Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 12/02/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“A Petrobras está doente”

Ministro Augusto Nardes (TCU), ao apoiar a indisponibilidade de bens de Graça Foster

 

Deputado mais rico do Brasil faliu 27 empresas

Alfredo Kaefer (PSDB-PR), considerado o deputado federal mais rico do Brasil na atual legislatura, com patrimônio declarado de R$ 108,6 milhões em 2014, enfrenta desde o final do ano a falência da Diplomata S/A, “holding” que controlava outras 26 empresas de Cascavel (PR). A falência do grupo foi decretada pela Justiça após serem identificadas fortes evidências de “fraudes processuais e confusão patrimonial”.

 

Até aeroporto

Kaefer era dono de várias empresas, incluindo o Aeroporto do Oeste do Paraná, shopping center e até administradora de cartões de crédito.

 

Cara de pau

O ex-ricaço Kaefer alegou pobreza para conseguir advogado gratuito e não pagar custas processuais no valor de R$ 910. Mas foi rejeitado.

 

Falência geral

De um canetada, foi decretada nesta quarta (11) a falência de todas as empresas da Diplomata, incluindo distribuidora, supermercados etc.

 

Folha corrida

O grupo Diplomata, de Alfredo Kaefer, responde a mais de 5 mil ações judiciais, grande parte delas na área trabalhista.

 

Prepostos do PT desmantelaram o setor elétrico

Poderosos diretores de Engenharia de estatais de energia do governo federal, todos prepostos do PT, apesar de mandarem em tudo até à revelia dos respectivos presidentes, tornaram o setor elétrico um dos mais ineficientes, como indica o risco de colapso no fornecimento de energia. Os negócios bilionários prosperam, mas não as obras. Um dos casos mais gritantes é o da Chesf, segundo avaliação de especialistas.

 

Ineficiência na Chesf

Sinal eloquente da ineficiência da Chesf é a quase paralisia dos seus 52 milionários projetos de transmissão de energia eólica.

 

Incompetência

Só no projeto Casa Nova, de geração de energia eólica, a Chesf investiu mais de R$ 600 milhões, e ainda não produziu um só quilowatt.

 

Indicação política

O diretor de Engenharia da Chesf, José Ailton, chegou ao cargo por ser ligado a um deputado federal do PT-PE, derrotado nas urnas em 2014.

 

Leniência inacreditável

Deveria motivar ação por crime de responsabilidade o tal “acordo de leniência” que o governo Dilma costura, para poupar de punição as empreiteiras que roubaram bilhões da Petrobras por meio de fraude em licitações, formação de cartel e de quadrilha, e pagamento de propinas.

 

Nome nacional

O PSB já não espera que o governador de Pernambuco e o prefeito do Recife sejam herdeiros de Eduardo Campos. Aposta na viúva, Renata, para a sucessão de Dilma, em 2108. O projeto é fazê-la vice de Lula.

 

Senadores 171

Acir Gurgacz (PDT-RO) agora faz parte do grupo de senadores enquadrados no artigo 171 do Código Penal, pelo Supremo Tribunal Federal. Crise de estelionato. O inquérito já foi aberto.

 

Indefinição no TSE

Uma das sete cadeiras do Tribunal Superior Eleitoral está vazia desde novembro, final do mandato de Henrique Neves. Ele faz parte da lista tríplice enviada a Dilma pelo STF ainda em 2014, além dos ministros-substitutos Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.

 

Novos rumos

A pedido de Eduardo Cunha, o secretário-geral da Mesa da Câmara, Mozart Viana, adiou a aposentadoria. Mas foi convidado (e aceitou) a chefia da representação do governo do Paraná em Brasília.

 

Pimba na gorduchinha

Ao saudar o Romário (PSB-RJ), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) chutou no ângulo: “O Brasil tem certeza que ele será, no tapete azul do Senado, o craque nota 10 da Seleção no tapete verde dos gramados”. 

 

Nada mudou

Diferentemente do antecessor Henrique Eduardo Alves, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, já avisou a deputados do PMDB, partido dele, que continuará participando das reuniões da bancada. 

 

Panos quentes

Deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária pediram audiência a Kátia Abreu (Agricultura) para tentar uma aproximação. Os ruralistas enfrentam queda de braço antes mesmo de Kátia assumir o ministério. 

 

Pensando bem...

...rima com indecência o “acordo de leniência” para livrar de punição as empreiteiras que fraudaram, roubaram, subornaram e superfaturaram.

PODER SEM PUDOR

Férias merecidas

Culto e de raciocínio muito rápido, o ex-ministro Rafael Greca era deputado no Paraná quando passou parte das férias no Himalaia, região pela qual tinha curiosidade. De volta, um adversário – que era baixinho – provocou:

- V. Exa. gozou férias na África. Eu prefiro as belezas da minha terra...

Greca explicou que a mais alta cordilheira do mundo fica na Ásia e fulminou:

- As pessoas têm o direito de escolher o local das férias, e geralmente o fazem de acordo com sua altura. Eu fui ao Himalaia. Vossa Excelência deve ter escolhido a baixada litorânea.