Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 12/03/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Um desperdício de dinheiro”
Senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) definindo o novo Ministério da Micro Empresa

Aécio e Joaquim andam conversando, e muito 
Dois campeões de audiência em pesquisas de intenção da votos para presidente da República, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, andam conversando, e muito. Eles se encontraram casualmente na noite de Brasília, mas depois as conversas ficaram freqüentes. Os amigos comuns sonham com essa “chapa perfeita” na eleição de 2014.

Eles sabem
Tanto Aécio Neves quanto Joaquim Barbosa gostam de freqüentar o bar Balcony 412, o favorito de quem sabe das coisas em Brasília.

Não é do ramo
Aclamado por onde anda, Joaquim Barbosa não tem jeito de político. Chega a se irritar com assédio de fãs que pedem fotos ao lado dele. 

Espelho meu
A imprensa alemã destacou o “pibinho” de 0,9% do governo Dilma, que em 2012 deu lições de crescimento à chanceler Angela Merkel. 

Novo sindicato
A atuação conivente da Agência Nacional de Aviação Civil tornou inócuo o Sindicato das Empresas Aéreas (Snea), por substituí-lo.

Quadrilhas assumem controle do entorno do DF
Levantamento da área da Polícia Federal que combate o narcotráfico revela um dado alarmante: o chamado “entorno” do Distrito Federal logo será controlado pelo crime organizado, num fenômeno semelhante aos do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense. Se nada for feito, e com urgência, as polícias Militar, Civil e Federal serão impedidas de entrar nessas áreas, como ocorreu por décadas nas favelas cariocas.

Falta investimento
Delegado de combate ao tráfico lamentou à coluna que os governos de Goiás e DF e o federal não parecem atentos ao avanço das quadrilhas.

Mercado
Ostentando a mais elevada renda per capita do país, Brasília virou a “meca” dos traficantes, inclusive aqueles expulsos dos morros do Rio.

Hasta la democracia
O Sindicato dos Jornalistas de Caracas sugeriu aos repórteres coletes à prova de balas. É o chavismo exercendo o “controle social da mídia”.  

Ameaça à liberdade
O presidente do PT, Rui Falcão, afirmou em entrevista que em abril virá com tudo pela “democratização da mídia”. Ele deve sonhar com o fim das críticas da imprensa livre a meliantes mensaleiros, por exemplo.

Nada, ainda
Lula deu ordem ao prefeito Fernando Haddad para cuidar somente dos projetões. Só sair à rua quando tiver para mostrar projetos no atacado. Os taxistas paulistanos já estão apelidando o prefeito de “Naddad”.

Doce de pessoa
Anda tão mal humorado o presidente do STF, Joaquim Barbosa, que, ao receber a visita dos novos dirigentes da OAB nacional, proibiu fotografias. Há dias, ele mandou um repórter “chafurdar no lixo”. 

Companheirada
Portaria da Receita Federal liberou do ponto seleto grupo auditores ficais sindicalistas para um estudo de melhorias dos próprios salários. A “pesquisa”, utilizando a estrutura interna, vai durar três meses. 

Boquinha
O ex-secretário Antidrogas Pedro Abramovay, demitido após defender a não punição de traficantes, conseguiu um cargo na área jurídica da Casa Civil para a mulher, Carollina. Foi nomeada em 6 de setembro. 

Oremos
Com um padre indicado pelo PT e 14 pastores por outros partidos, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias se arrisca a ser conhecida como Comissão dos Direitos Pastorais da Câmara dos Deputados. 

Má supervisão
O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) quer convocar a ministra Miriam Belchior (Planejamento) para explicar a má supervisão de obras nas rodovias, como apontou relatório do Tribunal de Contas da União. 

For export
Ícone do capitalismo à brasileira, que maltrata clientes, a TAM exporta o estilo. A filha do embaixador no Chile em Dublin denunciou ter sido maltratada no balcão da TAM em Londres e na escala em São Paulo.

Pensando bem...
...o ex-ministro José Dirceu não precisa mais do passaporte. Hugo Chávez vai esperá-lo na Venezuela até a eternidade. Embalsamado.

 

PODER SEM PUDOR

Nada como ter paciência
A mudança de comportamento do PT, desde que virou governo, faz lembrar uma historinha que era contada há tempos, em Brasília, pelo jornalista e advogado Edísio Gomes de Matos. Ele se lembrava de um tio, no interior do Ceará, que tinha uma farmácia onde se jogava o bicho. Um candidato a governador fez a campanha anunciando que ia acabar com o jogo do bicho e ganhou. Edísio procurou o tio, preocupado, para saber como ele se sentia diante da vitória do adversário. E o tio, sábio, respondeu:
- Não se preocupa, não, menino... Todo governo novo fica velho...