Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 08/12/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“O Estado é mais cego do que eu”

Sérgio Silva, fotógrafo que perdeu um olho após um tiro de borracha durante protesto

Dilma não cogita convidar Joaquim ao funeral

A presidente Dilma já confirmou que vai às cerimônias fúnebres do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, símbolo da luta contra a intolerância racial, mas não se cogita um convite ao ministro Joaquim Barbosa, o primeiro negro a presidir o Supremo Tribunal Federal, para integrar sua comitiva. O Palácio do Planalto limitou-se a informar a esta coluna que a comitiva à África do Sul “ainda não foi definida”.

Grandeza

Experiente senador governista observou, sem muita convicção: “Se Dilma tiver grandeza, convida Joaquim Barbosa para a comitiva”.

Incompatibilidade

Como Lula já avisou que acompanhará Dilma, dificilmente Joaquim Barbosa faria parte da comitiva. Ele detesta o presidente do STF.

Surpresa

Lula considera Joaquim Barbosa um “ingrato” por tê-lo surpreendido com sua independência, na relatoria do processo do mensalão.

Sugestão

Então presidente, Lula queria nomear um negro para o STF. Joaquim Barbosa foi sugerido por Frei Betto, que o conhecera casualmente.

Licitação do Metrô de Fortaleza sob suspeita

O Ministério Público e o Tribunal de Contas da União emitiram pareceres contrários ao vencedor da licitação de R$ 2,49 bilhões para a linha leste do Metrô de Fortaleza. O edital bilionário exige da empresa concorrente e do profissional encarregado experiência na construção de túneis e capital de 10% do valor da obra. As empresas do consórcio Cetenco-Acciona, que venceu, não se encaixariam nos pré-requisitos.

Pressa

O governador Cid Gomes (PROS) se apressou para assinar o contato mesmo sem o consórcio vencedor demonstrar habilitação para a obra.

Bilhões

A Comissão Central de Concorrências do Ceará ignorou as exigências do edital e aprovou a proposta do consórcio e Cetenco-Acciona.

Sem controle

O processo recebeu parecer desfavorável da Secretaria de Controle Externo do TCU, que atestou a irregularidade na licitação.

Água e óleo

Na Rede, cresce a pressão para o PSB inverter chapa e lançar Marina Silva à Presidência. Aliados dela acusam Eduardo Campos de querer capitalizar votos “por osmose”, sem adotar o discurso da nova política.

Pronto pra briga

Um poço de mágoas com PMDB por “forçar a renúncia” do mensaleiro José Genoino, a bancada do PT já levanta quatro possíveis nomes para disputar a presidência da Câmara, em 2015: André Vargas (PR), Arlindo Chinaglia (SP), Cândido Vaccarezza (SP) e Marco Maia (RS).

Agiu sozinho

Familiares do ex-ministro José Dirceu disseram a petistas que também foram pegos de surpresa com as notícias de que o mensaleiro ganharia R$ 20 mil para trabalhar no hotel St. Peter, cujo dono é um “laranja”.  

De plantão

O deputado mensaleiro Pedro Henry (PP) obrigou seu advogado, José Antônio Alvarez, a dar plantão neste fim de semana em Brasília após parecer da Procuradoria-Geral da União pedindo sua prisão imediata.

Submerso

Pressionado até por aliados no PSDB, o ex-governador José Serra (SP) diminuiu as agendas e viagens país afora para não azedar ainda mais as relações com a bancada e o desafeto Aécio Neves (MG).

Rebordosa

Além de Paulo André, zagueiro rebelde que anda mal das pernas no Corinthians, outro com problemas é Martinez, do Náutico, que tentou liderar greve por salários. O presidente do Náutico, Paulo Wanderley, avisou: “O único clube onde ele vai jogar em 2014 é o Bom Senso FC”.

Economiza combustível

A Polícia Federal estava na torcida que o ministro Joaquim Barbosa (STF) expedisse transferência de Kátia Rabello e Simone Vasconcelos ao presídio de Belo Horizonte junto à prisão de Vinícius Samarane. Queria aproveitar a viagem de avião para já trazer o mensaleiro.

Sem noção

O plenário do Senado é o refúgio dos senadores, que ficam protegidos do assédio de lobistas, pedintes e de chatos como Valmir Amaral (DF). Mas, o amigo de Renan Calheiros foi senador e aproveita o direito de acesso ao plenário para fazer lobby por CPI contra o governo do DF.

Pergunta no hotel

Se o gerente do hotel St. Peter ganharia R$ 20 mil, quanto recebe o laranja dono do prédio?

PODER SEM PUDOR

Ameaça de carregador

Carroceiro e aspirante a vereador, Braz Batista da Silva chegou revoltado no comitê do saudoso Marcos Freire, à procura de Bayron Sarinho, que o contratara para carregar “espontaneamente” o senador nos comícios.

- Dr. Byron, se não me pagar hoje, não carrego mais. E se não pagar certo daqui pra frente, eu jogo o senador no canal, em Casa Amarela...

Marcos Freire perdeu a eleição, mas Braz recebeu o dele.