Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 06/03/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O nosso governo é de equilibristas e não de estadistas”
Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) ao comentar a economia e o ‘pibinho’ de 2012

Desemprego no País sob suspeita de manipulação
Empresários e economistas suspeitam de manipulação dos índices de desemprego no Brasil, sempre positivos como na Argentina de Cristina Kirchner. Dão sentido à suspeita o “pibinho” vexatório, a queda de investimentos estrangeiros e nacionais, infraestrutura que não decola, indústria em baixa e inflação em alta. Talvez seja um novo “milagre brasileiro”, como o da ditadura – que depois se comprovaria falso.

Conta não fecha
Segundo o IBGE, com “pibinho” de 0,9% e fuga de investidores, em 2012 o desemprego oficial foi de 4,6%, um dos menores de sempre.

O que é ruim...
Rei do assistencialismo, Lula se irritou com uma pesquisa mostrando que há mais obesos que esfomeados no Brasil. E enquadrou o IBGE.

...IBGE esconde?
Desde o governo Lula, o IBGE é obrigado a submeter suas pesquisas ao Ministério do Planejamento, antes de divulgá-las. Muito suspeito. 

Cof, cof
Dilma garantiu que a crise financeira internacional não “gerou pneumonia” no Brasil. Vai ver nosso termômetro veio da China...

‘Dilminha paz e amor’ consola Roseana após gafe 
Em ritmo de campanha pela reeleição em 2014, a presidenta Dilma surpreendeu políticos ao adotar estilo mais “afável” durante convenção do PMDB. Segundo aliados, Dilma consolou a governadora Roseana Sarney (Maranhão), que literalmente chorou após ter sido esquecida pela presidenta em seus agradecimentos. Depois do discurso, Dilma pediu a Roseana para “não ficar chateada e tocar a bola para frente”.

Contornado
Dilma foi alertada pelos assessores de que havia esquecido de Roseana Sarney e dedicou espaço especial a ela, no fim do discurso. 

Má ideia
A causa é louvável, mas o nome é de matar: a sigla do Movimento de Reintegração dos Portadores de Hanseníase é “Morhan”.
 
Tobogã
Bancado pelo BNDES, Eike Batista caiu do 7º para o 100º lugar dos “mais ricos do mundo” na Forbes. Somos agora os ricos mais pobres. 

Bobo da Corte
Com mais da metade da população endividada, o ministro Guido Mantega (Fazenda) sacou o manual do otimismo, dizendo que “a crise não bateu na porta da família brasileira”. De fato: entrou sem bater.

Amarelou
Bastou Brizola Neto dar uma demonstração de força, topando enfrentar a disputa pelo comando do PDT, para o atual presidente, Carlos Lupi, amarelar. Ele logo aceitou discutir uma “chapa de consenso”.

Casa de enforcado
Sem medo de ser infeliz com a censura, a Federação Nacional dos Jornalistas, controlada pelo PT, exige já o tal “controle social da mídia”. Acha que tanto Dilma quanto Lula agem “timidamente” desde 2009. 

Embromadores
A Agência Nacional de Aviação Civil multou a empresa que assumiu há dias a gestão do aeroporto de Brasília, em razão do apagão resultante da má gestão da estatal Infraero. Falta multar a própria Anac por não  haver checado o sistema de energia do aeroporto da capital do Brasil.

Urgência
O deputado Luiz Pitiman (PMDB-DF) quer urgência na tramitação dos projetos que criam cargos e aumentam salário de militares e da Polícia Civil no DF. No resto do país, as gratificações foram pagas em janeiro. 

Passou bem
No Rio, sexta (1º), Dilma jantou na casa de Sérgio Fadel, colecionador de arte, advogado competente que ganhou causas milionárias contra a União. É sogro do filho do ministro Edison Lobão (Minas e Energia) e pai do presidente da Brasilprev, subsidiária do Banco do Brasil.

Irresponsáveis
Em Ipanema, um buraco se abriu na calçada e engoliu um carro que saía da garagem. No Leblon, um incêndio matou o desembargador Ricardo Areosa e a mulher Cristiane, porque os bombeiros demoraram e faltava água nos hidrantes. Imaginem nos bairros pobres do Rio...

Caiu fora
O senador tucano Flexa Ribeiro (PA) desistiu do passeio à Suíça que seria iniciado ontem, a titulo de “missão oficial”. Viagens internacionais estão entre as inutilidades mais ambicionadas por parlamentares.

Pensando bem…
…Fidel Castro está aliviado: ex-morto-vivo de Cuba, foi sucedido por Hugo Chávez, o morto mais vivo da Venezuela.

PODER SEM PUDOR
Bornal, eleitor decisivo

Eleito para o governo de Minas, em 1946, Milton Campos enfrentou um quadro muito comum a governadores recém-eleitos: sua maioria na Assembléia Legislativa era precária: um voto. Repórter iniciante, José Aparecido de Oliveira perguntou ao governista Virgílio de Melo Franco:
- Como vai ser a eleição para presidente da Assembléia?
Melo Franco respirou fundo e ensinou:
- Meu filho, essa gente não resiste ao cheiro do bornal...
Abrindo ou não o bornal, o governo ganhou a disputa. Por um voto.

Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br