Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 09/06/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Estamos à beira de um colapso”
Presidente da Fecomercio-PI, Valdeci Cavalcante, sobre os altos índices de inflação

Aécio aproveita racha no PMDB para buscar apoio
Virtual candidato do PSDB à Presidência, o senador Aécio Neves (MG) tem procurado grupo dissidente do PMDB no Senado para tentar costurar aliança para 2014. Durante as conversas, ele engrossa o coro dos descontentes, acusando o governo Dilma de “maltratar” aliados e garante que – com a candidatura de Marina Silva e Eduardo Campos (PSB) – a oposição tem 80% de chance de ir a segundo turno.  

Oportunidade
Aécio também tem procurado lideranças do PMDB dos doze Estados contrários à reedição da aliança com o PT em 2014.

Aécio, não
A bancada do PMDB-RS, que apoiou o tucano José Serra em 2010, garante que não há menor chance se aliar a Aécio Neves.  

À luta
Com o PT-CE negando-lhe apoio para governador, o líder do PMDB, Eunício Oliveira, é uma bomba-relógio contra o governo, no Senado.

Pensando bem...
... o diabo parece que está gostando do que Dilma prometeu fazer com ele “quando é hora de eleição”. 

Ministro indispõe bancada do PMDB com Temer
Alvo de críticas no PMDB, o ministro Antônio Andrade (Agricultura) agora comprou briga com o vice-presidente Michel Temer, por quem foi indicado à pasta, em articulação com ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento). Andrade tem se negado a nomear cargos prometidos à bancada alegando que as diretorias são ocupadas por indicações de Temer desde a gestão do ex-ministro Wagner Rossi. 

Jogo do empurra
Procurado por peemedebistas, o vice Michel Temer foi peremptório ao declarar que não tem mantido qualquer cargo na Agricultura. 

Do alto do Olimpo
A bancada do PMDB reclama que, além de não emplacar indicações, sequer consegue audiências com o ministro Antônio Andrade. 

Na cozinha com Dilma
A Presidência da República vai gastar nas cozinhas até R$74,2 mil com freezer, fornos, 9 batedeiras, 9 liquidificadores e, epa!, faca elétrica.

Sai de baixo
Dilma recebeu em primeira mão a informação da queda de 4 a 8 pontos percentuais na aprovação do seu desempenho, dependendo da classe social, e o motivo é o retorno da inflação. Madame ficou nervosíssima.

Viva México
Longo artigo do chanceler Antônio Patriota, na rede internacional do Project Syndicate, faz parecer que o Brasil abdicou de um acalentado projeto: defendeu assento permanente no conselho de segurança da ONU... “para a América Latina e África”. Os mexicanos adoraram.

Não sou de ninguém
Com receio de perder a ampla aliança na disputa pela reeleição em 2014, o governador Renato Casagrande (PSB-ES) tem dito aos quatro cantos que não dará palanque à Dilma, nem a Eduardo Campos (PSB).

É o destino
Aspirante ao Planalto em 2014, Aécio Neves (PSDB-MG) apelou às afinidades em reunião com Paulo Hartung (PMDB-ES) essa semana. Lembrou que foram deputados e governadores no mesmo período. 

Medo de rasteira
Presidente da Fiesp, Paulo Skaf quer reunião com executiva do PMDB esta semana para tratar de sua candidatura ao governo de São Paulo. Alvo de denúncias recentes, Gabriel Chalita não se vê fora do jogo.

Produtor é quem sofre
O deputado Fábio Trad (PMDB-MS) critica a demarcação de terras de índios: “O governo tem mais de 30 mil hectares de terras confiscadas de traficantes de drogas. Por que não assenta os índios nelas?”.

Ciência sem fronteiras
O vice-presidente Michel Temer, que fez a primeira viagem oficial de um dirigente brasileiro à Hungria, acertou o oferecimento de 449 bolsas de estudos para brasileiros, em 14 universidades do país.

Dança das cadeiras
O PMDB da Câmara e Senado está de olho na mudança de cargos nos principais órgãos do Nordeste: Codefasf, Sudene, Banco do Nordeste do Brasil e Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS). 

Pensando bem...
... com escândalos torrando dinheiro público desde a era Palocci, a Caixa não é Econômica faz tempo. 

PODER SEM PUDOR
Pleonasmo nos olhos

Político tão esperto quanto simplório, Benedito Valadares era governador de Minas quando encontrou na ante-sala de Getúlio Vargas o ministro da Educação, Gustavo Capanema, que estranhou seus óculos escuros.
- É uma conjuntivite nos olhos – explicou Valadares.
- Benedito, isso é um pleonasmo! – reagiu o ministro, professoral.
Valadares ignorou a observação e entrou para falar com Vargas. O presidente também estranhou os óculos escuros. Ele reagiu:
- Presidente, o médico lá em Minas disse que era uma conjuntivite nos olhos, mas o Capanema, que quer ser mais sabido que os médicos, me disse que é um pleonasmo!...
___
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br