes do PT que pretende sair do Brasil tão logo sua situação legal o permitir. Ele planeja fixar residência na Europa, e gosta muito das opções França e Portugal. Mas também considera uma temporada em Havana, animado com o reatamento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos.

 

Cidadão comum

Preso desde novembro de 2013, Zé Dirceu deseja voltar a viver como cidadão comum, livre, o que no Brasil, segundo ele, não seria possível.

 

Pai presente

Dirceu quer acompanhar de perto o crescimento da filha mais nova, 6 anos, seu xodó. A distância dela o martirizou, nos 11 meses de prisão.

 

Surpresa

O desejo de José Dirceu de ir para o exterior surpreendeu dirigentes do PT, com os quais tem articulado o comando de nova facção no PT.

 

Preferência

Como aprecia os sabores locais, sobretudo os vinhos (Barca Velha é o seu favorito), é provável de Zé Dirceu escolha Portugal para morar.

 

Tucanos esconderam crise hídrica em Minas

Os governos tucanos de Minas, de Aécio Neves e Antonio Anastasia, esconderam a iminência de uma crise hídrica tão grave quanto a de São Paulo. Mas, ao contrário da Sabesp, que divulga o nível dos reservatórios, em Minas a informação foi omitida pela estatal Copasa. Aécio e Anastasia se jactam do “modelo de gestão” que implantaram e se revelou incapaz de realizar os investimentos que evitassem a crise.

 

Herança maldita

Com a posse do novo governo de Fernando Pimentel (PT) os mineiros finalmente souberam da ameaça de colapso no fornecimento de água.

 

Gravidade

Para não haver desabastecimento de água na região metropolitana de BH, será necessário reduzir o consumo, imediatamente, em 30%.

 

Omissão

Relatório técnico indicou que os governos tucanos sabiam do risco de faltar água em Minas, mas não tomou as medidas necessárias.

 

Conversa mole

Os empreiteiros enrolados no escândalo da Petrobras estão mesmo usando a lorota de terem sido “obrigados” a participar da desfalque bilionário. Para fraudar contratos e ficarem ainda mais ricos.

 

O chefe tem nome

Acusado de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa, empreiteiro Gérson Almada, da Engevix, por seus advogados, pôs o dedo na ferida: o roubo na Petrobras nasceu para financiar  o “projeto de poder do PT”. Chefiado por Lula, faltou dizer.

 

Dissidência

O senador Delcídio Amaral (PT-MS), que já foi ministro de Minas e Energia e diretor de Gás e Energia da Petrobras, criticou no twitter o sistema elétrico brasileiro: “que o trem tá feio, isso tá!”

 

Pulando fora

Segundo a gigante de notícias financeiras Bloomberg, o apagão de quase uma hora que atingiu diversas regiões do Brasil, segunda-feira (19), é sinal de que investidores devem retirar aplicações do Brasil.

 

Posse alegórica

A posse do cocaleiro Evo Morales na Bolívia, misto de crendices alimentados pela ignorância e culto à folha de coca (matéria-prima da cocaína), foi de um ridículo atroz. Dilma poderia ter evitado esse mico.

 

Crise no PSDB

O incontido elogio do senador eleito José Serra (SP) às medidas econômicas do ministro Joaquim Levy (Fazenda) abriu uma crise política no PSDB. Os tucanos ficaram uma arara com Serra.

 

Já foi o tempo

Apesar do histórico de brigas contra as privatizações, o PT não deve se opor ao plano do ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil) de privatizar os últimos 11 aeroportos sob a (péssima) administração da Infraero.

 

Milhas Maduro

O venezuelano Nicolás Maduro viaja tanto quanto os ex-presidentes brasileiros FHC e Lula, e quase não parou no país: além da posse de Dilma, foi à Rússia, China, Irã, Argélia, Arábia Saudita e Bolívia.

 

Pensando bem...

...ao preferir a posse carnavalesca de Evo Morales a atrair investidores em Davos, Dilma mostrou que nessa área entregou todo o poder a Fernando Levy.

PODER SEM PUDOR

‘Maria Barbuda’ é a mãe!

O saudoso ex-prefeito de Curitiba Maurício Fruet, uma figuraça, incorrigível gozador, estava em campanha para deputado federal, em 1986, em dobradinha com Paulo Furiatti (estadual). A caminho de um pequeno distrito de Antônio Olinto (PR), ele avisou a Futiatti para tratar muito bem a “Maria Barbuda”, dona de um bar que controlava uns cem votos, na localidade. Só não avisou que a mulher odiava o apelido. Ao chegar, Furiatti foi caloroso:

- Dona Maria Barbuda! Agora tenho honra de conhecê-la pessoalmente!

Fruet teve 1.300 votos em Antônio Olinto; Furiatti, cem a menos.