Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 05/02/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O Brasil está diante de uma das mais severas crises da história”

Senador Lasier Martins (PDT-RS), ao criticar o aumento de impostos do governo Dilma

 

UTC e OAS bancaram a campanha do líder do PT

A campanha que elegeu Afonso Florence (PT-BA) deputado federal contou com dinheiro das empreiteiras protagonistas do petrolão UTC e OAS. A grana foi transferida pelo comitê de campanha do governador da Bahia, Rui Costa (PT). Outro doador é o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli, que, ao assumir, a estatal valia US$378 bilhões, e quando a deixou valia menos de 10% daquele valor: US$33,95 bilhões.

 

Fluxo frenético

No comitê de Rui Costa, era frenética a movimentação de dinheiro da OAS para a campanha de Afonso Florence. Foram 26 transferências.

 

Vaca obesa

Os valores, que originalmente vieram da empreiteira que reformou o tríplex atribuído a Lula, variam de R$ 54,64 até R$ 9,6 mil.

 

Vaca raquítica

Os repasses do dinheiro da UTC e de Sérgio Gabrielli foram menos frequentes e menos volumosos. Há repasses até de mil reais.

 

Bola murcha 

O novo líder do PT, escolhido a laço, tem bola murcha no Planalto: Dilma o demitiu do Ministério do Desenvolvimento Agrário em 2012.

 

Contribuinte banca excursão oficial para os EUA

O êxito da Copa do Mundo mostrou que o Brasil sabe o que fazer para a segurança de eventos como os Jogos Olímpicos, mas, ainda assim, o Ministério da Justiça mandou 6 funcionários a Santa Clara (Califórnia), EUA, entre os dias 3 e 9, terça-feira de carnaval. Serão “observadores” da segurança da final do Super Bowl, a liga de futebol americano. Em três anos, cinco dessa turma já faturaram quase R$ 200 mil em diárias.

 

Perguntar não

A pergunta não se cala, diante da viagem dos “observadores” aos EUA: se não sabemos lidar com estádios, como fizemos a Copa do Mundo?

 

Pé de meia

Na excursão ao Super Bowl tem gente que faturou nos últimos três anos diárias de R$ 33,1 mil, de R$75,8 mil e até de R$84,4 mil.

 

E o mosquito?

Os “observadores” devem estar preparados: nos EUA, a maior preocupação agora é com a segurança contra o mosquito e zika virus.

 

Foi por pouco

Orlando Silva (SP), aquele ex-ministro de Lula que pagava até tapioca com cartão corporativo, foi abatido em pleno voo para assumir a liderança do PCdoB na Câmara. Daniel Almeida (BA) é o novo líder.

 

Lula, o imputável

Negócios imobiliários suspeitos com empreiteiras que roubaram a Petrobras, venda de medidas provisórias, nomeações que premiaram corrupção... Lula, afinal, não era tão inimputável assim.

 

Reforma no papel

Caduca nesta sexta a medida provisória da “reforma ministerial” de Dilma, aquela que quase não cortou despesas. Se a MP não for reeditada, ficam ressuscitados os cargos comissionados extintos.

 

Bobagem

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) se dedica a uma bobagem paternalista que vigora há seis décadas: ele quer manter a proibição dos jogos e de cassinos. O Planalto já concorda com a legalização.

 

Minha casa, minha vida

O prefeito de Lauro Freitas (BA), Marcio Paiva (PP), reformava sua casa sem o devido alvará. A fiscalização do município interditou a obra, mas, mesmo assim, ele ordenou sua continuidade.

 

A PM sumiu

Vídeo gravado pelas 15h30 desta quarta (3) mostra como Brasília está à mercê de bandidos como o que matou um pai na porta da escola do filho. A câmera fica ligada do começo do Eixo Monumental e até o final da L-2 Sul. Em todo o percurso, nem um só policial ou viatura da PM.

 

Guerreiro do povo

Os petistas não perdem a chance de transformar presidiários em guerreiros do povo. Na CPI dos Fundos de Pensão, Paulo Teixeira (SP) dava dicas ao advogado do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

 

Esqueceram de mim

Na ida ao Congresso, Dilma se deparou com a falta de apoio. “Contei dois ou três deputados cercando-a na tribuna. Foi abandonada até pelo PT", observou o deputado Raul Jungmann (PPS-PE).

 

Pensando bem...

... com Lula investigado pela Polícia Federal é oficial: presidente da República deveria ter adicional de insalubridade.

 

PODER SEM PUDOR

Retaguarda aberta

A paranoica segurança de Fidel Castro vivia mudando o percurso do chefe, em terra e no ar, como numa guerra. Na posse de Lula, em 2003, o então ministro da Educação, Cristovam Buarque, seus familiares e o antecessor Paulo Renato Souza aguardavam no gabinete o início da solene transmissão de cargo quando souberam que Fidel já subia no elevador. Cristovam e Paulo Renato logo se deslocaram para o corredor a fim de esperar o visitante, mas eis que o presidente cubano apareceu em outra porta, flagrando os anfitriões pelas costas:

- Arre! Sorprendí a todos por la retaguardia!

___

Com Gabriel Garcia, Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br