Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 08/10/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Não há espaço para ajuda desta dimensão para o Estado”

Ministro Henrique Meirelles (Fazenda) descartando socorro ao Estado do Rio de Janeiro

 

Grosserias de Dilma atravessaram o Atlântico

As grosserias de Dilma não se limitaram ao Brasil: no livro Eu e os Políticos, recém-lançado em Portugal, o jornalista José António Saraiva (ex-diretor do semanário Expresso, o mais importante do país) revela que o ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho a define como “mulher presunçosa, arrogante, desagradável”. Como quando decidiu visitar Lisboa em plena data nacional do país e ainda foi mal-educada com o anfitrião. E fez várias desfeitas ao então presidente Cavaco Silva.

 

Ignorância

No cargo há dois anos, Dilma foi a uma reunião de cúpula na Espanha e falou em espanhol por 10 minutos com Cavaco, sem saber quem era.

 

Estupefação

“Dilma, presidente há dois anos, não conhecia Cavaco Silva?”, indaga Passos Coelho, para quem ela demonstrava desprezo por Portugal.

 

Má-educação

Dilma fez outras grosserias, como não cumprimentar Marcelo Rebelo de Sousa por sua eleição como presidente Portugal, este ano.

 

Grossura

Para demonstrar sua irritação com a derrota de Cristina Kirchner, Dilma deu um jeito de chegar à posse Maurício Macri após a solenidade.

 

Moreira Franco vai atuar na área de comunicação

Além de definir um diplomata como porta-voz, Michel Temer promoveu importante mudança na área de comunicação, segundo um velho amigo do presidente, colocando-a sob a “orientação espiritual”, como do ministro Moreira Franco, chefe do Programa de Parceria de Investimentos. A Secretaria de Comunicação (Secom), cujo titular é Márcio Freitas, ficará apenas formalmente vinculada a Eliseu Padilha.

 

Ombro a ombro

O habilidoso secretário Márcio Freitas vai trabalhar sob a orientação de Moreira Franco e a “supervisão legal” de Padilha, chefe da Casa Civil.

 

Todo mundo dentro

Como é do seu estilo, Michel Temer colocou Moreira Franco na área de comunicação sem excluir Márcio Freiras, tampouco Eliseu Padilha.

 

Larga experiência

Ex-governador, ex-deputado e ex-ministro de vários governos, Moreira Franco é um dos mais experientes homens de confiança de Temer.

 

Que diferença

Para não ser gravado, como Dilma e Lula, o presidente Michel Temer deve usar telefones criptografados instalados pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional). Dilma nunca os usou. Acabou grampeada.

 

Perillo em baixa

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), está em baixa. Pesquisa do Instituto Paraná mostra que 60% dos goianos o reprovam. Dos 800 entrevistados, 37,1% aprovam o governo e 2,9% não opinam.

 

Paes na mesma

Paraná Pesquisas também esteve no Rio de Janeiro. O prefeito Eduardo Paes não tem o que reclamar: tem a aprovação de 45,7% dos cariocas, mas 50,6% dos 900 entrevistados o rejeitam.

 

Herança maldita

O Palácio do Planalto aposta que convencerá os aliados a votarem pela proposta que limita gastos públicos com o discurso de que o país está quebrado. É a “herança maldita de Dilma” para o Brasil.

 

Feliz da vida

A ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra anda sorrindo por aí. Acusada de tráfico de influência, ela anda esquecida na Lava Jato. Há muitos petistas na lista de prioridades da operação da Polícia Federal.

 

Endurecendo o jogo

O governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB) baixou decreto que prevê punição para o festival de greves abusivas, operações tartaruga etc no serviço público, fazendo de refém a população mais pobre.

 

Queima de combustível

Somente para ressarcir despesas de deputados federais, este ano, em combustíveis e lubrificantes, a Câmara gastou R$ 13,03 milhões até setembro. O campeão foi Lázaro Botelho (PP-TO): R$ 54 mil.

 

Pressão dos partidos

O deputado Hugo Motta (PMDB-PB) afirma que a pressão dos partidos impulsionará a votação da proposta que limita os gastos públicos. “Está muito forte a pressão. Os partidos estão fechando questão”, explica.

 

Pensando bem...

Já que se recusou a assinar a Constituição há 28 anos, o PT deveria ser coerente, deixando de usá-la para tentar fugir de responsabilidades.

PODER SEM PUDOR

Mulher fica em pé

Na reunião da Comissão de Ética da Câmara que ouviu o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), a deputada Maria do Rosário (PT-RS), que assistia a sessão em pé, no plenário lotado, não agüentou quando o deputado Sandro Mabel (PL-GO) disse que falaria em pé porque é homem. Ela comentou:

- Isso não quer dizer nada. Eu sou muito mulher e estou aqui de pé há mais de duas horas!