Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 25/12/2013
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“Temos maçãs podres que temos que extirpar do Judiciário”
Ministro Francisco Falcão (STJ), corregedor do Conselho Nacional de Justiça

Ministério da Justiça
faz licitação 
sob suspeita
O Ministério de Justiça se prepara para anunciar, no apagar das luzes, em 31 de dezembro, a empresa vencedora da milionária licitação que vai criar o sistema de indexação balística no Brasil. Investigada pelo Tribunal de Contas da União por suspeita de direcionamento da vencedora, a licitação só foi anunciada na véspera do recesso Judiciário, dia 18. Assim, recursos judiciais não dificultarão o processo.

Direcionada
Das três empresas no mundo que fornecem o sistema de balística, só a russa Evofinder atende ao requisito de entregar “unidades portáteis”.

Preço
O pregão eletrônico 56/2013 prevê a compra de 67 equipamentos avaliados em R$ 1,8 milhão cada um, somando R$ 120,6 milhões.

Defasagem
Os equipamentos pretendidos pelo Ministério da Justiça são defasados. Já há duas gerações mais avançadas avaliadas em R$ 350 milhões.

Solução
O banco de dados de balística ajuda a precisar de onde saiu o disparo de arma de fogo e, assim, identificar o responsável pelos tiros.

Barbas crescem na PF até Dilma regulamentar Lei
Policiais federais de Foz do Iguaçu decidiram deixar a barba crescer como sinal de protesto e de vigília, até que a presidenta Dilma cumpra a lei, em vigor desde agosto, para finalmente receberem o adicional de fronteira – benefício que levaram três anos para conquistar. Dilma precisa assinar um decreto regulamentando a lei. “Foi uma promessa vazia, nada mudou”, reclama o Sindicato da categoria no Paraná.

Homenagem
ao Noel 

O pessoal da PF no Paraná promete manter-se barbudo até receberem o benefício, de apenas R$ 90 por dia de trabalho na fronteira.

Sobra
Na Inglaterra, 90% dos crimes são esclarecidos enquanto no Brasil o índice de solução dos homicídios não passa de 5%, em Brasília. 

Copa na telinha?
A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) gastou R$ 98.779,60 de dinheiro público na compra de novos televisores. É para Copa em HD?

Telhado de vidro
Durante o merecido recesso, após um 2013 exaustivo, a Câmara dos Deputados começará a reforma de R$ 41 milhões em três blocos de imóveis funcionais de suas excelências, ocupados de terça a quinta. 

Então é Natal
O presidente do PSDB-MG, deputado Marcus Pestana, defende que o senador e presidenciável Aécio Neves dê realmente uma pausa na campanha durante as festas de fim de ano: “Seria contraproducente”.

CPI à vista
A Petrobras anuncia em janeiro suas novas agências de propaganda, e outra vez despontam como favoritas a Master e a Heads, paranaenses como o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). A PPR, como desde o início do governo Lula, também deverá faturar mais essa.
 
Bola da vez
Líder nas pesquisas ao governo do Rio, o ministro Marcelo Crivella (PRB) está sendo assediado para se aliar tanto ao candidato Anthony Garotinho (PR) quanto ao peemedebista Luiz Fernando Pezão.

Pede pra sair
Para Sérgio Zveiter (PSD-RJ), relator do recurso apresentado por Natan Donadon, o presidiário deveria renunciar logo ao mandato: “O processo ficou para fevereiro, e ele não tem direito a mais nada”. 

Jogo pesado
Deputados da Paraíba ameaçam convocar o ministro Aguinaldo Ribeiro (Cidades) para esclarecer suspeita de cooptação de prefeitos por meio de liberação de verba da pasta, tudo de olho nas eleições de 2014. 

Sem exceção
Primeiro-secretário da Força Sindical, Sérgio Leite não vê nada de extraordinário nas reclamações sobre a falta de interlocução com o governo Dilma: “Todos reclamam, nós e a torcida da Portuguesa”. 

‘Tia’ Dilma
O ex-espião dos EUA Edward Snowden garantiu na TV Globo que não trocaria asilo no Brasil por informações. Anrã: dará a Dilma sua coleção de matrioshkas, as bonequinhas russas gordinhas que se multiplicam. 

Pensando bem…
…não deve ser segredo para Snowden, mas ele é forte candidato na coluna a ganhar o troféu Óleo de Peroba importado dos EUA.

PODER SEM PUDOR
Alkimin, o solidário

Assim que soube da cassação do deputado mineiro Carlos Murilo, sobrinho de JK, José Maria Alkimin telefonou, compungido:
- Olha, meu querido, estou com você na hora dessa terrível injustiça...
Lembrou-se de que o telefone poderia estar grampeado, e corrigiu:
- ...quero dizer, meu caro, que eu continuo solidário com a Revolução, que só tem feito coisas certas, apesar de alguns equívocos como esse que cometeu com você, mas a gente tem que compreender que tudo isso é para o bem da nossa Pátria...
E desligou.