Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 08/06/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O quadro brasileiro, se não é positivo, nos entusiasma”
Antonio Anastasia (PSDB), governador de Minas, e o sistema aeroportuário nacional

Lula tem visitado médium famoso de Abadiânia 
O ex-presidente Lula tem se consultado com o médium João Teixeira de Faria, o “João de Deus”, da Casa Dom Inácio de Loyola, que atrai enfermos de todo o mundo a Abadiânia (GO), a 78km de Brasília, em busca de suas cirurgias espirituais. Lula esteve com o famoso médium há três semanas, mas não há informações sobre a natureza da visita. O ex-presidente é esperado novamente nos próximos dias. 

Em domicílio
Quando se submeteu a cirurgia para tratamento de câncer, Lula recebeu João de Deus no Hospital Sírio Libanês.

Agradecimento
Amigos de Lula acham que ele tem ido a Abadiânia apenas para agradecer o empenho do médium na sua recuperação. 

Celebridade
Após entrevistá-lo há um ano, a famosa apresentadora da TV Oprah Winfrey, dos EUA, disse ter ficado “maravilhada” com João de Deus.

No exterior
O médium de Abadiânia atende em outros estados e no exterior. Entre 19 e 21 de julho, ele atuará em Basel, na Suíça.

Vannuchi e recurso mensaleiro a caminho da OEA 
Eleito para a Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), o ex-ministro Paulo Vannuchi já pode contar com um “pepino” pela frente: o possível recurso do dono do Partido da República (PR), Valdemar Costa Neto (SP), mensaleiro condenado no Supremo Tribunal Federal. Ele ameaça com um recurso alegando “cerceamento de defesa” no julgamento do mensalão. 

Expertise
Integrante da ala esquerdopata do primeiro governo Lula, Paulo Vannuchi foi secretário de Direitos Humanos.

Interlocução
A deputada Fátima Bezerra (PT-RN) ajudou na negociação entre prefeitura de Natal e professores para encerrar a greve da categoria.   

Roleta
A Petrobras sairá do Peru para fazer caixa, investindo mais na produção de petróleo no Brasil. É o tal medo de morrer de véspera.

Vida nova
A França indicou o novo embaixador no Brasil, Denis Pietton. A mulher dele estava entre os 90 mortos num acidente aéreo da Ethiopian Airlines, em 2010 no Mediterrâneo, quando era embaixador no Líbano. 

As voltas do mundo
Foragido da Interpol há três anos por tráfico de órgãos entre África do Sul, Israel e Pernambuco, o israelense Gedalya Tauber, 77, foi preso no aeroporto de Roma. Pagava US$10 mil a pobres de Recife, onde morava, diz a France Presse. Israel quer condená-lo à prisão perpétua.

A ponte que partiu
Lula se vangloriou do “pito” em Dilma sobre o atraso na ponte entre Brasil e Guiana Francesa. A coluna avisou em 2011 que faltava acesso do lado brasileiro. Franceses atravessam de barco e jet-ski alugados.

Pequeno notável
Até o minúsculo Vietnã festeja o salto de sua balança comercial com o Brasil, que aumentou 48,5% com exportações de pescado, sapatos, celulares, telefones e tecidos, superando a antes imbatível China.

Rebelião 
O deputado João Arruda (PMDB-PR) critica que o único foco do PMDB é fazer o vice-presidente da República: “O projeto pessoal se sobrepõe ao coletivo. Assim, não elegeremos nem um terço da bancada federal”.

Briga interna
Apesar de o vice Eduardo Pinho ser do PMDB, o governador catarinense Raimundo Colombo (PSD) terá trabalho para impedir a candidatura de Mauro Mariani (PMDB) ao governo estadual, em 2014. 

Cenário difícil
Com poucas opções na Bahia, PSDB cogita lançar ao governo, em 2014, o empresário João Gualberto, ex-prefeito de Mata de São João. O deputado Antônio Imbassahy já informou que está fora do pleito. 

Pela transparência
Abarrotada de pedidos de informação sobre o uso da cota parlamentar, a primeira-secretaria da Câmara vai capacitar os gabinetes a cadastrar as notas fiscais dos deputados. Em onze meses, dos 27,9 mil pedidos de informação, 7 mil foram sobre o chamado “cotão”.

Fala que eu te escuto
O presidente Obama, dos EUA, garante que “ninguém ouve os telefonemas” que o governo grampeou. Dilma diz que só ouve Lula. 

PODER SEM PUDOR
Palavra de sequestrador

Aspone para assuntos internacionais aleatórios do então presidente Lula, Marco Aurélio Garcia certa vez foi convidado a explicar, na Comissão de Relações Exteriores da Câmara, por que o governo não considerava os terroristas os narcoguerrilheiros das Farc. O tucano Luiz Carlos Hauly (PR) provocou: “são bandidos, seqüestradores e traficantes”. O deputado Fernando Gabeira (RJ) pediu um aparte:
- Preciso ouvir o convidado sobre isso, mas se ele disser que não fala com seqüestrador, tenho que ir embora.
Todos caíram na gargalhada: é que Gabeira participou do grupo que seqüestrou o embaixador americano, nos anos 60, na ditadura.
___
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br