Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 15/10/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Ainda terei tempo para refletir sobre isso”
Ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF, louco para disputar a sucessão de Dilma

‘Xerife’ antidrogas cobra ação contra PCC-Farc
Em férias com a família e agentes federais que o protegem 24h, o juiz Odilon de Oliveira festejou a maior investida em 20 anos do Ministério Público paulista contra a gang PCC, envolvendo 175 suspeitos até de tramar a morte do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Responsável pela prisão de dezenas de traficantes, ele alerta que o MP deve incluir na investigação os narcoguerrilheiros das Farc, que atuam na fronteira. 

Narcoterrorismo
O juiz atribuiu ao PCC os ataques à capital paulista às vésperas da eleição de 2006, dizendo que o grupo atua com a guerrilha do Paraguai. 

Comando Sul
Odilon critica o governo federal por “subestimar” o “Exército do Povo Paraguaio” (EPP) e ter asilado mais de 400 ex-guerrilheiros das Farc.

O inimigo em casa
O EPP comanda sequestros, assaltos a bancos e ataques brutais a brasileiros no Paraguai. Um de seus líderes estaria refugiado no Brasil.

Eixo do mal
Fragilizadas, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia delegaram ao PCC o tráfico de armas e drogas com Bolívia e Paraguai.

Boquinha federal no exterior tem até datilógrafo
A profissão está extinta, mas a “boca” em dólares e euros faz o pé-de-meia de dezenas de funcionários federais lotados em embaixadas e consulados do Brasil mundo afora, conforme levantamento da coluna no catálogo 2013 dos servidores lotados no exterior do Itamaraty. Contratados em “caráter excepcional” por uma lei de dezembro de 2006, exercem funções reservadas à carreira diplomática, sem vagas abertas para o cargo nem o perfil exigido, como fluência no idioma local.

Tem de tudo
Entre os 577 removidos para o serviço exterior há dez artífices, três datilógrafos, desenhista, oficial de cartografia, e até enfermeira.

Trem da alegria
É de 2008 a maioria das remoções de servidores federais dispensáveis no exterior, como um engenheiro em Portugal e médica na Alemanha. 

Aprende, Obama!
Já tem servidor o futuro e-mail do governo contra espionagem: naosoueu.gov.br.

Decifra-me
No discurso no dia da garotada, Dilma tascou: “Sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás, o que é algo muito importante”. É bom ela ficar de olho nos calcanhares.

Frustração
Apreciador incurável de doces, o vice Michel Temer saiu frustrado de almoço na Embaixada de Portugal, onde famosos doces portugueses foram substituídos pelo alemão “strudel de maçã”, e o bacalhau por filé.

Ficha suja
O líder da bancada gaúcha na Câmara, Alceu Moreira (PMDB-RS), está inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Improbidade Administrativa do Conselho Nacional de Justiça. 

Se colar, colou
Operação da PF em Curitiba (PR) apreendeu 500 mil selos falsos dos Correios numa gráfica que faturava R$ 3 milhões. Não espanta serem selos, mas precisarem deles num país com 123 milhões de celulares.

Espeto de pau
A Promotoria do Meio Ambiente de Jacareí (SP) investiga casas de um loteamento em área de preservação às margens do rio Paraíba, entre as quais a do promotor de cidadania do município, José Luiz Berdinarski.  

Para poucos
Responsável pela agenda de Aécio Neves (PSDB-MG), João Almeida soube pelos jornais do casamento dele com a modelo Letícia Weber. “Surpreendeu tanto quanto a união de Marina Silva com Eduardo”. 

Valorizando passe
Depois de levar um chega-pra-lá da ex-senadora Marina Silva, o DEM planeja levantar a bola de Ronaldo Caiado (GO), cotando-o inclusive para disputar a Presidência em 2014. O PSDB aposta em acordo. 

Ligando as turbinas
O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), se reuniu com a bancada federal para discutir emendas e projetos de infraestrutura para 2014, que poderão entrar no Orçamento Geral da União. 
          
Pergunta na passeata
Quando os Black Blocs vão sair às ruas defendendo os direitos humanos dos “manos” do PCC?



PODER SEM PUDOR
O coelho e a coelha

Com fama de mulherengo, Sebastião Barbosa era prefeito de Minas Novas (MG) e mandou calçar o Beco da Joana, projeto de rua num bairro afastado. Logo a oposição o acusou de beneficiar o lugar porque morava ali a sua namorada. Sebastião respondeu aos críticos no palanque da inauguração:
- Sou homem de visão, só antecipei o calçamento que ocorreria no futuro. Depois, com um sorriso maroto, confundiu o velho adágio popular:
- Matei dois coelhos com uma caixa d’água só...