Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 22/01/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Cláudio Humberto

“É uma decisão  individual”

Deputado André Vargas (PT-PR) sobre a renúncia do mensaleiro João Paulo Cunha

PMDB quer ministério para obter apoio no Ceará

A cúpula do PMDB aposta que Ministério da Integração pode servir de moeda de troca para costurar apoio do governador Cid Gomes (PROS) ao senador Eunicio Oliveira na disputa pelo governo do Ceará. O vice Michel Temer já pediu ao ex-presidente Lula para conversar com os irmãos Gomes para reeditar a aliança PMDB-PT, sinalizando que o próprio Cid Gomes poderia ocupar pasta da Educação em 2015.

Expectativa

PT e PMDB esperam a conversa de Lula com Cid e Ciro Gomes até o fim deste mês, quando será arrematada a reforma ministerial.

Perde nada

Para o PMDB, Cid Gomes só teria vantagens. Além da Integração e da Educação, ele ganharia secretarias e o vice de Eunicio no governo.

Unifica o PT

Eunicio unificaria o PT de Luizianne Lins e José Guimarães, candidato ao Senado. Mas ele tem conversado com o tucano Tasso Jereissati.

Sob controle

Apesar das alegações do PMDB, o PT cearense duvida que Cid Gomes venha a abrir mão de indicar seu próprio candidato ao governo.

Eles vão, eles vêm, o dinheiro público também

Além dos cartões corporativos, que bateram recorde no governo Dilma, em 2013, gastos com passagens e diárias do Executivo, Legislativo e Judiciário não ficaram atrás, atingindo os R$ 2,4 bilhões. A União torrou R$ 1,3 bilhão em passagens. Já a conta das diárias, que garantem bons sonhos em luxuosos hotéis (como o St. Regis de Nova Iorque, onde Dilma pagou R$ 25 mil por noite), foram gastos R$1,1 bilhão.

Só promessa

Ministro Guido Mantega (Fazenda) havia prometido reduzir gastos com diárias para viabilizar corte de R$ 10 bilhões no orçamento federal.

Preço do luxo

A União torrou com diárias, de 2001 a 2013, a cifra de R$ 26,2 bilhões, considerados os valores constantes atualizados pela inflação.

Recorde dos recordes

O Ministério da Educação lidera os gastos com diárias, com exatos R$ 413,5 milhões, R$ 90 milhões a mais que em 2012.

Reencarnação e carma

O futuro ministro da Saúde, Arthur Chioro, sanitarista como Alexandre Padilha, é médium e autor de vários livros, como “Neoliberalismo e Espiritismo”. É investigado por ser sócio na empresa Consaúde, que presta serviços à prefeitura de São Bernardo (SP), onde é secretário.

Siga o dinheiro

Tem caroço nesse angu de sites de mensaleiros recebendo doações. Se a Receita ou a PF se interessarem pela lista de “doadores”, talvez encontrem grana do mensalão reaparecendo por caminhos tortuosos.

Os favores da lei

A Advocacia Geral da União fez uma interpretação particular da lei para abrigar em sua sede a entidade privada Unicred/Asacred, com aluguel simbólico. Alega que a “cessão” foi aprovada por sua área jurídica.

Rolê cubano

Fontes independentes da ilha de Fidel relatam violenta repressão a protesto, ontem, de pequenos negociantes autorizados em Holguín, a 700 km de Havana. Um dos líderes está preso em local ignorado. 

Bacon and eggs

O presidente da Câmara Legislativa do DF, Wasny de Roure (PT), aceitou convite para tomar café da manhã coletivo com o americano Barack Obama, no dia 6. Mas as despesas são por conta de Wasny.

Olho grande

TVs internacionais estão revisando planos da cobertura da Copa diante dos preços abusivos e custo das distâncias, diz o jornal Gulf News. Operadores de câmera e tradutores triplicaram o preço do trabalho.

Fora da vaga

Eles fazem leis, mas raramente as cumprem. Suplente do cadeirante Benício Tavares, o deputado distrital Robério Negreiros (PMDB) estaciona o carro na vaga de deficiente, na Câmara Legislativa do DF. 

Ensaio sobre a cegueira

As 16 clínicas conveniadas de oftalmologia em Natal (RN) decidem esta semana se interrompem o serviço. O calote do SUS, do Ministério da Saúde, atinge 40 clínicas de outras especialidades há quatro meses.

Pergunta na livraria

Lula voltou a usar barba para lembrar ao apelido “Barba”, que tinha no Dops, como revela Romeu Tuma Jr em “Assassinato de Reputações”?

PODER SEM PUDOR

Esplanada das intrigas

Um pouco antes de ser demitido por telefone do cargo de ministro da Educação do governo Lula, Cristovam Buarque escreveu e-mail a um amigo prestes a iniciar uma viagem de barco ao Caribe:

- Sinto inveja da sua aventura, mas não do perigo: nestes tempos de intrigas, é mais arriscado atravessar a Esplanada dos Ministérios...

A resposta do amigo velejador só chegou a Cristovam depois da sua humilhante demissão do cargo de ministro:

- Eu sobrevivi, você perdeu...

_