Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 14/03/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Ninguém vai levar isso no grito, na marra”
Governador Eduardo Campos (PSB), propondo um novo acordo para os royalties

Aos 70 anos, comandante da Marinha poderá cair
Discute-se no Ministério da Defesa se o almirante Julio Soares de Moura Neto continuará no Comando da Marinha, após completar 70 anos quarta-feira (20). Setores do governo defendem a substituição, alegando que o cargo é privativo de oficiais da ativa e da reserva, e a “fila” deve andar: Moura Neto será reformado e não poderia ficar. A palavra final da presidenta Dilma será conhecida nos próximos dias.

Reprise
É grande a semelhança do novo Papa, argentino Jorge Mario Bergoglio ou Francisco 1º, com o falecido Pio XII, que era mais alto e magro. 

Jogo de cintura
O Vaticano ganhou de goleada, se o novo Papa tiver o mesmo poder de driblar os adversários como os compatriotas Messi e Maradona. 

Pensando bem...
...a escolha de um jesuíta para Papa mostrou que a Igreja está tão empenhada em renovação que até encontrou um argentino humilde.

Cartola
Fim da mágica: até o final do ano o Banco Central deverá aumentar os juros para reduzir o consumo, senão se instalará o caos inflacionário.

Foster vai explicar na Câmara negócio bilionário
Maria das Graças Foster (Petrobras) terá de esclarecer à Comissão de Combate ao Crime Organizado, da Câmara, um suposto esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na compra de refinaria em Pasadena (EUA). Em 2012, a estatal desembolsou US$ 1,18 bilhão pela refinaria que, apenas sete anos antes, havia sido adquirida por míseros US$ 42,5 milhões pela empresa belga Transcor/Astra. 

Soneca
A forte chuva de ontem à tarde deixou os plenários do Congresso às moscas. E não se ouviram ameaças de corte de ponto.

De carreirinha
O deputado Mauro Benevides (PMDB-CE) lê discursos tão rapidamente na Câmara que acabou revelando sua real vocação: locutor de turfe.

O Cara
Como bom argentino, Papa Chico I deve ter passado a noite celebrando com seus muitíssimos botões: “Eu sabia que eu era Deus!”

Já começou
O clima é de campanha presidencial. Ontem, Eduardo Campos (PSB) foi o mais assediado governador em Brasília, Aécio Neves (PSDB) não deu dois passos sem admiradores à volta e, pela manhã, em evento no Planalto, a claque petista cantarolou: “Oleoleolá, Dilmá, Dilmá!”

Fumaça preta
Setores do PT pensam rebater acusações do PSDB à má gestão e aparelhamento na Petrobras divulgando a lista de ex-políticos tucanos em cargos de direção quando Lula assumiu o primeiro mandato. 

Agricultura
Se for mesmo o substituto de Mendes Ribeiro (Agricultura), o deputado Antônio Andrade (PMDB-MG) tem prazo de validade: em abril de 2014 sairá para disputar a reeleição. Responsável pelo que há de positivo no PIB, a Agricultura não pode ser reduzida a mero utensílio eleitoral.

Já no ritmo
O senador tucano Aécio Neves (MG) gostou da antecipação da campanha presidencial, mas somente vai assumir a condição de pré-candidato do PSDB a partir da convenção do partido, em maio.

Austeridade
Coerente com seu discurso de elogio à austeridade, o novo presidente nacional da OAB, Marcus Vinícius Coelho, substituiu a tradicional festança por um espartano coquetel, na solenidade de posse.

Eles jogam contra
Burocratas da paralisia, o ministro Paulo Sergio Passos (Transportes) e o nº 2 Miguel Masela se divertem vendo a Valec descarrilhar: contra a vontade da dupla, o presidente da estatal de ferrovias, Josias Sampaio Jr, foi indicado por Bernardo Figueiredo, influente amigo de Dilma.

Madame na área
Após ameaçá-los quase se tornando a embaixadora, do que desistiu porque teria de renunciar ao Senado, Marta Suplicy (Cultura) importuna diplomatas brasileiros em Washington exigindo deles uma missão impossível: atrair jornalistas importantes para sua coletiva, nesta sexta.

Embuste
O gabinete do vice-presidente reiterou ontem que Michel Temer não tem um assessor de nome Pedro Petrere e que sua filiação ao PMDB não o autoriza a pedir audiência a autoridades declarando-se como tal. Em carta à coluna, ele insistiu em se passar por assessor de Temer.

Pensando bem...
...pelo andar da inflação “controlada” do governo, José Sarney saiu, mas os fiscais dele vão voltar.

 


 

PODER SEM PUDOR

Negrão não discrimina
No final de 1994, ao chegar para uma audiência com o ministro de Minas e Energia, Delcídio Amaral, o então governador gaúcho Alceu Collares se apresentou à secretária com o bom humor de sempre:
- Diga ao ministro que o negrão chegou.
Na audiência, ele foi informado que somente no dia seguinte o então presidente Itamar Franco assinaria o ato que o levara a Brasília, beneficiando o setor elétrico no Estado. Collares descartou:
- Não posso. Amanhã tenho lá uma festa da colônia alemã.
- Mas o que o senhor tem em comum com a colonização alemã? – provocou Delcídio
- Nada, mas se o negrão não for, vão dizer que é discriminação...