Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 27/11/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
CLÁUDIO HUMBERTO

“Ou demite o ministro ou ela é cúmplice desse dossiê aloprado 2”

Aécio Neves (PSDB) sobre a presidenta Dilma e o “uso político” do escândalo no Metrô-SP

 

Genoino ‘pobretão’ é farsa: deputado ganha bem

O estado de saúde de José Genoino (PT-SP) não é a única farsa na história do mensalão. Ele faz pose de coitadinho, divulga que mora na mesma casa financiada pela Caixa há trinta anos, blá-bla-blá, mas recebe salários de marajá (R$ 26.723,13), como deputado federal há 27 anos, além da Cota mensal para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), de R$ 31.301. Entre janeiro e setembro, embolsou R$ 522 mil.

Tudo por nossa conta

Como deputado, Genoino tem auxílio moradia de R$ 3.800 em espécie, verba para passagens aéreas e cota para correios e telefone.

Dá de sobra

A multa a que Genoino foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (R$ 468 mil) é bem menos do que ele recebe como deputado por ano.

Direto no bolso

Deputado recebe verba mensal de gabinete no valor de R$ 78 mil para contratar assessores, mas na maioria dos casos fica com quase tudo.

Pé de chumbo

Da cota Ceap de R$ 31,3 mil, Genoino dispõe de R$ 4,5 mil para torrar com combustíveis e outros R$ 4,5 mil em “segurança pessoal”.

PT tenta negociar cassação por aposentadoria

O vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), e o líder do PT, José Guimarães (CE), negociam a aposentadoria “por invalidez” do deputado José Genoino (PT-SP) antes que a mesa diretora inicie o processo de cassação. Mas a tese perdeu força com o laudo da junta médica designada pelo Supremo Tribunal Federal, atestando não ser grave o estado de saúde do deputado presidiário, como ele fez parecer.

Loteria

Se a aposentadoria por invalidez vingar, o deputado corrupto receberá salários integrais de R$ 26 mil e se livrará da cassação.

Tem pressa

Esperto, Genoino enviou na quarta (20) à Câmara um pedido para antecipar a avaliação da junta médica, marcada apenas para janeiro.

Qualquer um

Senadores do PTB tentaram obter de Dilma garantia de um ministério: “Queremos a Integração, mas aceitaríamos Portos”, diz um deles.

Incontestáveis

É muito qualificada a junta médica que atestou a farsa do presidiário José Genoino, atestando que a cardiopatia não é grave, nem impõe prisão domiciliar. Todos têm PhD e alentados currículos.

Já era

Aos 64 anos, Valdemar Costa Neto (PR) vê na prisão seu fim político. Condenado a 7 anos e 10 meses de cadeia e inelegível por mais 8 anos, o mensaleiro só pode disputar eleição outra vez aos 80 anos.

Mão na massa

Na tentativa de conquistar apoio de dissidentes do PMDB em 2014, o vice Michel Temer encaminha esta semana aos ministérios um calhamaço de pedidos de prefeitos e vereadores do Rio Grande do Sul.

Prioridade

Atolado em denúncias, o ex-diretor do DNIT Luiz Antonio Pagot (PTB) quer abandonar a candidatura a deputado federal para coordenar a campanha do senador Pedro Taques (PDT-MT) ao governo em 2014.

Pedala!

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), pediu a Décio Lima (PT-SC), presidente da Comissão de Constituição e Justiça, para votar já nesta quarta (27) a proposta de orçamento impositivo.

Desmoralizado

Líder do PROS, Givaldo Carimbão (AL) desceu a lenha na “inércia do Parlamento”, em reunião do conselho político com a presidenta Dilma. Há mais de três semanas a Câmara empurra votações com a barriga.

Retífica CH

Os serviços dos Correios são uma porcaria, numa decadência de dar dó, mas a média de espera por atendimento em suas agências de São Paulo e Brasília, segundo a ONG ProTeste, é de 8 minutos e meio e de 2 minutos, respectivamente, e não horas, como publicamos.

Emendas

A Comissão de Constituição e Justiça escolheu “órgãos mais pobres” para destinar verba ao Orçamento de 2014. Serão R$ 300 milhões para AGU, R$ 180 milhões ao Ministério Público Federal, de R$ 45 a R$ 55 milhões à Defensoria, e mais R$ 20 milhões à Justiça Federal de RO.

O homem da mala

Já se sabe o que o ex-ministro José Dirceu vai fazer no Hotel Saint Peter: carregar malas.

PODER SEM PUDOR

Colé derrotou Brizola

No início dos anos 1980, o deputado gaúcho Getúlio Dias ofereceu um jantar em Brasília a Leonel Brizola, recém-chegado do exílio, e à pequena bancada do PDT. Brizola garantiu:

- Eu não perco eleição.

Depois contou sua “única e imperdoável” derrota, 30 anos antes, para a prefeitura de Porto Alegre, atribuindo-a à desastrada contratação de Osvaldo Sargentelli e suas mulatas para animar os comícios, um escândalo na época.

- Mas não foi Sargentelli e sim Colé – corrigiu Enio Meneghetti, neto de Ildo Meneghetti, o vencedor.