Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 15/07/2015
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“[Janene] era uma pessoa obcecada pelo poder”

Stael, ex-mulher do mensaleiro José Janene, sobre o papel dele na roubalheira à Petrobras

 

Citado quanto qualquer político, Lula é poupado

O ex-presidente Lula foi tão citado, nas investigações da Lava Lato, quanto a maioria dos políticos que se tornaram alvos da força-tarefa, mas, apesar disso, jamais foi considerado investigado – apesar de o ex-presidente da empreiteira Camargo Corrêa haver revelado que pagou a ele ao menos R$ 4,5 milhões, através do Instituto Lula, ou diretamente a sua empresa Lils, iniciais de Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Vai encarar?

A dúvida é se a Lava Jato, da turma do procurador-geral Rodrigo Janot, que almeja a recondução ao cargo, vai mesmo investigar Lula.

 

Escapando

O juiz Sergio Moro já disse, em entrevista, que Lula não é investigado, apesar do roubo à Petrobras ter se estabelecido em seu governo.

 

‘Brahma’ vai escapando...

A relação de Lula com empreiteiras era tão próxima que o presidente da OAS, vulgo Léo Pinheiro, o tratava pelo codinome “Brahma”.

 

Citações não faltam

Testemunhas-chave, Youssef e Paulo Roberto Costa dizem que Dilma e Lula integravam a “estrutura” de distribuição e repasse do butim.

 

Kassab vira motivo de piada com falsa promessa

O ministro Gilberto Kassab (Cidades) virou motivo de piada, após ir ao Maranhão anunciar uma lorota, no auge da mais séria crise econômica das últimas décadas no País: a construção de 160 mil casas populares. Ninguém acreditou porque algo assim seria anunciado pela própria Dilma. E todos sabem que o factóide de Kassab tenta melhorar o cartaz do governo Dilma e atrair a filiação de deputados ao PSD, seu partido.

 

Parou geral

O “Minha Casa Minha Vida” não paga o que deve nem autoriza novos contratos. O Sinduscon-MA tentou falar com Kassab, mas ele escapou.

 

Mais respeito, ministro

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) anda indignado com a lorota de Kassab: “Ele pensa que estava falando para uma aldeia de índios”.

 

Retrospecto

Em 13 anos, mesmo na bonança, Lula e Dilma somente construíram 150 mil casas no governo do PT da Bahia e 90 mil no Maranhão.

 

Está provado

O cumprimento de mandado de busca e apreensão em endereços do advogado Tiago Cedraz, ontem, demonstrou de maneira inequívoca que o filho do presidente do TCU é investigado na Operação Lava Jato.

 

Provado está

A acusação de haver tomado R$ 1 milhão de Ricardo Pessoa (UTC), a pretexto de subornar o ministro Raimundo Carreiro, destrói a negativa de Tiago Cedraz de atuar no TCU presidido pelo pai, Aroldo Cedraz.

 

Agora, sob vara

Os Cedraz, pai e filho, viveram dia difícil, ontem. Enquanto a Polícia Federal vasculhava endereços de Tiago, o filho, o pai Aroldo indignava senadores faltando ao debate sobre “pedaladas fiscais”. De convidado, o presidente do TCU virou convocado a depor no Senado.

 

Barba de molho

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas revelou que a repulsa ao PT atingiu o ex-presidente Lula em cheio, no Rio de Janeiro: 57,6% dos entrevistados afirmaram que não votariam no petista “de jeito nenhum”.

 

Lava Jato

Num dia em que lhe cabia limpar a latrina da cela na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde estava preso, o empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC, foi admoestado assim, pelo carcereiro, de modo gentil: “Doutor, o senhor está gastando muito Pinho Sol!...”

 

Cardápio extenso

O Planalto faz de tudo para esconder a crise: convenientemente excluiu da agenda de Dilma almoço de mais de 4h com Lula e os ministros Aloizio Mercadante e Edinho Silva, todos eles citados na Lava Jato.

 

Premonição

Sabendo que dezenas de políticos estariam envolvidos na Lava Jato, senadores passaram, em dezembro de 2014, para a Polícia Legislativa a competência de cumprir mandados nas dependências do Senado.

 

Terceirização

A terceirização de serviços e o Direito do Trabalho será tema da palestra do jurista José Francisco Siqueira Neto, diretor da Faculdade de Direito da Mackenzie, segunda (16), no IAB do Rio de Janeiro.

 

Pensando bem...

... a diferença do sucesso da dupla jurídica Sérgio Moro e Deltan Dallagnol para as sertanejas é que eles não cantam, mas fazem outros cantar.

PODER SEM PUDOR

Um burro na plateia

Contam na Bahia que foi animada a eleição para presidente da Câmara Municipal de Bom Jesus da Lapa, em janeiro de 2001. Indicado pelo prefeito, o vereador Valdivino Borges fazia seu discurso quando alguém o interrompeu para se referir à sua condição de semi-analfabeto:

- Sai daí, seu burro!

Valdivino olhou para o agressor e respondeu na lata:

- Eu sou burro e sou o presidente da Câmara, e você, que não é, está aí me dando coice!...