Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 19/08/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

Quiseram brincar de Deus

Ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, voltando a criticar a Lei da Ficha Limpa

 

‘Clube TCU’ tem salão, academia e restaurante

Quem vê de longe, o Tribunal de Contas da União (TCU) existe para monitorar a aplicação correta dos recursos públicos, arrancados dos contribuintes, mas visto de perto mais parece um clube social. Além de garantir cabelereiro, manicure, pedicure, depilação íntima e massagens relaxantes, o TCU instalou em suas dependências, mantidas com dinheiro de impostos, academia de ginástica e restaurante exclusivo.

 

Academia vip

O TCU gastou R$1,8 milhão dos impostos para comprar armários do vestiário, estantes e bancos de aço para sua academia.

 

Quem paga fica fora

A turma do TCU adora suas mordomias com dinheiro público, mas não as disponibiliza ao contribuinte desrespeitado, que paga essas contas.

 

Escárnio

Sem ter como explicar o escárnio, o TCU recorre ao reducionismo malandro para chamar seu salão de beleza de 94m2 de “barbearia”.

 

Paletó na cadeira

O TCU informa que os servidores pagam pelos serviços, mas não comenta a utilização do salão de beleza no horário do expediente.

 

Dilma desativa capelinha para acomodar aspones

A presidente ré Dilma Rousseff mandou desativar a graciosa e histórica capelinha da residência oficial do Palácio Alvorada para nela instalar o seu “asponato”. Nesse grupo de aspones que não têm muito o que fazer, exceto ocupar cargos da Presidência da República, destaca-se o inefável “Bessias”, que ficou conhecido durante o telefonema de Dilma a Lula, gravado na Lava Jato, na trama para tentar obstruir a Justiça.

 

Caso de excomunhão

Funcionários do Alvorada estão indignados com o fim da capelinha: “Além de impichada, ele merecia ser excomungada”, disse um deles.

 

Preciosidade

Refúgio de orações de ex-presidentes, é um dos detalhes mais admirados do Palácio Alvorada, projetado por Oscar Niemeyer.

 

Alô, polícia

A polícia deveria ficar de olho: as paredes da capelinha do Alvorada são revestidas de lambril de jacarandá-da-baía folhado em ouro.

 

Traição ao partido

Concluído o processo do impeachment de Dilma no Senado, o PMDB vai convocar a Executiva Nacional para definir a expulsão da ex-ministra da Agricultura Kátia Abreu, aquela que transitou de inimiga a amiga íntima de Dilma com espantosa rapidez.

 

Taxa de feminicídio
Presidido por quase seis anos por uma mulher, no Brasil a taxa de feminicídios é islâmica: 4,8 para 100 mil mulheres – a quinta maior no mundo. A informação é da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Piorou muito

No auge do poder do PT, de 2003 a 2013, inclusive quando a petista Dilma governou o País, o número de assassinatos de mulheres negras cresceu 54%, passando de 1.864 para 2.875.

 

Pátria educadora

Dos quase 170 mil candidatos a prefeito e vereador, nas eleições de outubro próximo, 45% (77 mil) não têm nem o ensino médio completo. Um punhado é analfabeto e 46 são menores de idade.

 

Libertação

Sem Anatel agindo como sindicato das empresas, Portugal extinguiu a “fidelização” obrigatória que, a exemplo do que ocorre no Brasil, prendia clientes a operadoras de celular, mesmo aqueles insatisfeitos.

 

Galvão, filma eu

Virou piada, no STF, o inconformismo de Renan Calheiros com o protagonismo de Ricardo Lewandowski no julgamento de Dilma. Renan não para de dar palpites sobre o julgamento, como sessões no fim de semana, mas ao negá-los Lewandowski mostrou quem manda. 

 

Interior no poder

A futura presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, é mineira de Montes Claros, a próxima presidente do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, nasceu em Anicuns, interior de Goiás.

 

Tá feia a coisa

Fechou as portas a lanchonete McDonalds na QI 11 do Lago Sul, em Brasília. O aluguel ficou caro demais. A loja funcionava no mesmo centro comercial havia quinze anos.

 

Pensando bem...

...se o escândalo dos americanos mentirosos fosse o contrário, nos EUA, o problema seria os nadadores brasileiros saírem com vida do embate com a polícia.

PODER SEM PUDOR

Primeiro os meus

O gaúcho Alceu Collares (PDT) discursava contra um novo aumento salarial para os deputados, quando ouviu o aparte de Philemon Rodrigues (PTB-PB):

- Se não quer o aumento, faça doação para entidades de idosos da Paraíba.

- Isto é jeito de fazer aparte, deputado? – estraçalhou Collares –

Se é de dar para os seus velhinhos, dou antes para os meus.

O plenário foi às gargalhadas.