Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 16/07/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O PT não deve medir o PSDB por sua régua”
Duarte Nogueira (PSDB), sobre afirmações de que São Paulo vive seu pior momento

PSDB acusa Dilma de calote na saúde e educação
A presidenta Dilma Rousseff está ganhando fama de caloteira no Congresso Nacional: cerca de R$ 20 bilhões anunciados pelo governo para educação e saúde até hoje não saíram do papel. Segundo levantamento feito pela liderança do PSDB, R$ 10,3 bilhões destinados à educação seguem perdidos no limbo dos chamados restos a pagar. Na saúde, a dívida gira em torno dos R$ 9,7 bilhões. 

Fala, não faz
De acordo com o Tribunal de Contas da União, 73% dos investimentos anunciados na saúde e 55% na educação nunca saíram do papel.  

Fora do ar
É típico do “cara”: sem dar as caras na imprensa, mas encarando Dilma em conselhos de bastidores, Lula inventou a “presidência em off”.  

Rei da África
Além do perdão da dívida de US$ 352,6 milhões, o Congo, na África, ganhou 524 toneladas de arroz do Brasil, avaliadas em US$ 250 mil. 

Apagão
Recomeçou a temporada de greve emendando com férias nas estatais: Eletrobras e Furnas, por tempo indeterminado.  Caixa e BB ameaçam. 

Senado esbanja: cotão já ultrapassa R$ 53 milhões
Em tempos de vacas magras para brasileiros ‘normais’, a crise econômica parece ter passado longe do Senado. Desde que tomaram posse em 2011, senadores já torraram mais de R$ 53,2 milhões em cotas para exercício da atividade parlamentar, o famoso ‘cotão’. Segundo dados do Portal da Transparência, só em divulgação do mandato e consultorias, os gastos ultrapassam os R$ 13,3 milhões. 

Voando alto
As passagens aéreas ocupam o segundo lugar no ranking dos principais gastos dos senadores: beiram os R$13 milhões.  

Mamma mia!
Fora apartamentos e auxílio moradia, os parlamentares também utilizaram R$ 9,5 milhões no aluguel de imóveis para escritórios. 

Pensando bem...
... operadoras de telefonia e TV a cabo já tem uma desculpa pelos maus serviços: é culpa da CIA. 

Empurra que pega
A Infraero quebra a cabeça com a cessão de empregados para outros órgãos públicos: cerca de 1,8 mil dos 2,9 mil de aeroportos privatizados se inscreveram, “número alarmante” para a estatal, que entregou o rolo ao Ministério do Planejamento para continuar pagando os salários. 

Expertise
Acredite se quiser: o nanoministro Celso Amorim (Defesa) é um dos palestrantes da conferência sobre política externa na Universidade Federal do ABC, em São Bernardo (SP). Falará de cães farejadores?.

Na Morales
Repercutiu na imprensa da Bolívia o recente vexame revelado domingo (14) no www.diariodopoder.com.br, com o ministro Amorim em La Paz, quando seu avião foi revistado em busca de um senador boliviano.

Mãos à obra
Dilma entrega chaves de tratores hoje em Ponta Grossa de olho nas pesquisas e no ninho tucano, onde está feia a coisa para ela e para a ministra Gleisi Hoffman (Casa Civil), candidata ao governo do Paraná.  

Em cima do muro
O Planalto teme traição do PCdoB na votação do projeto que destina royalties do petróleo para educação e saúde. A líder Manoela D‘Ávila (RS) já votou contra e a favor do relator, André Figueiredo (PDT-CE). 

Contra prescrição
Relator do projeto que torna corrupção crime hediondo, Fábio Trad (PMDB-MS) incluiu dispositivo para priorizar e acelerar o trâmite de processos de colarinho branco: “O que gera impunidade é prescrição”. 

Puxou orelha
Presidente da Federação das Indústrias de MG, Olavo Machado Júnior desceu a lenha ontem (15) na Petrobras, durante ato com a presença do ministro Antonio Andrade (Agricultura). Ele acusa a estatal de inviabilizar projeto milionário para a produção de amônia em Uberaba.  

Às moscas
As reformas nas salas do prédio da Receita Federal promoveram férias coletivas. Ontem (15), os assessores de comunicação abandonaram as atividades antes do fim do expediente “por falta de computadores”. 

Pergunta ao telefone
Você ficaria de olho no vizinho se ele fosse amigo do seu inimigo? 



PODER SEM PUDOR
Vale o quanto mede

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), há alguns anos, motivava muitas piadas em Brasília quanto a sua arrogância, à semelhança do avô ilustre. Em conversa para a qual pediu reserva, certa vez um famoso pefelista catarinense observou:
- O garoto tem alma de argentino...
O repórter não entendeu e o parlamentar complementou a ironia:
- ...ele não vale nem metade do que acha que vale.

__
        Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 
www.claudiohumberto.com.br