Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 24/11/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Mesmo que ele não queira, (Ciro Gomes é) extremamente doce”
Presidenta Dilma Rousseff discursando no Ceará, em raro momento “paz e amor”

Palocci retoma ‘interlocução’ com empresários
O ex-ministro Antônio Palocci, está por trás da inquietação do PT em relação à “falta de diálogo” da presidenta Dilma com empresários, e são atribuídas a ele ameaças de eventual retorno do ex-presidente Lula, em caso de risco de vitória da oposição, em 2014. Discretamente, Palocci quer reassumir o papel das campanhas de Lula e Dilma, de “interlocutor com empresários” e, claro, na arrecadação de doações.

Ítalo-brasileiro
Considerado hoje um rico e discretíssimo empresário, Antônio Palocci também tem dupla cidadania, a exemplo do fugitivo Henrique Pizzolato. 

Ficha suja
Ministro da Fazenda de Lula e da Casa Civil de Dilma, Antônio Palocci foi demitido em ambos os governo sob fortes suspeitas de corrupção.

Histórico
Em março de 2006, Palocci foi demitido do Ministério da Fazenda, após o escândalo da quebra de sigilo do caseiro Francenildo Santos Costa.

Repeteco
Em 2011, então ministro da Casa Civil, Palocci foi demitido acusado de enriquecimento ilícito; seu patrimônio cresceu 20 vezes em três anos.

Wagner tenta enterrar ação contra mulher no CNJ
O governador Jaques Wagner (PT) tenta retirar da pauta do Conselho Nacional de Justiça o processo contra sua mulher, Maria de Fátima Carneiro de Mendonça, que se tornou servidora efetiva do Tribunal de Justiça da Bahia sem fazer concurso público. Em inspeção em julho, o CNJ identificou que a primeira-dama nunca pisou no tribunal e acumula  cargo de assessora de supervisão com outro de analista, no Executivo.

Boquinha
Enfermeira de profissão, Fátima teve a petição para se tornar servidora estável aprovada pelo TJ-BA em apenas seis dias. Salário: R$ 13.619. 

Lançamento
Ex-senador e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria, Albano Franco lançará sua biografia em Brasília, na próxima terça (26).

Submerso
Às vésperas da prisão, o deputado mensaleiro João Paulo Cunha (SP) tem faltado as reuniões do Diretório Nacional do PT, do qual é titular. 

PF já descobriu
A Polícia Federal suspeita que um funcionário terceirizado de aeroporto facilitou a fuga do mensaleiro Henrique Pizzolato do País, e até já o identificou. Deverá ser preso a qualquer momento.
 
Mudos
O ex-presidente Lula foi processado em 1998, após dizer: a Telebrás foi leiloada às pressas para “fazer caixa 2” da campanha tucana. O aeroporto do Galeão foi privatizado por R$ 19 bilhões no ano que antecede as eleições e o silêncio da oposição é ensurdecedor.

Empurra com a barriga
Não é à toa que o PT comprou briga para adiar a cassação do mandato do presidiário José Genoino. O pedido de aposentadoria do mensaleiro só será analisado em janeiro, após análise de junta médica da Câmara. 

Olho no futuro
O presidente do PMDB, Valdir Raupp (RO), defende que o partido comece a priorizar novos nomes para disputar a Presidência em 2018: “O PMDB não pode viver só de sua história, precisa projetar o futuro”. 

Missão impossível
Dilma e Lula jogam batata quente no colo do PCdoB. Querem que a sigla encontre uma saída para obter o apoio do PT a Flávio Dino, no Maranhão, mas preservando a relação com a família Sarney.

Pagou um sapo
O presidente do PT, Rui Falcão, revelou a amigos que recebeu um telefonema “tão deselegante” da governadora Roseana Sarney (PMDB-MA), reclamando de suas declarações de apoiar Flávio Dino (PCdoB).

Secretaria de quê?
Criada para gerir imóveis públicos, a Secretaria de Patrimônio da União não tem a relação das residências cedidas às Forças Armadas. A SPU tira o corpo, com certo temor de mexer nos imóveis dos milicos.
 
Até que enfim
No Planalto, o clima é mais de alívio do que de revolta com a prisão de caciques do PT condenados no processo mensalão. A avaliação é que, quanto antes das eleições o julgamento terminasse, melhor. 

Pensando bem...
...não são só “presos políticos” no presídio da Papuda, no DF. Há também “preso tesoureiro”, “preso ministro”, “preso empresário” etc.