Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 09/10/2016
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Se houver alguma menção, o próprio ministro pedirá para sair”

Presidente Michel Temer explica o que acontece se algum ministro for citado na Lava Jato

 

Lava Jato suspeita de contrato ligado a Zé Dirceu

Ex-consultor de negócios do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o  operador Júlio César Oliveira Silva, conhecido como “Júlio do Zé Dirceu”, tem muito o que explicar aos investigadores da Lava Jato. Na 34ª fase, batizada de Arquivo X, a Polícia Federal apreendeu na empresa dele, a Right Technology, localizada na QI 11 do Lago Sul, em Brasília, um contrato fraudulento com empresa da Espanha.

 

Zero serviços

O contrato de R$ 3 milhões era para prestar serviços de segurança em informação, na Espanha. Mas para a PF, o trabalho jamais foi realizado

 

É só de fachada

Intriga a PF que a empresa do operador de José Dirceu é pequena, com apenas três funcionários e nenhum deles especialista no ramo.

 

Parcerias certas

Representante de empresa de informática, “Júlio do Zé Dirceu” se aproximou de petistas influentes fechando contratos com o governo.

 

Negócios em geral S/A

Sem receber R$160 milhões devidos pela União, o governo de Mato Grosso apelou em junho de 2011 aos “serviços” de Júlio do Zé Dirceu.

 

Economistas preveem inflação dentro da meta

Nem Banco Central e nem o Ministério da Fazenda comentam, mas a possibilidade de 2016 fechar com a inflação dentro da meta de 6,5% já é considerada plausível por analistas de mercado e economistas. Antes da divulgação pelo IBGE da inflação de 0,08% para setembro, menor para o mês em quase duas décadas, o BC disponibilizou relatório sobre o IPCA com parte do “leque de inflação” abaixo de 6,5% em dezembro.

 

Confiança

Professor de MBA no Ibmec (Relações Institucionais), Fidélis Fantin crê no IPCA na meta em 2016. “A queda tem sido muito acentuada”, disse.

 

2017 no azul

Para o ano que vem, o BC prevê inflação entre 4,2% e 4,6%. A taxa é menor que todos os anos do governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

 

Mudança de postura

“O Brasil vive uma crise e a inflação só se manteve alta em decorrência de gastos irresponsáveis do governo anterior”, explicou Fidélis.

 

Próxima parada

Chamou atenção no Recife o abatimento de Lula. Pessoas próximas ao ex-presidente citam problemas de saúde e/ou depressão. Ou a expectativa de encarar o juiz Sérgio Moro a qualquer momento.

 

Menina má

O Itamaraty se esquiva da revelação de diplomatas sobre uma nora de Lula que tungava toalhas e lençóis de hotéis luxuosas. Chefiado por um tucano, o Ministério das Relações Exteriores tem apreço pelo muro.

 

Com dinheiro alheio

Em 1994, primeiro ano completo do Fundo Partidário, o PT recebeu 7% do fundo. À época equivalia a R$51 mil. Só este ano, até setembro, o partido de Lula e Dilma arrancou R$ 73,5 milhões do contribuinte.

 

Fim dos boquirrotos

A Polícia Federal se preocupa após o suposto vazamento das ações da Lava Jato contra os ex-ministros Guido Mantega e Antonio Palocci. A suspeita surgiu porque eles pareciam preparados para receber a PF.

  

Promessas e mais promessas

O governador Robinson Farias enfrenta desgaste no Rio Grande do Norte, com salários de servidores atrasados e falta de segurança. Na campanha, ele dizia que seria “o melhor governador na segurança”.

 

Governo frágil

O deputado Delegado Waldir (PR-GO) acredita que o governo federal não aprovará a proposta que limita os gastos públicos. “O governo está frágil. Pode ter quórum para votar, mas não para aprovar”, acredita.

 

 

Esquerda reduzida

O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) lamenta a derrota da esquerda nas eleições municipais. Ele acredita na fantasia de que o crescimento da “direita” vai resultar em “perda de direitos” dos trabalhadores.

 

Creche em shopping

O TRT da 15ª Região condenou o Shopping Iguatemi Campinas a instalar creche para que guarde, sob vigilância e assistência, filhos no período de amamentação até que completem dois anos de idade. 

 

Pensando bem...

...está ótimo assim, sem Dilma e sem Dunga.

PODER SEM PUDOR

Mala sequestrada

Em visita ao interior de Minas, o governador Milton Campos iria pernoitar em Bocaiúva, e os líderes políticos locais começaram a brigar para hospedá-lo – sinal definitivo de prestígio. Campos era da UDN, por isso o normal seria abrigar-se em casa de um udenista, mas ninguém contava com a esperteza do deputado José Maria Alkimin (PSD), amigo do governador:

- Você não dorme mais de pijamas? Não gosta de roupa limpa pela manhã?

- É claro que eu gosto – estranhou Campos – Por que essas perguntas?

- Porque sua mala já está lá em casa...