Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 27/08/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Molina corria o risco de vida. Foi um ato de solidariedade”
Senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) sobre o resgate do senador asilado em La Paz

Patriota fez do asilo de Molina uma prisão política 
O ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) interrompeu só uma vez sua atitude omissa e acovardada, durante os 452 dias de asilo do senador Roger Pinto Molina. Ainda assim, para atormentar a vítima, em nome do “bolivarianismo”. Ele foi a La Paz tornar o asilo do perseguido do regime de Evo Morales uma “prisão política”, ordenando restrições a banho de sol, proibindo visitas e segregando-o a cubículo sem janela.

Que vergonha
Segundo diplomatas, a estratégia de Patriota, para bajular o regime de Evo Morales, era vencer Molina pelo cansaço e fazê-lo se entregar.

Cruel covardia
A ordem cruel do gabinete de Patriota para tomar celular e computador de Molina jamais foi confirmada por escrito, como exigiram diplomatas.

Insistência 
Além das visitas pessoais ao Itamaraty, o diplomata Eduardo Sabóia enviou vários telegramas a Patriota pedindo a solução do caso Molina.

Bons profissionais
Como o pai, embaixador Gilberto Sabóia, o diplomata Eduardo Sabóia deixa admiradores por onde passa. Washington foi seu posto anterior.

Covardia e submissão marcam política externa
O chanceler Antonio Patriota não recusa chance de mostrar como a política externa é feita à sua imagem e semelhança: cabisbaixa e submissa diante da arrogância da Venezuela e das desfeitas da Argentina e do regime de Evo Morales. Em março, por exemplo, Evo criou um pretexto para inviabilizar o salvo-conduto ao senador Roger Molina, vetando na mesa de negociações o embaixador, Marcel Biato. Em vez de prestigiar o colega diplomata, Patriota cedeu ao cocaleiro.

Processo nele
O presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha, foi direto ao ponto: Patriota deveria ser processado por omissão, no caso do senador asilado.

‘Compañeros’
Além da simpatia do povo e da baixa qualidade da Saúde, brasileiros e cubanos dividem o desejo irrefreável de fazer compras em Miami.

Cenários distintos
Pesquisa no Rio Grande do Norte revela que 55,76% aprovam Dilma, enquanto 83,35% desaprovam a governadora Rosalba Ciarlini (DEM). 

Segura a língua
Aspirante a disputar a Presidência, o senador Aécio Neves (MG) foi orientado a “segurar a língua” para não inflamar o desafeto José Serra (SP), que pediu prévias no PSDB para definir o candidato em 2014. 

O futuro é ontem
O esdrúxulo esquema de contratação de médicos cubanos lembra os “escravos de ganho” no Brasil Colônia: os pequenos faz-tudo davam parte do que ganhavam ao “dono”, mas compravam a futura liberdade. 

Cana dura
Escapou da morte, mas pegará perpétua o brasileiro José Oliveira Coutinho, 38, que matou por vingança o casal brasileiro Sczepanik com o filho de 7 anos em Omaha (EUA), em 2009. Lançou os corpos no rio. 

Está em outra
Em plena articulação para criar o Partido Solidariedade, o deputado Paulo Pereira (PDT-SP), presidente da Força Sindical, não colocou os pés no 5° Congresso Nacional do PDT, no último fim de semana. 

Vem novidade aí
Relatora da CPI da Violência contra Mulher, Ana Rita (PT-ES) recebeu telefonema entusiasmado da ministra Eleonora Menicucci (SPM) sobre entrega do relatório final a presidenta Dilma, no Senado. A expectativa é de anúncio de verba ou de nova política para as mulheres. 

Isolado
Sem espaço na base aliada de Dilma, o ministro Fernando Bezerra (Integração) agora tenta reconquistar a confiança do governador Eduardo Campos (PSB-PE), a quem ameaçou trair para se aliar ao PT. 

Desde a ditadura
Presidente do PPS, Roberto Freire critica a regra que obriga políticos a estarem filiados a partido, durante no mínimo um ano, para disputar as eleições: “Isso foi criado na ditadura, quando governo controlava tudo”.

Na moita
O PSB já avisou ao senador Pedro Taques (PDT-MT) que está de braços abertos caso ele não consiga negociar espaço no PDT para sair candidato ao governo de Mato Grosso em 2014. 

Pensando bem...
...o senador Roger Pinto agora é o Battisti de Evo Morales.


 

PODER SEM PUDOR

O pulo do gato
Jânio Quadros passeava com d. Eloá nos jardins do Palácio Alvorada quando um gato passou à sua frente, levando-o a saltar para trás.
- Eloá, você viu o pulo do gato? – gabou-se o presidente.
- Jânio, o gato não pulou, ele passou por nós – desdenhou d. Eloá.
- Saltar para trás é o pulo do gato – retorquiu Jânio, sem relaxar – parecido com os deputados e senadores, amigos do poder. Só faltou uma miadinha...