Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 28/04/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“...diretamente a Ricardo Pessoa”

Gleisi Hoffmann (PT-PR) revelando que pediu dinheiro para campanha ao dono da UTC

 

Acusado de ‘roubar demais’, PT quer o PDT fora

Apesar da crise política e das seguidas derrotas em importantes votações no Congresso, parlamentares petistas pressionam a cúpula do partido a romper com o PDT de Carlos Lupi, demitindo o ministro Manoel Dias (Trabalho), por ele indicado. É uma reação a Lupi, que dias atrás acusou o PT de “roubar demais” no governo. Esse caso foi um dos itens da conversa de Dilma com Lula, ontem, em São Paulo.

 

Engolindo sapos

Lula avalia que é hora de “engolir sapos” e “ciscar pra dentro”, por isso não concorda com a expulsão do PDT da base de apoio do governo.

 

Caindo fora

A inciativa de rompimento pode ser do próprio PDT: é o que pretendem senadores pedetistas, em carta aberta a Carlos Lupi divulgada ontem.

 

Aniquilamento

O senador Cristovam Buarque (DF) acha que continuar apoiando Dilma pode levar ao aniquilamento do partido fundado por Leonel Brizola.

 

Ricas boquinhas

O ex-ministro Carlos Lupi não quer romper com o PT. Para a turma dele, é duro se desapegar das boquinhas no Ministério do Trabalho.

 

Dilma cala sobre brasileiros condenados nos EUA

O Planalto passou a bola para o Itamaraty e não informou a atitude de Dilma quanto a brasileiros que estão no corredor da morte nos Estados Unidos. Um deles, Fernando Pereira Leite Filho, matou com 17 golpes de tesoura a própria mãe, corretora de imóveis querida dos brasileiros de Miami. Outro condenado é Saulo dos Reis, que atraiu uma menina de 13 anos pela internet, em Connecticut, e a estuprou e matou.

 

Reação infantil

Na execução do traficante Marco Archer na Indonésia, Dilma reagiu com tanta virulência que até arruinou as relações com o país.

 

Valentia para baixo

Diplomatas não acreditam que Dilma repita, nos EUA, sua “valentia” contra a Indonésia, quando hostilizou o embaixador em Brasília.

 

Regra eficiente

Na Flórida, a regra é clara: apenas sacar arma de fogo dá 10 anos de cadeia e 20 anos para quem atira. Mais: matou, morre executado.

 

Aposta na rejeição

Na bolsa de apostas dos ministros do Supremo Tribunal Federal, durante o lanche das 16h, prevalece a avaliação de que o Senado, em decisão inédita, deve rejeitar a indicação do advogado Luiz Fachin. “Os senadores não são idiotas”, resumiu um dos ministros a esta coluna.

 

Governo fraco

Mesmo com a mudança na coordenação política do governo, o índice de apoio ao governo no Congresso caiu em abril. De nove votações nominais abertas ocorridas no mês, o governo perdeu seis.

 

Nem te ligo

O vice Michel Temer, Renan Calheiros e Eduardo Cunha ignoraram declaração do senador Cristovam Buarque ao New York Times, ontem, de que o trio aplicou um “golpe de Estado” na presidente Dilma.

 

Disque-Venina

A ex-gerente da Petrobras Venina Velosa, em sua conta no Facebook, anda exortando seus colegas da Petrobras a denunciarem irregularidades da estatal. Ela pedem denúncias em off e in box. 

 

Bolsa dividida

Eduardo Cunha quer inserir na proposta de redução da maioridade penal uma mudança na “bolsa-bandido”, instituída por Lula. A ideia é dividir o auxílio entre as famílias das vítimas e as dos seus algozes.

 

Homenagem

Bem que a “cumpanherada” poderia dedicar ao mensaleiro fujão Henrique Pizzolato o seu próprio programa de TV em rede nacional. Vai ao ar no dia 11 de maio, exatamente quando o ladrão transitado em julgado vai ser transferido do presídio de Modena para a Papuda.

 

Novos aliados

Ameaçando engavetar a terceirização, Renan Calheiros quis atrair novos aliados. Conseguiu. Agora, a pelegada da CUT, UGT e CTB virou “renanzista” desde criancinha, na disputa com Eduardo Cunha.

 

Cristãos sem fé

Deputados cristãos reclamam do líder do PSC, André Moura (SE). Ele não compartilha e nem ao menos distribui migalhas do poder com os liderados. Moura preside a comissão da redução da maioridade penal.

 

Feriadão

Ontem foi celebrado o Dia da Anta. Pela ausência das excelências no Congresso e no Planalto, deve ter sido feriado nessas casas ilustres.

PODER SEM PUDOR

Solução rápida

A questão de água, no Nordeste, sempre aguçou rivalidades. Certa vez Juarez Távora, ministro da Viação de Castello Branco, foi ao Rio Grande do Norte visitar obras. Ao desembarcar, ouviu de um líder político local:

- Precisamos de um grande açude aqui, porque estamos inferiorizados em relação ao Ceará. Lá, existem 19; aqui, 18.

Távora sacou a solução na hora:

- Não tem problema. Mando arrombar um no Ceará e fica empatado.