Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 08/10/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Nós reconhecemos as diferenças que temos”
Governador Eduardo Campos sobre a injeção de clorofila de Marina Silva no PSB

Rejeitado e jururu, PPS cogita candidato próprio
Após a rejeição do tucano José Serra e da ex-senadora Marina Silva, recém-filiada ao PSB, a Executiva Nacional do PPS se reunirá nesta terça, em Brasília, para discutir candidatura própria à Presidência em 2014. São cotados Roberto Freire (SP), presidente do PPS, Soninha Francine (SP) e o ex-ministro Raul Jungmann. O PPS se ofereceu para receber Marina, mas ela já havia fechado acordo com o PSB.

Tiro no pé? 
Roberto Freire disse a Marina que considera um erro o seu recuo sobre a disputa à Presidência, porque poderá inviabilizar o segundo turno. 

Mantra
Durante a conversa com o PPS, Marina criticou o “modelo chavista” e as retaliações do PT, atuando em cartórios para impedir a Rede. 

As voltas da vida
José Serra está com um (raro) sorriso no rosto com a filiação de Marina ao PSB. Na ótica dele, isso enfraqueceria o desafeto Aécio Neves.  

No divã
O diretório estadual do PSDB-SP se reuniu ontem à noite para discutir a disputa local no cenário com Marina Silva aliada a Eduardo Campos.  

Governo reserva R$1 trilhão para dívida em 2014
Só Tio Patinhas para contar tanto dinheiro: com números da Comissão de Orçamento da Câmara, a ONG Auditoria Cidadã analisou o destino do Orçamento de 2014 que o governo federal enviou ao Congresso: R$ 1 trilhão (42,42%) dos R$ 2,6 trilhões destinam-se ao pagamento de juros e amortizações da dívida pública . A bomba-relógio da Previdência Social “engole” 20,05% dos nossos impostos.

Low Tech
Dilma, que se queixa tanto de espionagem dos EUA, destinou merreca à Ciência e Tecnologia, área crucial à segurança da Rede: 0,37%.

Pauta das ruas
Alvo de queixas dos protestos de junho, Segurança Pública terá menos ainda no Orçamento: 0,35%. O setor de Transportes vai levar 1,03%.

Deixa com eles
Na contramão das acusações de Dilma contra a espionagem mundial, postaram no Twitter que “a Etiópia sabe quem matou Celso Daniel”.

Estabilidade no emprego
Dilma sinalizou ao ministro Aldo Rebelo (Esporte) que deseja sua permanência no cargo durante a Copa do Mundo. Deputado federal pelo PCdoB-SP, Aldo ainda não sabe se disputará mandato em 2014.

PMDB adorou
A cúpula do PMDB adorou o “tiro de inquietação” que foi o ingresso de Marina Silva no PSB. Dilma havia retomado o desdém contra o partido, após subir nas pesquisas. Mas agora deverá reencontrar a humildade.

Explica aí
O grande desafio do pré-candidato Eduardo Campos (PSB) é explicar como pretende que Marina Silva seja sua vice, se a nova filiada tem no mínimo oito vezes mais intenções de votos que ele, nas pesquisas.

Jogos de guerra
Ex-espião da Inteligência canadense, Ray Boisvert garantiu ao jornal local Globe and Mail que o Brasil não é alvo de espionagem industrial de canadenses e americanos, que o terrorismo é prioridade e que as revelações de Edward Snowden seriam simulações de cenário futuro. 

Barrado na OAB
Renan Calheiros nem foi convidado pela OAB à festa dos 25 anos da Constituição, seja como presidente do Senado, seja como deputado constituinte Nota 10. Ele não esquece: o presidente da OAB, Marcos Coelho, foi em campanha à sua casa em Alagoas suplicar apoio.

Molecagem
Não se deve escrever o que diz a assessoria de imprensa da Câmara dos Deputados. A Liderança do PSD ocupa sala de 325 m², bem maior que a saleta de 1,5 m² informada sexta-feira pela assessoria da Casa.

Ele só pensa naquilo
Paulinho da Força ironiza os R$ 1 milhão mensais e sua turma “dava” ao PDT de Carlos Lupi, de fundo partidário. Mas desconversa sobre a receita do seu Solidariedade: diz “não se preocupar” com dinheiro.

Cabeças duras
A lenga-lenga do diagnóstico cifrado bolivariano se repete no hematoma craniano de Cristina Kirchner: seu médico diz que foi “espontâneo”, mas hematomas em geral são fruto de choque violento.

Pergunta no Mercosul
Quando Nicolás Maduro, da Venezuela, e sua banda bolivariana, vão começar a culpar os EUA pela doença de Cristina Kirchner?



PODER SEM PUDOR
Episódio estranho

Logo depois da renúncia de Jânio Quadros, os ministros civis Oscar Pedroso Horta (Justiça) e Quintanilha Ribeiro (Casa Civil) se reuniram com os militares, insinuando apoio das tropas ao presidente. Após a reunião, o oficial Ernesto Geisel, ajudante de ordens do ministro da Guerra, voltou para pegar uma pasta esquecida, e contou depois aos chefes militares:
- Preciso relatar um episódio muito estranho: encontrei os dois ministros rindo à solta e dizendo que haviam conseguido enganar os senhores.
Pelo sim, pelo não, nenhum chefe militar impediu que Jânio fosse embora.