Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 09/11/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
CLÁUDIO HUMBERTO

“José Genoino não merece a pecha de bandoleiro”
Luiz Fernando Pacheco, advogado do deputado, ao pedir sua absolvição

Chefe do Exército torra R$660 mil em gabinete
Ao contrário da tropa, o comandante do Exército Brasileiro, general Enzo Peri, não tem do que se queixar: vai gastar sem dó nem piedade R$660 mil do dinheiro do contribuinte na reforma, pintura e conserto hidráulico de seu gabinete em Brasília, que ficará novo em folha em 2014. Serão R$404 mil na troca de vidros e reparo de janelas, e R$160 mil na renovação de estofados, incluindo a manutenção das peças. 

Pindaíba
O Exército Brasileiro encerra mais cedo o expediente às quartas-feiras, racionando também o “rancho” por alegada “falta de verbas”. 

Moleza
A Aeronáutica também só trabalha quatro em cada sete dias: a semana começa segunda-feira à tarde e termina ao meio-dia de sexta. 

Ciúmes de você
Lulistas do PT ficaram irritados com a recente rasgação de seda entre Dilma e o prefeito de Salvador, ACM Neto. Andam falando mal dela.

Moita
Tio do tucano Aécio Neves (MG), o senador governista Francisco Dornelles (PP-RJ) foge de comentar as eleições presidenciais de 2014. 

ANP admite falhas na fiscalização de empresas
Responsável por regular a produção de etanol, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) admitiu falhas na fiscalização de empresas do ramo no país. Em ofício enviado à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, a agência confirmou que 25 empresas de etanol, apontadas como atuantes pelo Ministério da Agricultura, não têm autorização para operar. Segundo a ANP, algumas sequer enviaram documentação.

Quem se importa?
De 25 empresas, nove ignoraram autorização para funcionar. Elas atuam em Alagoas, Minas, Goiás, Paraíba, Pernambuco, RN e SP.  

Governo
de papel

A Presidência da República reservou quase R$ 700 mil para renovar o almoxarifado com papéis diversos, inclusive cadernos e cartolina. 
Já vai tarde
O deputado Nazareno Fonteles (PT-PI), que deseja submeter decisões do Supremo ao Congresso, ameaça desistir da reeleição em 2014.

Pauta eleitoral
A pesquisa CNT/MDA deu uma pista de campanha para candidatos à Presidência, revelando que a violência preocupa mais que o custo de vida: são 91,5% contra 73,4% “muito preocupados” com ambos.

Tudo é desculpa
O PMDB usa a divisão entre Câmara e Senado para reivindicar que o partido mantenha o comando do Ministério do Turismo, indicado pelos deputados, e fature a pasta da Integração, que contemplará senadores.   

Em baixa
Vice-líder do Solidariedade, Arthur Maia fracassou na promessa de filiar no partido dez prefeitos, dos 45 do PMDB na Bahia. Não conseguiu um só prefeito ou vereadores de seu pretenso curral, Bom Jesus da Lapa.  

Mãos à obra
O governador Anchieta Júnior (PSDB-RR) articulou viagem de uma delegação grande de tucanos na visita de Aécio Neves (MG), ontem, a Manaus, onde Arthur Virgílio comemora 25 anos de vida pública.   

Dilminha
paz e amor

Em campanha pela reeleição, a presidente Dilma surpreendeu o ex-governador Paulo Hartung e o senador Ricardo Ferraço, do PMDB-ES, pela conversa “tranquila e suave” que tiveram com ela na quarta (6). 

Moleza para bandido
A PF não registra armas em Itajaí (SC) há dez meses, alegando proteção à caça local, prejudicando comerciantes legalizados, que se preparam para formalizar denúncia ao Ministério Público Federal. 

Nanicos
Já tem rival a ex-diretora da Anac Denise Abreu, candidata à Presidência pelo nanico Partido Ecológico Nacional (PEN). O mineiro Bertolino Ricardo, empresário peso-pesado da antiga Rede, de Marina Silva, filiou-se ao PEN. E já quer ser candidato a presidente.

PMDB saiu unido
O representante das teles, Eduardo Levy, participou de reunião com a bancada do PMDB na quarta (6), na qual criticou projeto de Marco Civil da Internet, que restringiria acesso de usuários, a depender do pacote.

Pensando bem...
...imagine se estivesse “descançado” o auditor Amilcar José Cançado, enrolado em falcatruas de meio bilhão de reais na prefeitura paulistana.

PODER SEM PUDOR

A cuíca de Valadares

Interventor de Minas, Benedito Valadares contratou um escritor de talento, Mário Mattos, para redigir seus discursos. Já na estréia, ele leu que as reservas de minério do Estado eram as maiores do Brasil, “cuíca do mundo”. Cuíca? Ninguém entendeu. Era “quiçá”, soube-se depois. E inspirou uma marcha de Carnaval do compositor Rômulo Paes:

- Benedito/branco da alma preta/deixou de tocar corneta/e aprendeu a tocar cuíca...