Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 30/05/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“A senhora Presidente deve um pedido de desculpas formal”
Senado Aécio Neves (MG), presidente do PSDB e candidato à sucessão de Dilma

Mais de metade do PMDB rejeita aliança com PT
Para desespero do vice-presidente Michel Temer, levantamento interno revela que, se a convenção fosse hoje, mais de metade do PMDB rejeitaria a aliança com o PT da presidenta Dilma. Ambos os partidos estão em pé de guerra em doze estados, que somam 314 dos 477 delegados do PMDB. Os mesmos delegados seriam responsáveis por 470 votos, dos 739, o que definiria um rompimento oficial com o PT. 

Peso na decisão
O PMDB-RJ, onde o governador Sérgio Cabral tenta barrar candidatura de Lindbergh (PT), tem o maior número de delegados (51) e votos (74). 

Os doze
Além do Rio, estão na lista Ceará, Paraná, Acre, Bahia, Santa Catarina, Minas, Pernambuco, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul e gaúchos.

Déjà vu
A cúpula do PMDB avalia que o partido pode repetir o racha entre o grupo da Câmara e o do Senado, como aconteceu no governo Lula. 

Quem dá mais?
O Tribunal de Justiça de São Paulo mandou leiloar em 5 de julho a sede da Bancoop, cooperativa suspeita de desviar fundos para o PT.

PF investiga denúncias de fraude em loterias
O Ministério da Justiça confirmou que a Polícia Federal investiga as loterias da Caixa por denúncias de fraude, manipulação de resultados e lavagem de dinheiro. O senador Alvaro Dias (PSDB-PR), autor do requerimento que gerou a confirmação da existência do inquérito nº 1-352-SR/DPF/BA, revelou que há pessoas que ganharam em loterias mais de 500 vezes, superando o “anão do orçamento” João Alves.

Recorde superado
Em 1993, uma CPI investigou o ex-deputado João Alves (BA) por lavar dinheiro da corrupção comprando 221 bilhetes premiados de loterias.

Lavanderia
O Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) estima que R$ 32 milhões “sujos” foram lavados com loterias, entre 2002 e 2006.

Em nome do Pai
Agrava-se a crise econômica na Venezuela bolivariana. Além da falta de papel higiênico, não há vinho de missa, nem hóstias, diz a Igreja.

Adorador de muro
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) gosta mais de muro do que tucano. Não se posiciona sobre a candidatura presidencial de Eduardo Campos, do seu partido. Pela assessoria, diz que a discussão “é improdutiva para a governança”, seja lá o que isso signifique.

Festa do mar
Cabe recurso, mas ontem foi dia de glória na Marina do Rio, célebre cartão-postal da cidade: a Justiça Federal barrou a concessão para Eike Batista, incluindo estacionamento-monstro e lojas.

Balcão
O ex-ministro Eliseu Padilha (PMDB-RS) alertou a Michel Temer que só será possível restabelecer a relação entre a base e o governo se o Planalto abrir um “espaço de interlocução com resultados concretos”.

Voltado para Meca
Um dos maiores exportadores de frango, Alfredo Kaefer (PSDB) usou imagens de satélite para construir abatedouro voltado para Meca, cidade sagrada dos mulçumanos, por exigência do mercado árabe. 

Fi-lo porque qui-lo...
Grávidas, porém advogadas, duas operadoras do Direito sofreram ontem nas mãos (a rigor, na sala de espera) do ministro Joaquim Barbosa, no Conselho Nacional de Justiça. Ele ignorou o direito de preferência delas, aplicando-lhes um chá-de-cadeira de 6 horas. 

...e porque não sabia
Após chegar ao CNJ às 9h da manhã, “a grávida Daniela Rodrigues Teixeira”, diz a assessoria de Joaquim Barbosa, foi atendida à tarde. “A segunda grávida, Sissi Marlene Dietrich Schwantes”, identifica o STF, “foi representada por colega que não avisou que ela estava grávida”.

Filme velho
Funcionários do consulado-geral em Sidney (Austrália) temem o fim das “férias”, amanhã, do embaixador Américo Fontenelle, acusado com o adjunto de abuso moral e sexual. A investigação segue sob segredo.

Morales no sal
O presidente mequetrefe da Bolívia, Evo Morales, que se apropriou de ativos da Petrobras na mão grande, avisou que não dará salvo-conduto ao senador de oposição Roger Pinto, asilado há um ano na embaixada do Brasil. Quer primeiro o julgamento na Justiça boliviana. O Brasil, ó...

Assim é fácil
Nada contra reduzir a pobreza africana: a diferença entre a ajuda do magnata Bill Gates à África é que ele doa o dele, e o Brasil doa o nosso. 

PODER SEM PUDOR
Lição de austeridade

Quando os políticos falam em “austeridade”, nem de longe pensam em seguir o exemplo do marechal Henrique Teixeira Lott, ministro da Guerra de JK. Em 1955, o deputado Armando Falcão era líder do governo na Câmara e quis subir a serra para visitar familiares em Araras, mas o seu carro quebrou. Ele soube que Lott também subiria a serra e telefonou:
- Ministro, o senhor pode me dar uma carona?
- Posso, pois não. Mas só até Petrópolis. De lá o senhor aluga um táxi. A gasolina é do Exército e não posso gastá-la com ninguém de fora...
___
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br