Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 20/09/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Aliança é que nem namoro e casamento, os dois precisam querer”
Ministra Ideli Salvatti (articulação política) sobre o rompimento do PSB com o governo

‘Faxineira’ Dilma mantém ministro sob suspeita
A presidenta Dilma jogou no lixo a imagem de “faxineira”, forjada no primeiro ano de mandato, e promete ir “às últimas conseqüências” para manter no Ministério Trabalho Manoel Dias, alvo de investigações da Polícia Federal. Ela telefonou ao ministro, que ameaçava abrir o bico em caso de demissão, para dizer que “não vê motivo” para sua saída. A ligação ocorreu durante reunião do ministro com deputados do PDT. 

Franco atirador
Dilma ignorou o contribuinte afanado e foi “solidária” ao ministro Manoel Dias no mesmo dia em que ele ameaçou: demitido, sairia “atirando”.

Dilma com medo?
Para o secretário-geral do PSDB, Mendes Thame (SP), Dilma precisa demitir Manoel Dias até para provar que não teme suas ameaças. 

Partido pistoleiro
Carlos Lupi fez do PDT uma quadrilha, acusou Brizola Neto, que o substituiu no Trabalho. Manoel Dias sempre foi o braço direito de Lupi.

Pergunta criptografada
Maior parceiro comercial do Brasil, com investimentos no pré-sal, os chineses não nos espionam porque tem olhinhos fechados?

Conselho do Senac julga irregularidade em PE
O presidente do Senac-PE, Josias Silva Albuquerque, será julgado hoje pelo seu conselho fiscal. O órgão de fiscalização verificou que em 2011 ele adquiriu um prédio no Recife, pagou R$ 8 milhões, mas até hoje não tem a escritura do imóvel. O contrato previa que 20% do valor seriam pagos de entrada e os 80% restantes na escritura. A relatora do processo é a representante do Ministério do Trabalho no conselho.

Prejuízo milionário
O conselho fiscal apurou que o pagamento antecipado feito por Josias gerou um prejuízo ao Senac-PE, até agora, de R$ 543.388,00.
 
Proteção 
Antônio Oliveira Santos, presidente do Senac Nacional, prometeu pizza ao pupilo Josias. Ele conhece o caminho do forno.

Irrelevância
A cada ano, as greves de bancários impactam menos na rotina das pessoas e dos próprios bancos. Age como uma categoria em extinção.

Viva o amor
Casado pela segunda vez, o novo chanceler Luiz Alberto Figueiredo não enfrentará solidão em Brasília: sua mulher, a conselheira Maria Angélica Ikeda, foi chamada por ele “a serviço” até dezembro, e será removida da ONU, em Nova York, para Brasília em 1º de janeiro.

Nós podemos
Horas antes de o ministro Celso de Mello anunciar a decisão de novo julgamento para a quadrilha do mensalão, o reu Delúbio Soares festejava o show de Bon Jovi “Because We Can”, no Rock in Rio. 

Coincidência?
Ex-chefe do Ministério Público do DF, Leonardo Bandarra “passava” na rua e foi convocado para ser testemunha do cumprimento de busca e apreensão na casa do policial Marcelo Toledo, em Brasília, revelou o site DiariodoPoder. com.br. Ambos são réus no caso Caixa de Pandora.

Desembarcando
Tentando blindagem temporária, o governador goiano Marconi Perillo (PSDB) disse aos pré-candidatos Antônio Gomide (PT), Vanderlan Cardoso (PSB) e Júnior Friboi (PMDB) que não disputará a eleição.

Sonho meu
Premiada com título ‘Campeões da Terra’, dado a líderes com atuação ambiental destacável, a ministra Izabella Teixeira (Meio Ambiente) sonha mesmo é em assumir assento no Conselho de Segurança da ONU. 

Longe de Agnelo
O deputado Antonio Reguffe (PDT) disse ontem que há “zero chance” de vir a apoiar a reeleição do governador do DF, Agnelo Queiroz: “Sou radicalmente contra a essa política de dar cargos em troca de apoio”. E  avisa: “Se o PDT negociar isso, estarei fora do partido”.

De goleada
Após prolongada sabatina, ontem, a Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou por 18x0 a indicação do diplomata Pedro Brêtas Bastos para chefiar a embaixada do Brasil em Ottawa, Canadá.

Vanguarda do atraso
O fracasso de leilões de concessão de rodovias tem a ver com o líder da vanguarda do atraso, governador gaúcho Tarso Genro (PT), que rasgou contratos que mantinham estradas em boas condições. Agora, o Rio Grande do Sul tem a malha viária mais esburacada do País.

Filmaço
Cineminha logo mais naquele apê em São Bernardo (SP): “Doze homens e nenhuma sentença”.



PODER SEM PUDOR
Cruz credo

Conta o catarinense Esperidião Amin que certa vez encontrou no centro de Florianópolis uma amiga e eleitora do interior, de uma família de agricultores. Enquanto caminhavam, ela fez o sinal da cruz três vezes, ao passar diante de uma agência do Banco do Brasil. E esclareceu:
- É que eu tenho dois filhos e um genro enterrados aí dentro...