Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 15/09/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Agora, Lula não pode mais dizer que não sabia de nada”

Deltan Dellagnol, procurador, ao denunciar Lula como o chefão da propinocracia

 

Agora só falta prender o chefe da propinocracia

A denúncia devastadora contra o ex-presidente Lula, apresentada nesta quarta (14) pela força-tarefa da Lava Jato, provoca a pergunta que não quer calar: “Por que o ‘comandante máximo da propinocracia’ ainda não foi preso?” O meticuloso procurador Deltan Dallagnol mostrou como Lula, seu PT e cúmplices implantaram um esquema criminoso que resultou, só na Petrobrás, num roubo de R$6,2 bilhões.

 

Devolve aí, companheiro

Num primeiro momento, o MPF exige na Justiça que o ex-presidente Lula devolva R$87 milhões aos cofres públicos em apenas um caso.

 

Poder corrompido

Segundo Dallagnol, o objetivo de Lula com a ladroagem era “garantir a governabilidade”. Mas só assegurou a “governabilidade corrompida”.

 

Virou regra

Procuradores verificaram que o esquema de Lula chegou ao ponto de não ser mais necessário cobrar propina. Já havia virado regra.

 

Político 171

Lula é acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio, enriquecimento ilícito, falsidade ideológica etc.

 

PF monitora Lula por não descartar possível fuga

A Polícia Federal monitora Lula por não pode descartar a hipótese de fuga. Afinal, há possibilidade concreta de decretação de sua prisão. O ex-presidente tem dito que não “reconhece” a autoridade do juiz Sérgio Moro e insiste em ser julgado só pelo Supremo Tribunal Federal. Mas foi a fuga de Mauricio Funes, ex-presidente de El Salvador, amigo de Lula, acusado de corrupção, que ligou o “alerta” na força-tarefa.

 

À imagem e semelhança

Mauricio Funes se diz “petista”, o marqueteiro João Santana fez sua campanha e ele era casado com uma brasileira filiada ao PT.

 

Partiu ‘exílio’

Investigadores apuram contatos de Lula com governantes da América do Sul e da África que seu governo financiou fortemente.

 

Sempre os mesmos

Além do Uruguai, Lula tem relações próximas com governantes da Venezuela e Equador e outros países integrantes do “Foro São Paulo”.

 

Prisão solicitada

O procurador Deltan Dallagnol não informou se havia pedido a prisão de Lula, lembrando que o MPF jamais divulga o que pretende fazer. Mas a verdade é que a prisão de Lula foi mesmo solicitada.

 

PT pode ser extinto

A devastadora denúncia contra Lula terá efeito colateral: o Tribunal Superior Eleitoral retoma o processo da extinção do PT, cancelando seu registro por “doações” de dinheiro roubado da Petrobras.

 

Correndo para o abraço

Enquanto a força-tarefa da Lava Jato revelava detalhes da denúncia contra o “poderoso chefão”, a pergunta se recusava a calar: quando é que Lula, que para o MPF é o “chefe supremo da corrupção”, vai se juntar na cadeia a José Dirceu, o “gerente da organização criminosa”?

 

Só vê o que quer

Deputado Pedro Uczai (PT-SC) viaja na maionese, na Câmara. Ele disse que Lula, denunciado pelo Ministério Público por corrupção, é “perseguido”. Ele não vê qualquer caso envolvendo o ex-presidente.

 

Crueldade

Na Câmara, deputados ficaram estarrecidos com a morte do labrador Nego, cão sacrificado pelo ex-presidente Dilma após o impeachment. "Não estava acreditando", disse o perplexo Laércio Oliveira (SD-SE).

 

Honrosas exceções

Os senadores Reguffe (Sem partido-DF) e Eunício Oliveira (PMDB-CE) não participaram da farra de pedidos de “ressarcimento” de gastos. Esse tipo de despesa já nos custou R$ 12,18 milhões só até agosto.

 

Voltou ao normal

A Câmara retornou ao ritmo normal... de falta de trabalho. Após a cassação de Eduardo Cunha, só meia dúzia de gatos pingados apareceu para trabalhar, ontem. Mas os salários não serão cortados.

 

Recordar é eleger

Dos dez senadores do PT e de Dilma, sete são investigados ou respondem a processos. Ângela Portela (RR), Gleisi Hoffmann (PR), Humberto Costa (PE), Jorge Viana (AC), Lindbergh Farias (RJ) e Paulo Rocha (PA) são alvos de investigação no Supremo Tribunal Federal.

 

Pensando bem...

...não foi a casa que caiu; foi o tríplex.

PODER SEM PUDOR

Correndo frouxo

Então senador pelo Piauí, o folclórico Mão Santa (PMDB) acusou Lula de editor de flâmula:

- Ele tirou o “Ordem e Progresso” da bandeira do Brasil e botou “Desordem e Regresso”!

Presidindo a sessão, Tião Viana (AC), ex-líder do governo, caiu na risada, como quase todo o plenário. Mas não saiu em defesa de Lula.