Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 05/06/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Os pobres passaram a ser solução e deixaram de ser problema”
Ex-presidente Lula, jurando que seu governo valorizava os pobres... na eleição

PMDB: reunião com Dilma não pacificou bancada
Os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Alves, e o vice Michel Temer, do PMDB, trataram apenas de termas institucionais, segunda-feira à noite com a presidenta Dilma, quando ela prometeu poupar o Congresso de tantas medidas provisórias. Mas o líder do PMDB na Câmara acha que o trio deveria ter “forçado” Dilma a discutir suas relações com o partido. E a incluí-lo nesses encontros. 

Haja beliscão
Henrique Alves, um liderado de Eduardo Cunha, diz haver tentado falar com Dilma sobre o PMDB, mas foi dissuadido por Renan e Michel. 

Falta ‘estômago’
Dilma disse à cúpula do PMDB que discutir relações entre governo e o partido, mas não teria “estômago” para fazê-lo com o líder na Câmara.

Safra de pepino
José Guimarães (CE), líder do PT na Câmara, não vai a supermercado. Ele atribui as notícias da inflação ao “desespero dos oposicionistas”.

Propaganda
Após tantos tiroteios de traficantes em favelas “pacificadas”, UPPs são chamadas nas redes sociais de “Unidades de Propaganda Política”.

Jeito Dilma faz estragos no campo diplomático
Reconhecido por sua diplomacia impecável, o Brasil agora paga mico, mundo afora, pelo jeito estúpido de ser da presidenta Dilma. Foram necessários meses, por exemplo, para o Itamaraty superar o incidente provocado por sua súbita recusa de receber o lendário secretário-geral do Partido Comunista do Vietnã, Nguyen Phu Trong, um “semideus” no país, em audiência anunciada com regozijo, em Hanói, meses antes. 

Oficialmente ofendido
Dilma cancelou o encontro com Nguyen Phu Trong para conversar com Lula. O Vietnã informou ao Itamaraty que se considerava ofendido.

Esforço inútil
O Ministério das Relações Exteriores brasileiro pediu desculpas por escrito duas vezes ao governo de Hanói. Mas foi inútil.

Pedido pessoal
O incidente com o Vietnã só seria superado no final de 2012, quatro meses depois, com uma visita do chanceler Antonio Patriota ao país. 

Renúncia de autoridade
Parlamentares do Mato Grosso do Sul ficaram desapontados, ontem, quando o ministro Jose Eduardo Cardozo (Justiça) lavou as mãos, renunciando à autoridade, no caso das invasões de índios a fazendas: “Não posso fazer nada enquanto os ânimos não forem pacificados”.

Formação de quadrilha
Entre os índios invasores do Mato Grosso do Sul há de tudo, de militantes que pregam a luta armada a meliantes com ficha na polícia, e indígenas “importados” do Paraguai em busca de terras no Brasil.

Senso de humor
A presidenta Dilma solta os cachorros contra quem a contraria, dentro ou fora do governo, salvo uma exceção: os chargistas. Ela adora as caricaturas e piadas em que figura como personagem. Vai entender...

Rebeca 2014
Atual secretária de Governo e bem posicionada nas pesquisas, a deputada Rebeca Garcia (PP-AM) se prepara para disputar a sucessão de Omar Aziz (PSD), o governador campeão de votos do Amazonas.

Laranja azeda
O MST reocupou uma fazenda do grupo Cutrale, em São Paulo. O dono, José Carlos Cutrale, é amigo e financiador de campanha de Lula, que chamou de “vandalismo” a invasão em 2009.

Alemão no morro
O jornalista Philip Lichterbeck conta no jornal Der Tagesspiegel que traficantes o obrigaram a mostrar suas fotos na Rocinha, onde feriram um jovem alemão. E que os policiais da UPP ignoraram a intimidação.

Rodando a baiana
Além de coquetel na embaixada do Brasil na segunda (10), a prefeitura paulistana patrocina show da cantora baiana Daniela Mercury logo depois no Palais de Chaillot, em Paris, promovendo a candidatura de São Paulo à Expo 2020. Daniela e a prefeitura não revelam o cachê. 

Que felicidade...
O Ministério da Saúde recuou da campanha “Eu sou feliz sendo prostituta”, que esbarra na luta contra a exploração de mulheres. Ainda não pensa em campanha do tipo “Eu sou feliz no SUS”, por exemplo.

Pensando bem...
...o Brasil deve ser o único país em que vender o corpo para sobreviver é uma “felicidade”. 

PODER SEM PUDOR
Conversa indesejável

Governador da Paraíba nos anos 70 e aliado do regime militar, Ernane Satyro não era dado a amabilidades. Certa vez, num vôo para Brasília, instalou-se na primeira fila e enterrou o rosto num livro aberto, para evitar conversas indesejáveis. Um passageiro sentou-se ao seu lado.
- Eis uma ótima chance para conversar com o senhor, governador!
Satyro fechou o livro, levantou-se, olhou o homem e despachou:
- Boa oportunidade para o senhor, não para mim.
E foi procurar outro lugar.
___
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br