Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 10/07/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Não estou fazendo nenhuma estripulia, nenhuma novidade”
Sergio Cabral, governador do Rio, sobre o uso abusivo do helicóptero do Estado

DF: PF ajudou central de espionagem dos EUA
A ordem do ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) para a Polícia Federal investigar a espionagem eletrônica de brasileiros pela Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) esbarra num problema “técnico”: a estreita e oficial colaboração dos serviços de inteligência brasileiros com a CIA, o serviço secreto, e o FBI (a PF americana) em operações de investigação, busca e captura contra o narcotráfico.

Endereço certo
Funcionava no Setor Policial, em Brasília, a central de monitoramento binacional da COIE, a Coordenação de Operações de Inteligência. 

Piada de português
Criada no governo FHC, a COIE esteve no centro de escândalos revelados pelo português Carlos Costa, ex-agente do FBI na capital. 

Homens da mala
Costa detalhou à época os “convênios” da PF com a CIA envolvendo doleiros, dinheiro cash do governo dos EUA em malas.

Mister X
O ex-espião Carlos Costa depôs no Congresso em Brasília e sempre mostrou que conhecia mais as atividades do governo que o governo. 

Espionado, Brasil decide comprar seu satélite
A revelação de espionagem dos EUA nos satélites geoestacionários alugados pelo Brasil deve acelerar a compra de equipamento próprio. A presidenta Dilma quer lançar já no próximo ano o satélite brasileiro para trafegar dados do governo, de militares e de civis, bem como aumentar a abrangência do Programa Nacional da Banda Larga. Orçado em R$ 720 milhões, o projeto é parceria entre o governo e a empresa Visiona. 

Big brother
O Brasil possui hoje só um satélite, que foi privatizado. Os outros são alugados dos EUA, que teriam espionado milhões de e-mails e ligações

Pré-selecionadas
Segundo Ministério das Comunicações, a Space Systems/Loral, Thales Alenia Space e Mitsubishi participam da licitação para fornecer satélite.

Não é pelo selo
Uma carta registrada do Rio aos EUA no dia 11 de junho, ainda não chegou. Com menos de 10 gramas, o envio da “joia” custou R$ 12. 

Aceitam-se caronas?
O presidente da Câmara, Henrique Alves, mandou alugar dois carrões 4×4, um deles blindado, para servi-lo no seu Estado. Segundo o portal diariodopoder.com.br, que revelou o caso, o aluguel custará R$ 222 mil. Se comprado, o blindado custaria R$205 mil e o outro R$169 mil. 

Mão de vaca
Paulo Paim (PT-RS) certamente não precisava pedir ressarcimento ao Senado de uma sua conta de energia no valor de R$ 0,46 , como o fez em 1º de março de 2012. O contribuinte otário pagou também essa.

Fogo amigo
Aliados do líder do governo, Eduardo Braga (PMDB-AM), atribuem as notícias de que ele será destituído a Romero Jucá (PMDB-RR), seu antecessor no cargo durante a gestão FHC, Lula e início da de Dilma. 

Solucionática
Faz sucesso o Twitter a sacada genial do novelista Aguinaldo Silva sobre o polêmico protesto nas estradas que parou o País, dias atrás: “Sabem do que os caminhoneiros precisam? De mais ferrovias...”

É pau, é pedra
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), comprou para a PM, por R$ 6 milhões, 750 fuzis 7.62 “atravessam” dez pessoas. O comandante do Bope está na fábrica, nos Estados Unidos.

Sem interlocutor
O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) critica o fato de o PMDB ter dois presidentes – Michel Temer, licenciado, e Valdir Raupp, interino –, o que “dificulta a interlocução”: “Mais vale um pássaro na mão...”, diz.  

Fila do SUS
Além de ataques de manifestantes, o ministro Aldo Rebelo (Esportes) agora virou alvo de críticas no PMDB. Deputados reclamam que há três meses tentam uma audiência com o ministro, sem qualquer resultado. 

Pode isso, Arnaldo? 
Candidato ao governo do DF em 2014, Joaquim Roriz diz que a Lei da Ficha Limpa não o alcança porque nunca foi condenado por colegiado e a lei, anterior à sua renúncia, não retroage para prejudicá-lo. 

Made in China
Provérbio revisado: errar uma vez é humano, duas é distração, três é dilmice.

PODER SEM PUDOR
Tancredo e as namoradas

Em agosto de 1983, Tancredo Neves promovia reuniões secretas para articular sua vitória no Colégio Eleitoral, e precisava driblar os jornalistas: com Ulysses Guimarães, marcou encontro com dois governadores na casa de um amigo no Lago Sul, em Brasília. Passou pelos repórteres apressado:
- Ulysses e eu arranjamos umas namoradas e vamos encontrá-las.
- É mesmo? Aonde é o encontro? – perguntou uma repórter, sorrindo.
- Na QL 8 do Lago Sul.
Ninguém acreditou, mas também não seguiu a dupla. Que se dirigiu tranquilamente para a reunião com os governadores. Na QL 8 do Lago Sul.
__
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br