Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 31/05/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Se dependesse de mim, seria punido com a pena de morte”

Francisco Dornelles, governador em exercício do Rio, sobre o estupro coletivo no Rio

 

Lula não nega arrependimento por apoiar Dilma

Quatro dias depois, o ex-presidente Lula ainda não negou ter dito ao ex-presidente José Sarney que estava arrependido de escolher Dilma Rousseff como sua sucessora. Em conversa gravada pelo ex-senador Sérgio Machado, Sarney afirmou literalmente, referindo-se a Lula: “Ele me disse que o único arrependimento que ele tem é ter eleito a Dilma”. A gravação da conversa foi divulgada no último sábado (28).

 

O erro mais grave

Após relatar a Sérgio Machado o arrependimento de Lula, Sarney ainda reforçou: “Único erro que ele cometeu. Foi o mais grave de todos...”

 

Nome e sobrenome

É a primeira vez que um aliado de Lula menciona em “on”, ainda que involuntariamente, o arrependimento de Lula por apoiar Dilma.

 

Atraído para cilada

Instruído por procuradores, em março Sérgio Machado pediu que Sarney o recebesse em casa, e gravou toda a conversa.

 

Nada a declarar

O Instituto Lula diz que o ex-presidente não vai comentar “fofoca” e que a gravação “espúria” foi vazada ilegalmente com claros fins políticos.

 

Condenações de Moro já totalizam 1.133 anos

Com pouco mais de dois anos de vida, a Operação Lava Jato, tantas vezes criticada pelos investigados e seus defensores, já registra números que a colocam na vanguarda do combate à corrupção no Brasil. Até agora, o juiz federal já se decidiu por 105 condenações, condenando corrompidos e corruptores a mais de 1.133 anos de cadeia. A Lava Jato recuperou no exterior mais de R$ 546 milhões.

 

Cooperação externa

A Lava Jato em Curitiba fez 85 pedidos de cooperação a 28 países, como Alemanha, Canadá, China, Suíça, Portugal, Mônaco e Uruguai. 

 

Políticos investigados

A pedido da Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal abriu 59 inquéritos, mas, ao todo, são investigados 134 políticos com foro privilegiado.

 

Só 5 presos pelo STF

A Procuradoria Geral da República já pediu ao STF e obteve cinco prisões na Lava Jato e pediu 118 buscas e apreensões.

 

Tratamento especial

O petista Henrique Pizzolatto divide a cela com Luiz Estevão, na Papuda. O ex-senador não tem regalias, mas o mensaleiro, ladrão transitado em julgado, tem direito até a médico da embaixada italiana.

 

Precedente

A demissão de Fabiano Silveira do Ministério da Transparência era a única saída, após a gravação criticando a Lava Jato. Mas reforça o precedente: quem for denunciado será demitido.

 

Nem esquentou a cadeira

Importante parlamentar telefonou ontem para falar com o ministro interino do Planejamento, mas foi informado de que Dyogo Oliveira “está de férias”. O cara acabou de assumir e já está flanando!

 

Bye, bye, Chalita

A campanha de reeleição do prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) já procura alternativa a Gabriel Chalita (PDT), provável candidato a vice em sua chapa, após o nome do ex-deputado aparecer na delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro acusado de corrupção.

 

Waldir mãos de tesoura

O presidente da Câmara, Waldir Maranhão, limou 36% das bolsas dos coitados dos estagiários, que passaram de R$ 1.760 para R$1.120. O salário de R$33,7 mil dos 513 deputados segue imexível.

 

Temer apoia a Lava Jato

Apesar das ameaças à Lava Jato, a todo tempo na mira de políticos e outros investigados, o presidente Michel Temer garantiu a Rodrigo Janot que o governo apoia e sempre apoiará a operação.

 

Falta sintonia

A resposta que o Planalto dá ao “centrão” sobre o travamento das nomeações é que há mais de um partido indicando nomes para o mesmo cargo. Pede que o grupo se organize nas indicações.

 

Marca registrada

Diante das novidades da Lava Jato, Carlos Marun (PMDB-MS) garante que não haverá proteção aos enrolados na corrupção. “Marca fundamental do governo Temer: ministro não é para se proteger”, diz.

 

Pensando bem...

...flagrados em gravações, Lula e Dilma posam de “vítimas”, atacando o vazamento e até o juiz, para não explicarem o conteúdo das conversas cabeludas. E ainda há quem diga que “malas” são Renan e Sarney...

PODER SEM PUDOR

Barriga cheia

Certa vez, em debate sobre e reforma da Previdência, o rico empresário Jorge Gerdau Johannpeter defendeu teto salarial “o mais baixo possível”, para “reparar as injustiças e o déficit previdenciário”. O deputado mineiro Carlos Mota não se aguentou:

- Então que o teto seja estipulado em um centavo e resolveremos de vez todos os problemas sociais do Brasil!