Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 12/09/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Uma revisão criminal simulada”
Ministro Luiz Fux (STF) definindo a admissão de embargos infringentes

Amigos pedem que Joaquim abandone o STF
A expressão “está tudo dominado” tem sido muito utilizada por amigos e interlocutores do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, para recomendar, inclusive em mensagens para seu celular, que abandone a Corte em protesto contra os rumos do julgamento do mensalão, com tendência para rever sentenças e livrar da cadeia 11 réus na ação, entre os quais o ex-ministro José Dirceu.

Que quadrilha?
Condenado por “chefiar a quadrilha do mensalão”, José Dirceu pode se livrar da pena por formação de quadrilha, e escapar do regime fechado.

Reviravolta
Observadores experientes do comportamento dos ministros do STF acham que o  mais provável é que o placar pró-mensaleiros será 6x5.

Atirando na TV
Amigos querem que Joaquim faça mais do que Adauto Lúcio Cardoso em 1971, e explique, em rede de TV, por que não ficaria no STF.

Precedente
Após ver julgada constitucional a lei de censura do ditador Médici, Adauto Lúcio Cardoso despiu-se da capa de ministro e saiu do STF.

Espião Obama a Dilma: ‘custo-benefício foi ruim’
Alvo da espionagem americana, a presidenta Dilma Rousseff confidenciou a ministros detalhes da “desaforada” conversa que teve com o presidente Barack Obama em São Petersburgo, na Rússia. No encontro reservado, Obama reconheceu a bisbilhotice contra brasileiros e que a prática é (e sempre foi) “comum” entre países. Mas admitiu: “O custo-benefício para nós foi péssimo, dada proporção que tomou”.

Cara-de-pau
Dilma, que esperava ouvir um pedido de desculpas de Obama, contou a ministros que ficou embasbacada com a “cara-de-pau” do americano. 

Pergunta secreta
Quando será criada a NSN, Agência Não Sei de Nada, para combater a espionagem americana da NSA?

Bateu, levou
Do presidente do PMDB-PR, Orlando Pessuti, sobre Roberto Requião: “Tirou minha candidatura. Quem com ferro fere, com ferro será ferido”.  

Lobby do Olimpo
Advogados que militam em tribunais superiores afirmam que Lula “operou” fortemente no STF, junto a ministros nomeados por ele e por Dilma, pela admissão dos embargos infringentes, para rever o caso.

Fazenda dos bichos
Na defesa de seu voto a favor dos embargos infringentes que permitem novo julgamento dos mensaleiros, o ministro Teori Zavascki falou até em “quadrúpedes”. Ele não se referia ao respeitável público.

Voz da experiência
Em evento patrocinado pelo Instituto Lula, o ex-presidente questionou a falta de “decisão judicial” para Barack Obama espionar Dilma. O ex-caseiro Francenildo, da conta invadida na Caixa, sabe como funciona.

Ele é tão bonzinho...
O presidente cocaleiro da Bolívia, Evo Morales, que legalizou carros roubados do Brasil, vai indultar e expulsar brasileiros presos por tráfico de drogas que cumpriram parte da pena, mandando-os de volta.

Ferraço 2014
Em reunião na terça, o vice Michel Temer e os presidentes da Câmara, Henrique Alves, e do Senado, Renan Calheiros, além de Valdir Raupp (PMDB) acertaram de lançar Ricardo Ferraço ao governo capixaba e Paulo Hartung ao Senado, em 2014. Ao PT sobraria a vaga de vice. 

Novo assédio
O Sinditamaraty considera “assédio processual” a ação judicial em que é acusado pelo embaixador Américo Fotenelle, que é investigado por assédio moral e sexual no consulado-geral em Sidney (Austrália),. 

Admiração
A ministra Laurita Vaz, do TSE, não agrada muito a um grupo do Rede, partido em formação de Marina Silva, mas há quem a admire, como o deputado Walter Feldman (SP), que elogia seu equilíbrio e sua firmeza na condução do caso. Feldman é o provável futuro presidente do Rede.

Lição de casa
Na mira da extradição por fraudar € 80 milhões de investidores, o advogado irlandês Michael Lynn criou com brasileiros uma tal de Quantum Assessoria, perto de Recife, para investir no porto de Suape.

Pensando bem...
...ficou para a Suprema Corte do Além o juízo final dos condenados do mensalão.



PODER SEM PUDOR
Em Lisboa, só doido


Em visita a Lisboa no final de 2003, Fernando Henrique jantou com o ex-presidente Mário Soares e o ex-primeiro-ministro António Guterres, contando casos para ridicularizar seu ex-embaixador Itamar Franco:
- E vocês não sabem da maior: o doido não queria vir para cá, mas, para Buenos Aires, o que seria uma loucura à qual eu jamais chegaria...
Os portugueses trocaram olhares constrangidos, FHC tentou consertar:
- Um ex-presidente tinha de vir para um posto da importância de Lisboa...
Mas o estrago estava feito. Os portugueses se ofenderam com a gafe que confirmou o desprezo do francófilo FHC pelas relações luso-brasileiras.