Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 03/06/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Nomeações de estatais e autarquias são prerrogativa do executivo”

Presidente Dilma sinalizando que não aceitará que o Congresso sabatine os indicados

 

Petrolão cita filho de presidente do TCU pela 3ª vez

Filho de Aroldo Cedraz, presidente do Tribunal de Contas da União, o advogado Tiago Cedraz foi denunciado por Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, que o acusou de vender informações privilegiadas do TCU. A delação foi revelada ontem na edição online do jornal O Globo. É a terceira referência a Tiago Cedraz na Lava Jato. Ele também foi delatado, em 18 de novembro passado, pelo policial federal Jayme Alves Filho, o “Careca”, que trabalhava para o doleiro Alberto Youssef.

 

Reincidência

“Careca” contou à força-tarefa da Lava Jato que levou dinheiro ao escritório de Tiago Cedraz, em Brasília, “duas vezes”.

 

Operação Argentina

Uma terceira referência a Tiago Cedraz, na Lava Jato, o envolveu na suspeita venda da refinaria da Petrobras em San Lorenzo, Argentina.

 

O pai na CPI

Requerimento do deputado Izalci (PSDB-DF) pediu a convocação do ministro Aroldo Cedraz a depor na CPI da Petrobras.

 

A estreia

Tiago Cedraz foi citado na Operação Voucher, da PF, que desbaratou em 2011 a organização criminosa que roubava o Ministério do Turismo.

 

DF: Rollemberg perdeu um quarto dos eleitores

No cargo de governador do Distrito Federal há cinco meses, Rodrigo Rollemberg (PSB) já perdeu um quarto dos eleitores. É o que mostra levantamento do Instituto Paraná Pesquisa: indagados se repetiriam o voto, 24,2% dos que se declararam seus eleitores responderam “não”. Há empate técnico entre os que o desaprovam (46,6%) e os que o aprovam (45,7%). A maior rejeição está entre 25 e 34 anos: 49,8%.

 

Saúde na UTI

Para a população do DF, a Saúde é o maior dos problemas: 58%. Em segundo lugar, Segurança, mas bem longe, com 14,8%.

 

Boa notícia

Boa notícia para Rollemberg: entre os que não votaram nele no 2º turno, 20,4% mudaram de ideia e agora votariam no governador.

 

Sobre a pesquisa

O levantamento do Instituto Paraná Pesquisas entrevistou 1.280 eleitores de todas as regiões do DF entre os dias 25 e 28 de maio.

 

O homem da Copa

O Planalto aposta no escândalo do futebol para a Lava Jato sumir do noticiário, mas corre o risco de expor Ricardo Trade, secretário de Esportes de Alto Rendimento do Ministério do Esporte. Ele chefiou o comitê organizador da Copa de 2014, nomeado por Ricardo Teixeira.

 

Ravenna

A perda de peso de Dilma novamente foi assunto entre auxiliares dela. Na inauguração da Casa da Mulher, em Brasília, nesta terça-feira (2), um assessor deixou escapar: “perdeu mais 2 kg, já são 17”.

 

Campanha

Dilma vai enfrentar o presidente da Câmara na redução da maioridade penal. Tenta isolar Eduardo Cunha, atraindo entidades de referência. Já pediu aos bispos da CNBB uma “campanha de esclarecimento”.

 

Data marcada

Deputados da comissão que analisa a redução da maioridade penal pedem mais tempo. Já o relator, Laerte Bessa (PR-DF), afinado com Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende entregar seu parecer no dia 10.

 

Absolvido

O Supremo Tribunal Federal rejeitou denúncia de suposta corrupção passiva que tramitava contra o deputado Maurício Quintela (AL), líder do PR na Câmara, envolvendo uma empreiteira em Alagoas.

 

Alguém aí?

A Câmara, para variar, já está em clima de feriadão. Desde segunda-feira está difícil encontrar as excelências no trabalho. Os funcionários dos gabinetes vão no mesmo rumo, está cada dia mais minguado.

 

Big feriadão

Em campanha salarial, servidores do Ministério Público vão parar 24 horas hoje (03), emendando com o feriado de quinta e garantindo folga de cinco dias. Mas eles juram que vão trabalhar na sexta. Ah, bom.

 

Flerte e expulsão

O prefeito de Itaquaquecetuba (SP), Mamoru Nakashima (SP), foi expulso do PTN por estar de namorico com o PSDB. Ele não está nem aí: afinal, por decisão da Justiça, o mandato é seu e não do partido.

 

Pergunta na rua

Dilma achou boa ideia Joseph Blatter renunciar à presidência da Fifa porque percebeu que não está agradando?

PODER SEM PUDOR

Quinze motivos

Eleito governador de Minas Gerais em 1982, Tancredo Neves foi logo pressionado pelo vice, Hélio Garcia, a nomear um aliado para o importante cargo de secretário de Obras. Tancredo recusou a indicação, mas Garcia insistiu, certo de que era uma boa ideia. Não era, como demonstrou Tancredo:

- Não posso nomear para a Secretaria de Obras alguém que é conhecido por “Quinzinho”...

Não se falou mais no assunto.