Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 28/11/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Ele planejava fugir muito antes de ser condenado”

Renata Bueno, deputada ítalo-brasileira, sobre o mensaleiro Henrique Pizzolato

RJ: PMDB avalia desistir de Pezão para o governo

A executiva nacional do PMDB avalia a desistência da candidatura do vice-governador Luiz Fernando Pezão à sucessão estadual, no Rio de Janeiro. O desânimo é provocado pelo desempenho pífio de Pezão nas pesquisas, empacado em irrisórios 4% das intenções de votos, e na queda-livre do governador-problema Sérgio Cabral. A cúpula do partido já acha boa ideia aliar-se a Lindbergh Farias (PT), inimigo de Cabral.

Abraço de afogados

Para um dirigente do partido, “ou PT e PMDB se abraçam ou morrerão afogados”. Lindbergh também tem fraco desempenho nas pesquisas.

O nome

A cúpula do PMDB lamenta não ter filiado o secretário de segurança José Mariano Beltrame. Poderia ser a salvação do partido em 2014. 

Surfando

O ministro Marcelo Crivella (PRB) e o deputado Anthony Garotinho (PR) são quem mais tem faturado com a briga entre o PT-PMDB.

Tá feia a coisa

O PT e o PMDB – principal aliado da presidente Dilma – até agora só conseguiram fechar acordo em três estados: DF, Pará e Amazonas.

Como a CUT, petistas fazem ameaças a Joaquim

O ministro Joaquim Barbosa e o Supremo Tribunal Federal recebem ameaças diárias de pessoas ligadas ao PT e a meliantes condenados no mensalão, segundo confirmam fontes próximas à presidência da Corte, mas adotaram a regra de ignorá-las. Por essa razão o STF não levará a sério ameaças de sindicalistas da CUT, a Central Única dos Trabalhadores, dia 25, garantindo a Barbosa que “sua vez vai chegar”.

Tem limite

Em qualquer país democrático, ameaça tão explícita ao chefe do Poder Judiciário faz a polícia identificar e denunciar seus autores.

Bem protegido

As ameaças preocupam os amigos e auxiliares de Joaquim Barbosa, mas todos parecem tranquilos quanto ao seu esquema de segurança.

Melô do dissidente

Peemedebistas gaúchos recorrem ao clássico de Tim Maia para explicar a relação com governo Dilma: “Me dê motivo, para ir embora...”

Inatividade

Um dos réus menos conhecidos entre os mensaleiros, Jacinto Lamas se aposentou como analista legislativo da Câmara dos Deputados. Mesmo na Papuda, receberá seus proventos mensais de R$ 24.148,49.

Pernas curtíssimas

Com duas juntas médicas atestando que seu estado de saúde não é grave, como insinuava, o deputado presidiário José Genoino (PT-SP) viu reduzidas suas chances de emplacar “aposentadoria por invalidez”.

Abertura acanhada

A tragédia no Itaquerão fez lembrar que a Copa de 2014, a mais importante de todos os tempos, terá solenidade de abertura no mais acanhado – e talvez inseguro – dos estádios construídos para o evento.

Lástima

O botafoguense Nilton Santos, a enciclopédia do futebol, seria o único brasileiro que atuou pela Seleção de 1950, no Brasil, a presenciar o retorno da Copa do Mundo às terras tupiniquins, em 2014.

Premiação justa

Um dos mais admirados magistrados do País, Pedro Valls Feu Rosa, presidente do Tribunal de Justiça capixaba, receberá hoje no Supremo Tribunal Federal o Prêmio Innovare, pela criação do programa de “botões de pânico” para mulheres ameaçadas ou vítimas de violência.

Atrasado

Mensaleiros presos têm a ajuda da Justiça para empurrar o pagamento da multa condenatória com a barriga. Passados dez dias da prisão, o TJDFT sequer corrigiu os valores para repassá-los aos presos.

Boi de piranha

A reputação do presidente do PTB, Benito Gama, é tão ruim no Palácio do Planalto, que sua indicação ao ministério de Dilma tem toda pinta de ter sido uma manobra dos senadores do PTB para queimar seu nome.

Campanha

Candidato ao governo de SP, o ministro Alexandre Padilha (Saúde) tem convidado para as agendas eleitoreiras desde parlamentares da base – incluindo mensaleiros presos – a oposicionistas como Aloysio Nunes e Carlos Sampaio, que estiveram no Seminário Cuidados Integrados.

Questão de princípio

José Dirceu levará uma novidade ao hotel, como novo gerente: em vez de diárias, os hóspedes pagarão mensalmente. Tipo mensalão.

PODER SEM PUDOR

Antropofagia no Itamaraty

O saudoso ex-embaixador do Brasil em Lisboa Dario Castro Alves era dono de um fino senso de humor. Chefiava a Divisão do Pessoal do Ministério das Relações Exteriores, ainda no Rio de Janeiro, quando dois subordinados, Adolf Westphalen e Dante Coelho de Lima, chegaram de uma reunião relatando as queixas do Serpro contra os muitos erros nas fichas financeiras do Itamaraty.

- O funcionário do Serpro quase nos comeu vivos – contou Westphalen.

Dario Castro Alves reagiu com muita graça:

- Espero que tenha sido no sentido antropofágico, pois você dois eram minhas últimas esperanças nesta Divisão...

_

Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros