Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 07/07/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Querem governar o Brasil? Ganhem primeiro a eleição”

Deputado José Guimarães (PT-CE), sobre a possibilidade de impeachment de Dilma

 

PSDB acha que acareação vai ‘desmascarar o PT’

O PSDB aposta as fichas na acareação do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, quinta (9) às 9h30. Os parlamentares estão confiantes de que as revelações de Barusco, que fez acordo de delação premiada, vão “desmascarar o PT” e mostrar que Vaccari mentiu no primeiro depoimento à CPI, em abril. Além de demonstrar que a campanha de Dilma recebeu dinheiro sujo.

 

Mentir não pode

A eventual constatação de mentiras de João Vaccari Neto na CPI poderá resultar em novos processos criminais contra ele.

 

Ameaça de cassação

O financiamento ilegal da campanha pode determinar o cancelamento do registro da candidatura de Dilma, cassando-lhe inclusive o mandato.

 

Nitroglicerina pura

O TSE julgará se o dinheiro roubado financiou a campanha de Dilma. O dono da UTC, Ricardo Pessoa, é testemunha-bomba nessa ação.

 

Outra acareação

A acareação de Barusco com seu ex-chefe Renato Duque, que foi diretor de Serviços da Petrobras, será nesta quarta (8), às 9h30.

 

Bases da crise grega são idênticas à brasileira

Se a Grécia está sem saber o que será o amanhã, no Brasil muitos acordaram apreensivos. É que alguns erros gregos, na economia, têm similares por aqui. Como um governo caro e sofrendo de obesidade mórbida, por exemplo. Os gregos chegaram a ter seis mil empresas públicas, com servidores ganhando 14º e 15º salários (mais bônus de férias, feriados, Natal e páscoa), imunidade, aposentadoria integral etc. 

 

Quebra inevitável

Aposentados com menos de 55 anos, na Grécia, custam mais de um bilhão de euros por ano. A frágil economia grega não aguenta isso.

 

Mesma doença

No Brasil como na Grécia, enxugar a máquina, nem pensar. O governo Lula inchou o governo, hoje com mais de 23 mil cargos comissionados.

 

Ajustes errados

Na Grécia como no Brasil, quando finalmente aumentaram taxas e mexeram nas aposentadorias, fizeram errado. Mas a conta vem aí.  

 

Trio da articulação

Sondado há dez dias, Tadeu Fillippeli foi finalmente oficializado para o cargo de ministro de Relações Institucionais. Fará parte do trio da articulação do governo, com Temer e o ministro Eliseu Padilha.

 

Missão difícil

Tadeu Fillippeli dividirá com o vice Michel Temer a dificuldade de concretizar o entendimento do governo com aliados. Dilma veta os acordos ou o enciumado Aloizio Mercadante (Casa Civil) os inviabiliza.

 

Tô fora

O experiente senador Romero Jucá (PMDB-RR), que Renan Calheiros chama de “relator-geral da República”, é um dos políticos alarmados com a crise institucional. Ele já não aposta um tostão furado em Dilma.

 

Tá feia a coisa

Deputado federal cujo humor jamais sofre abalos, Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) perde a verve quando é convidado a comentar a crise no governo Dilma. Fecha a expressão, preocupado. A coisa está feia.

 

A um passo

O ex-governador do Distrito Federal Paulo Octávio, atualmente no PP, partido da base aliada do governo Dilma, compareceu à convenção nacional do PSDB que reconduziu Aécio Neves à presidência.

 

Contra a maré

O governo Dilma torrou, inutilmente, US$ 9 bilhões de nossas reservas cambiais nos últimos doze meses para tentar conter a alta do dólar. A cotação subiu 41%, de R$ 2,22 em julho de 2014 para R$ 3,14 ontem.

 

Patrocínio na carne

As duplas campeãs no mundial de vôlei de praia da Holanda, como os incríveis Alisson e Bruno Schmidt, tinham tatuado no ombro o brasão da Marinha. O pai de Bruno, Felipe, que é irmão de Oscar e Tadeu Schmidt, foi capitão de mar e guerra da Marinha.

 

Devagar, devagarinho...

Só agora, até por despreparo e desinformação, a Anac liberou o uso de celulares no modo avião em voos da Gol. O Brasil ainda está três anos atrás de outros países, onde já se usa conexão wifi desde 2012.

 

Expertise

A Presidência da República abriu licitação para o “controle de pragas” em seus palácios. Deveria entregar a missão à força-tarefa da Lava Jato.

PODER SEM PUDOR

Fidel na URSS, o charuto

O ditador Fidel Castro foi a Moscou logo após optar pelo comunismo em sua ilha. Conhecia pouco a ideologia e menos a cultura.

Ao chegar à capital do império foi recebido, segundo os costumes, com beijos na boca. De Nikita Kruschev aos demais dirigentes, todos homens.

Macho latino e caribenho, El Comandante estava diante de um grande dilema: como acabar com aquilo sem magoar seus novos padrinhos?

Passou a descer dos aviões e andar sempre com um charuto na boca... e assim passou o resto da visita de mais de mês.

Consumiu uma quantidade industrial de Cohiba Esplendido, seus charutos favoritos.