Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 03/09/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Lula comandou o esquema do petrolão”

Delcídio Amaral, ex-líder do governo Dilma, ao Ministério Publico Federal

 

Trama do ‘fatiamento’ deixou oposição perplexa

A antiga oposição a Dilma e ao PT ainda permanece atordoada com a trama do presidente do Senado, Renan Calheiros, para “fatiar” o impeachment. Apesar dos indícios de que o “estupro coletivo” da Constituição foi uma jogada para “melar” o impeachment e torná-lo sujeito a recursos no Supremo Tribunal Federal (STF), há senadores ainda achando que Renan apenas foi “gentil” com a ex-presidente.

 

Teatro Senado

O conchavo para “fatiar” o impeachment foi selado em jantar de Renan com o PT no dia em que ele se disse “indignado” com Gleisi Hoffmann.

 

Catatonia

Senadores da antiga oposição não se perdoam: eles não perceberam o golpe do “fatiamento” sendo armado debaixo das suas barbas.

 

Caiu a ficha

Agora os senadores entendem as visitas inapropriadas do presidente do Senado, Casa Julgadora, à presidente cujos crimes julgaria dia 31.

 

Caso de amor

“Há relação de amor entre PMDB (de Renan Calheiros) e PT, um amor que não estava exposto”, diz o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES).

 

Lula agora teme ser preso a qualquer momento

Para desespero do ex-presidente Lula, será mesmo o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara de Curitiba, encarregado da Lava Jato, o responsável pelo caso do triplex no Guarujá, litoral paulista, onde foi indiciado. O ex-presidente é acusado de crimes considerados graves, por isso quis virar ministro de Dilma para ganhar foro privilegiado e escapar do juiz; apelou ao Supremo, e até às Nações Unidas. Tudo resultou inútil.

 

Crimes

Lula pode ser preso a qualquer momento. Ele pode ser condenado por corrupção, ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro.

 

Indiciado

O ex-presidente Lula, sua mulher Marisa e filhos foram indiciados pela Polícia Federal no caso do triplex e do sítio Santa Bárbara.

 

Réu

O procurador-Geral Rodrigo Janot pediu e a Justiça Federal de Brasília tornaram réu o ex-presidente Lula por tentar melar a Lava Jato.

 

Mascate brasileiro

O ministro Blairo Maggi (Agricultura), que integra a comitiva de Michel Temer à China, vai permanecer na Ásia até o dia 23, prospectando negócios para o Brasil. Temer brincou: “Sinto inveja do ministro...”.

 

Compromisso

Renan Calheiros fez o discurso mais elogiado em Shangai, no Seminário Empresarial de Alto Nível Brasil-China. Prometeu que o Congresso será parceiro do governo no esforço para recuperar o País.

 

Não tinha o que fazer

Juristas têm censurado o comportamento do presidente do Senado, Renan Calheiros, que nem sequer deveria estar à Mesa, no julgamento de Dilma. De lá, ele deu a senha para a trama do “fatiamento”.

 

Pontualidade

Para não chegar atrasado em Shangai, o presidente Michel Temer permitiu parar só para reabastecimento. Foram duas paradas. Dilma, ao contrário, sempre intercalava longo percurso com pit-stop turístico.

 

Nem um ‘ops, foi mal’

Investigado por 544 torturantes dias, o senador Edison Lobão (PMDB-MA) enfrentou humilhações, insultos, teve a casa devassada na 22ª fase da Lava Jato etc. Seu prestígio político ruiu. Há dias, o ministro Teori Zavascki arquivou o inquérito. Ninguém lhe pediu desculpas.

 

Insultos trocados

Xingado de “golpista”, o ministro Geddel Vieira Lima (Governo) reagiu com uma ofensa ainda mais grave: “petista!” O senador Cassio Cunha Lima (PSDB-PB) adorou a ideia e a adotou prontamente.

 

Contra o centrão

Aliados de Michel Temer voltam a tentar destituir o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE). Alegam que ele não conseguirá os votos para aprovar o limite de gastos públicos. O centrão já reclama.

 

Ranking negativo

Preso, o ex-prefeito de São Bento Luiz Gonzaga Barros (PCdoB-MA) já é considerado um dos prefeitos mais corruptos do país. Correligionário do governador Flávio Dino, ele é acusado de desviar R$26 milhões.

 

Pergunta na planície

Com Léo Pinheiro fora de combate, alguém se habilita a fazer uma surpresa a Dilma, reformando o apartamento dela sem prévio aviso?

PODER SEM PUDOR

Segredo inexpugnável

Revelar a idade é problema para mulheres também no Congresso, cujo regimento prevê que preside uma primeira reunião o(a) mais velho(a). Certa vez, na instalação da comissão (só de mulheres), restou a dúvida sobre quem seria a mais velha, Suely Campos (PP-RR) ou Janete Capiberibe (PSB-AP).

- Qual é a tua idade, Suely? – perguntou a senadora Patrícia Saboya.

- Acho que a Janete é mais velha que eu – desconversou Suely.

- Tenho 56 anos bem vividos, graças a Deus! – assumiu Janete.

- Então Janete preside a reunião – encerrou Suely, sem revelar a idade