Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 18/09/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Só vou chamá-lo de Zé do Cuspe”

Deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), que convocou o ator Zé de Abreu para depor na CPI da Lei Rouanet

 

Ócio de Dilma custará mais de R$1 milhão ao ano

Apesar de ter sido colocada para fora do governo pelo Congresso, a ex-presidente Dilma vai custar aos cofres públicos, por ano, até morrer, cerca de 1 milhão de reais. Ele tem direito ainda a oito funcionários, com salários mensais entre R$ 2.200,00 a R$ 11 mil. Tem direito também a dois automóveis padrão carrão e poderá trocar os veículos a cada cinco anos. Tudo por conta dos impostos dos contribuintes.

 

Lula queria mais

Decreto de Itamar Franco previa 6 servidores para cada ex-presidente, mas Lula adicionou outros dois, com os salários de R$11 mil cada.

 

Cartões incluídos

Entre saques cash e gasolina, quatro assessores dos atuais ex-presidentes gastaram R$ 32,5 mil com cartões corporativos, este ano.

 

E sem despesas

Somente em salário direto na conta, Dilma recebeu mais de R$2 milhões durante os 65 meses no cargo, até sofrer impeachment.

 

Burro na sombra

A situação da desempregada Dilma é bem melhor que a dos 12 milhões de brasileiros que seu governo legou ao País.

 

Petistas não largam briga para ocupar boquinhas

Para não causar “marola” antes do final do impeachment de Dilma e da cassação de Eduardo Cunha, o governo Temer decidiu guardar para a segunda metade de setembro mudanças mais expressivas, mas menos significativas, nos cargos de 2º e 3º escalões do governo. Mas cargos como as vice-presidências da Caixa e do Banco do Brasil ainda são disputadas a tapas por aliados de Temer. E até por alguns inimigos.

 

Orçamentos disputados

Diretorias e superintendências de órgãos como Funai, DNIT, Infraero, FNDE e Dataprev são desejadas pois têm orçamentos gigantescos.

 

Importante é grana

O DNIT, por exemplo, tem orçamento anual de mais de R$ 8 bilhões; o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, R$ 3,77 bilhões.

 

Vale lembrar

O governo tem 107 mil cargos comissionados à disposição. Até maio, mais de 10 mil deles eram ocupados por filiados do PT.

 

Porta dos fundos

Preso pelo regime militar em 19 de abril de 1980, Lula caminha – talvez a pé – para entrar na História pela porta dos fundos, com sua provável prisão, acusado de chefiar a quadrilha que roubou o País.

 

Aliados fortalecidos

Nas eleições para prefeito, os candidatos de partidos de apoio ao governo Michel Temer lideram em quinze capitais. Juntos, PSDB e PMDB lideram em sete.

 

Nada feito

A Justiça obrigou a Marinha a suspender compra de 50,6 mil macacões anti-chama da marca Sfarzo, da empresa Zigh, a R$775 cada. Sem intermediário, a Sfarzo venderia as peças por R$ 538, mais de R$12 milhões a menos, mas foi excluída do pregão por “inconformidades”.

 

Prerrogativa parlamentar

O presidente José Carlos Araújo (PSD-BA) não crê no avanço dos processos contra Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Jean Wyllys (PSOL-RJ) no Conselho de Ética. Ofender “é prerrogativa da atividade parlamentar”.

 

Um terço nordestino

Se no Supremo Tribunal Federal (STF) não há nordestinos desde a aposentadoria do sergipano Carlos Ayres Britto, no Superior Tribunal de Justiça, o segundo maior, 10 dos 33 ministros nasceram na região.

 

Deputados gastadores

O deputado Rocha (PSDB-AC) foi o que mais pediu ressarcimento de despesas, este ano: R$ 388 mil. Alberto Filho (PMDB-MA) e Domingos Neto (PSD-CE) torraram R$ 361 mil e R$ 352 mil, respectivamente.

 

Desejo obscuro

O PT tenta colar na sociedade que o governo Michel Temer pretende abafar a Operação Lava Jato. Petistas comemoram. No fundo, é o partido de Lula que deseja enterrar, e logo, a Operação.

 

Briga pelo assento

Apesar da confirmação do impeachment de Dilma, indicados do PT ainda se agarram como carrapatos às boquinhas dos cargos comissionados. O confronto com novos indicados tem sido frequente.

 

Pensando bem...

...se tudo acontecer como se prenuncia, Lula e Eduardo Cunha têm tudo para participar do “amigo oculto” em Curitiba, no fim do ano.

PODER SEM PUDOR

Presidência como meta

Em 1950, um grupo conversava na casa da escritora Maria de Lourdes Lebert, em São Paulo, quando entrou uma linda jovem, olhos de gata, sem cumprimentar ninguém. Foi interceptada por um galanteador:

- Você chega e não fala com ninguém. É só porque é bonita?

- Não o conheço – respondeu ela – Quem é você?

- Sou o futuro presidente da República...

- ...e eu sou Joana D'Arc – devolveu a moça – Já ouviu falar nela?

A jovem era a modelo Nair, que depois se casaria com o tapeceiro Genaro de Carvalho. O rapaz era o deputado estadual gaúcho João Goulart.