Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 02/10/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Não usava máscara, nem depredava o patrimônio alheio”
Ministro Aldo Rebelo (Esporte) sobre sua militância política nos tempos de chumbo

Walter Pinheiro é cotado para ministro do Turismo
O senador Walter Pinheiro (PT-BA) é cotado para assumir o Ministério do Turismo, hoje nas mãos do PMDB, que pode ganhar a Integração. O governo avalia que Pinheiro merece o prêmio por sua atuação em relatorias de projetos importantes, e sua escolha resolve a briga no PT baiano, após o governador Jaques Wagner rejeitá-lo como candidato a governador. Wagner prefere seu secretário da Casa Civil, Rui Costa. 

Nem pensar
Pré-candidato com maior expressão nas urnas, Walter Pinheiro ainda não está disposto a abrir mão de disputar o governo da Bahia. 

Faca no pescoço
Apesar de defender redução de ministérios, o PMDB ameaça “pôr faca no pescoço” do governo para segurar Gastão Vieira (MA) no Turismo.

Apetite 
Além dos ministérios, o PMDB já está de olho nos cargos em estatais que deverão ser devolvidas pelo PSB de Eduardo Campos (PE). 

Rima pobre
Com a PF nos calcanhares do amigo de guardanapo da Delta Fernando Cavendish, Sérgio Cabral não será ministro, mas sinistro. 

Gravidez impede Renan de demitir assessora
O ordem do presidente do Senado, Renan Calheiros, de exonerar Flávia Peralta de Carvalho, secretária da sua assessoria de imprensa, esbarra na gravidez da servidora. Ela é investigada na Operação Miquéias, da Polícia Federal, sobre esquema para fraudar fundos de pensão municipais em mais de R$ 50 milhões. O Senado informou que a demissão será consumada, mas Flávia continuará a receber salários.

Indenização
Regra em vigor prevê que servidora grávida demitida recebe até o final da gestação, e uma parcela correspondente a cinco meses de salários.  

Nomeação secreta
Recebendo no Senado R$ 4.288,50 mensais, Flávia Peralta de Carvalho foi nomeada em 2009 por meio de ato secreto. 

Sociedade
Sócia do pai, Flávio Junior Carvalho, o “Crente”, Flávia faria parte do esquema do doleiro Fayed Traboulsi e do ex-policial Marcelo Toledo.

Vindita petista
O Planalto mexe os pauzinhos: no Rio Grande do Sul, após o Rede de Marina Silva reclamar da impugnação de 16% das assinaturas nos cartórios eleitorais, o índice subiu para 26%. No ABC paulista, berço do PT, após queixa idêntica, 34% de assinaturas rejeitadas viraram 53%.

Eterno enganador
Na homenagem aos 25 anos da Constituição de 1988, que na época rejeitou, Lula diz agora que ela determinava a criação de “união sul-americana”, que começou com Hugo Chávez dando um golpe militar.

Muita calma
Está parado o processo contra diplomata humanitário Eduardo Sabóia, que ajudou o boliviano Roger Pinto Molina a fugir ao Brasil. A defesa dele ainda aguarda acesso ao conteúdo dos e-mails entre o Itamaraty e a Embaixada do Brasil na Bolívia durante o asilo do opositor. 

Faltou combinar
Após administrar a crise com José Serra, o PSDB agora teme a reação de seu inimigo tucano José Aníbal, que controla o partido em São Paulo e quer disputar o Senado, mesma pretensão do ex-governador. 

Sob controle
O presidenciável e senador Aécio Neves (MG) era só sorrisos ontem, no plenário do Senado, após o recuo do desafeto José Serra, que fechou acordo com a cúpula e anunciou a permanência no PSDB. 

Voto aberto
O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) apresenta nesta quarta, na comissão especial, o projeto do fim do voto secreto para cassação de mandato: “Ninguém aguenta outra votação igual a do Donadon”. 

Usina de problemas
Com muita grana e influência, usineiros de São Paulo, liderados pela Cosan e Copersucar, vão apoiar o pré-candidato tucano à presidência, Aécio Neves, com José Serra disputando o Senado.

Terra à vista
O presidente maluquete da Bolívia, Evo Morales, prometeu entregar à ONU este mês o relatório sobre o consumo legal de folha de coca. Desconhece-se a utilização dos 25 mil hectares plantados. 

Pensando bem...
...quem mandou o ex-poderoso Eike Batista ser amigo de primeira hora do mais conhecido pé-frio do Brasil? 



PODER SEM PUDOR
Sem fortuna no bolso

Fernando Henrique Cardoso fazia campanha ao lado do amigo Ronaldo Cezar Coelho quando o mau tempo impediu que o helicóptero que os transportava descesse no local previsto, em Nova Friburgo (RJ). Após aterrissar num campo de futebol, nos arredores da cidade, decidiram chamar um táxi. "Mão de vaca" incorrigível, FHC foi logo avisando:
- É melhor você pagar o táxi, Ronaldo. Você sabe, eu não ando com tanto dinheiro no bolso...