Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 27/09/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“A devolução vai ser cobrada como manda a lei”
Renan Calheiros, presidente do Senado, e os salários pagos a mais aos marajás

Supostos ladrões ‘limpam’ casa de doleiro preso
Misteriosos ladrões fizeram uma “limpa” na casa do doleiro Fayed Traboulsi, em Brasília, sexta (20), dia seguinte à sua prisão na operação Miquéias, da Polícia Federal. Segundo vizinhos, ao menos oito carros suspeitos circularam na rua, enquanto a casa do doleiro era roubada. Tão estranho quanto o assalto foi o fato – confirmado pela Polícia Civil do DF – de que a família do doleiro não registrou queixa.

Nada escapou
Subtraíram da casa de Fayed muitos volumes em sacos, todas as TVs, e computadores que escaparam da busca e apreensão da PF. 

Investigação
Para Antonio Carlos de Almeida Castro, advogado de Fayed, a polícia deveria investigar o roubo, mesmo sem o registro de ocorrência.

Esquema forte
A Operação Miquéias desmantelou um esquema que, segundo a PF, surrupiou dos cofres públicos mais de R$ 300 milhões.

Sinais exteriores
Além de prender Fayed Traboulsi, a PF recolheu vários carrões dele, como uma Ferrari, e uma lancha avaliada em R$ 5 milhões.

Joaquim quer salário de R$ 40 mil para ministros 
Na contramão dos protestos que varreram o Brasil, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse ao presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), que enviará novo projeto ao Congresso a fim de aumentar para R$ 40 mil o salário dos ministros do STF. Em agosto, Barbosa solicitou reajuste da remuneração, hoje de R$ 28.059,28, para R$ 30.658,42 mil já a partir de janeiro de 2014.

Corajoso
Em reunião com a bancada potiguar, Henrique confidenciou que ficou perplexo com a coragem do presidente de propor tão alto reajuste. 

Efeito cascata
O aumento dos salários dos ministros do STF gera efeito cascata ao resto da magistratura, assim como para governadores e parlamentares. 

Cristãos novos
O PDT do Distrito Federal já dá como certa a filiação dos deputados distritais Joe Valle (PSB) e Celina Leão (PSD) ao partido. 

Retratos do Brasil
Significativo que Dilma tenha ido ao MoMa, em Nova York, para ver o surrealista belga René Magritte (1898-1967): ele pintou locomotivas saindo de lareiras, homem diante do espelho se vendo de costas…

Contrato rasgado
Isso não vai acabar bem. O banco BTG, de André Esteves, atacou a Caixa, sua sócia no banco Pan (ex-Silvio Santos) e o programa “Minha Casa Melhor”: “a inadimplência vai aumentar”. Ou está com medo do calote ou são recados sobre suas intenções em relação à sociedade. 

Marajás nunca mais
O presidente do TCU, Augusto Nardes, entra para a História por haver liderado a decisão que obriga o Senado a acabar com seus marajás. Só falta obrigá-los a devolver o dinheiro recebido indevidamente.

Padrinho político
Alvo de busca e apreensão na Operação Miquéias, que apura lavagem de dinheiro e fraudes em fundos de previdência, o deputado estadual Samuel Belchior é ligado no PMDB-GO ao ex-governador Íris Rezende e do empresário Júnior Friboi, pré-candidatos ao governo estadual.

Está por fora
O ministro Gastão Vieira (Turismo) garante que até agora não recebeu qualquer sinal do Planalto de que será demitido para que seu cargo seja entregue ao PT, em troca de o PMDB ganhar a Integração. 

‘Coronel’ Eduardo
Aspirante a disputar pelo PMDB o governo de Pernambuco, o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, espantou políticos e autoridades em Brasília, esta semana, detalhando o jeito coronelista de ser (e de governar) de Eduardo Campos (PSB), desconhecido no plano nacional. 

Caos
Está feia a coisa na Caesb, estatal de águas de Brasília. Até restaurantes famosos, como o Le Jardin, do Clube de Golfe, teve de fechar suas portas ontem à noite por falta d’água.

Mãe desnaturada
O PRTB cobrou na Justiça, em 2011, o direito à vaga de Liliane Roriz por infidelidade partidária, quando a deputada se mudou para o PSD de Gilberto Kassab. Ela agora retorna ao PRTB, com o pai, Joaquim Roriz.

Pensando bem...
...corrupção no Brasil é igual a mosca: espanta daqui, aparece acolá.



PODER SEM PUDOR
Jesus à espera

Políticos alagoanos bebericavam há horas, num bar, quando souberam que o então senador e hoje governador Teotônio Vilela (PSDB) teria sofrido um grave acidente de carro. Um prefeito, embriagado, sacou o celular e ligou para Vilela, mas quem atendeu foi outra pessoa:
- É Jesus... – respondeu uma voz que parecia do além.
- Cadê o Teo? – perguntou o prefeito aflito, referindo-se ao senador.
- Ele tá chegando... – informou a voz cavernosa.
O prefeito desligou, virou mais um copo e, tão pálido quanto triste, comunicou:
- O homem morreu mesmo...
Precisou curar a bebedeira para se lembrar que Jesus era o motorista do senador, e ambos escaparam ilesos do acidente.